Após um período de reestruturação, a Equus Denim Brand se prepara para voltar a crescer no mercado de moda. A rede de franquias de roupas planeja a inauguração de 12 novas lojas em 2019, sendo 11 unidades franqueadas e uma unidade própria.

Para alcançar o objetivo, o foco de expansão da Equus para 2019 está concentrado na capital e no interior de São Paulo, além de capitais dos estados em algumas outras cidades em todo o Brasil. Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Uberlândia (MG), Londrina (PR) e Santa Maria (RS) são algumas das praças na mira do crescimento da rede.

A Equus foi uma das empresas que sentiu o impacto da crise econômica enfrentada pelo país, o que acabou acarretando no fechamento de lojas da marca. Em 2015, a empresa contava com 75 pontos de venda em operação; hoje, são 37 unidades ativas na rede.

Revertendo esse cenário, a marca especializada em roupas femininas registrou algumas inaugurações de novas lojas no estado de São Paulo durante o segundo semestre de 2018, quando retomou o projeto de expansão. Lojas nas cidades de Presidente Prudente, Praia Grande e Santana abriram as portas no ano passado.

O crescimento da rede caminha em conjunto com o setor de franquias de roupas, que registrou bons resultados em 2018. De acordo com relatório da Associação Brasileira de Franchising (ABF), as franquias de moda cresceram 3,6% em número de unidades no primeiro semestre de 2018. Em contrapartida, em 2017, o segmento fechou o ano com um encolhimento de 0,1% no número de unidades de franquias.

Os primeiros seis meses de 2018 também foram de aumento no faturamento para as franquias de roupas. Conforme dados da Associação, o setor cresceu 1,9% e movimentou mais de 9,1 bilhões de reais nesse período.

Para se tornar um franqueado Equus o investimento parte de 234,5 mil reais, valor que inclui taxa de franquia, arquitetura, obra civil, mobiliário, despesas pré-operacionais e software de gestão. É preciso acrescentar a esse montante o valor do primeiro estoque da unidade, que fica em torno de 100 mil reais.

As lojas devem ser instaladas em espaços a partir de 50 metros quadrados, contando com uma equipe de pelo menos cinco funcionários. A marca trabalha principalmente com jeans, vestuário feminino no geral e acessórios.

Com faturamento médio mensal de 110 mil reais no primeiro ano de operação, a franquia tem payback médio de 28 meses e margem de lucro de 12% a 15%.

Investimento total: a partir de R$ 234,5 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 1% a 4% sobre vendas
Faturamento médio: R$ 110 mil
Prazo de retorno: 28 meses

DEIXE UMA RESPOSTA