Pedir comida em casa é um costume cada vez mais popular entre os consumidores brasileiros e o mercado aproveita a tendência para lançar novidades nessa área. É de olho nesse mercado que o Grupo Aplicativos Franchising lança um novo aplicativo de delivery, o Ceofood.

Com foco em cidades pequenas e zonas periféricas, a proposta do Ceofood é reunir restaurantes que trabalham com tipos de alimentos variados, oferecendo aos consumidores a possibilidade de fazerem pedidos de diferentes locais na mesma plataforma.

A marca tem planos agressivos de crescimento e já se lança no mercado com um plano de expansão por meio de franchising. Até o final de 2018, o objetivo é de que o Ceofood chegue a 200 unidades ativas e conquiste um faturamento de 5 milhões de reais.

O foco de expansão está em pequenas cidades com uma média de 50 mil habitantes, especialmente nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Originalmente, o investimento para se tornar um franqueado é de 12 mil reais. Porém, nesse primeiro momento de expansão (60 primeiros dias), a franqueadora disponibiliza a franquia por 4,99 mil reais. O modelo é home based, sem necessidade de investimento em instalação, e permite horários de trabalho flexíveis.

Aos restaurantes, a empresa também visa oferecer uma proposta competitiva em relação a aplicativos concorrentes. Trocando o tradicional modelo de negócio que cobra por percentual de pedidos, o Ceofood conta com planos fixos mensais com valores que vão de 49,99 reais a 399,99 reais. Para impulsionar o crescimento do app, os restaurantes que aderirem ao serviço terão isenção de custos nos primeiros 60 dias de uso.

“A nossa atuação acontece de forma pró ativa, ou seja, não esperamos as empresas se cadastrarem na plataforma. A ideia é oferecer o serviço pessoalmente para explicar as vantagens para os donos dos negócios. Quando as taxas são cobradas com base na porcentagem, quanto mais o empresário faturar, pior, pois ele terá que pagar taxas cada vez maiores. No caso da Ceofood, isso não acontece, pois cobramos um preço fixo”, explica Kawel Lotti, CEO da marca, em comunicado à imprensa.

Assim, a principal tarefa do franqueado Ceofood é cuidar da parte comercial, prospectando novos restaurantes para aderirem ao aplicativo. Os franqueados podem tanto ter a franquia como principal fonte de renda, dedicando-se integralmente ao negócio; ou fazer dela uma atividade de renda extra, conciliando a franquia com um emprego fixo.

Com faturamento médio mensal de 4,5 mil reais, a franquia tem taxa de lucro estimado de 50% e retorno do capital investido a partir de seis meses.

Atualmente, são 25 unidades franqueadas e quatro unidades próprias em funcionamento.

Investimento total: R$ 4,99 mil
Taxa de franquia: R$ 4,99 mil
Royalties: R$ 300 ou 15% do faturamento (o que for maior)
Faturamento médio: R$ 4,5 mil
Prazo de retorno: 6 a 10 meses

DEIXE UMA RESPOSTA