A Bionicook surge no mercado com a proposta de se destacar com uso de tecnologias. A marca é a primeira rede de franquias de alimentação rápida em todo o mundo a trabalhar com atendimento realizado por robôs, sem interferência humana.

Apesar do investimento em tecnologia ser pioneiro no mercado, a marca garante aos franqueados que o empreendimento é seguro. Com a promessa de um modelo de negócio lucrativo, os franqueados encontram modalidade de investimento em que não é necessária altas cargas horárias de trabalho. O padrão de atendimento e qualidade dos produtos também é o foco da marca, que preza por bons serviços no ramo de alimentação.

A proposta inovadora foi estruturada pelo empresário Fábio Rezler, que investiu no primeiro fast food do país com atendimento totalmente automatizado. O atendimento ao cliente e preparação dos lanches são feitos por um robô da KUKA, uma das empresas mundiais líderes na fabricação de robôs industriais.

Para o empresário, era necessário que a marca trouxesse um diferencial para o setor de alimentação. “Nós começamos com atendimento tradicional, como todos os fast foods, mas no decorrer do tempo percebemos que deveríamos fazer algo surpreendente e trazer alguma novidade para o setor. Neste momento conheci a robótica”, explica Rezler, em nota divulgada à imprensa.

Os clientes chegam aos restaurantes da Bionicook e realizam o pedido através de um totem de autoatendimento, no qual o robô realiza a solicitação.

“É um fast food de pastéis e empanados, com porções já preestabelecidas que vêm congeladas e embaladas de fábrica. O robô inicia o processo de fritura e atendimento após o pedido e pagamento realizados pelo consumidor. Como o processo de fritura leva entre dois e três minutos, um dos mais rápidos do mundo, colocamos o equipamento para interagir com as pessoas por meio de mídia eletrônica em tablet manipulado pelo robô, além de merchandising e comunicados”, exemplifica Rezler.

O modelo de franquia da Bionicook permite que os empreendedores gerenciem o negócio por meio de softwares integrados, sem a necessidade de estar presente nas unidades durante todo o horário de funcionamento comercial.

Apesar do atendimento ao cliente e preparação dos salgados serem completamente automatizados, os modelos de franquia da rede também atuarão na geração de empregos, uma vez que é necessário funções complementares realizadas por equipe de funcionários.

“A célula robotizada no fast food, tem um novo conceito e que, na outra ponta, vai gerar outras tarefas que serão executadas por pessoas, como a fabricação e preparação dos produtos, engenharia, monitoramento remoto, logística e gestão dos franqueados. Além disso, abrirá novas demandas de cargos administrativos e técnicos para a manutenção das células e dos robôs, por exemplo”, finaliza Rezler.

O capital de investimento total (considerando capital de instalação, taxa de franquia e capital de giro) para abrir uma unidade da Bionicook é de 650 mil reais. O ponto comercial deve ter estrutura mínima de 24 a 50 metros quadrados.

Investimento total: R$ 650 mil
Taxa de franquia: R$ 130 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 120 mil
Prazo de retorno: de 10 a 15 meses

COMPARTILHE
Artigo anteriorSiga Cidades: franquia de aplicativo por R$ 15 mil
Próximo artigoA importância dos manuais em franquias
Luísa Campos
Graduada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto. Escolheu essa profissão pela paixão por escrever. Descobriu que pode se reinventar e continuar contando histórias de sucesso em negócios, tecnologia e inovação.

DEIXE UMA RESPOSTA