Início Franquias por setor Beleza e saúde Clínicas e serviços de saúde Cuidadoras do Lar

Cuidadoras do Lar

HOME BASED

Há uma década atuando no mercado de serviços, a Cuidadoras do Lar busca oferecer atendimento especializado de cuidadoras de idosos. A marca fica responsável pela capacitação e terceirização da equipe de cuidadores, que atendem os clientes em suas próprias casas. O modelo de franquia é home based, com faturamento mensal estimado de 20 mil reais a 60 mil reais.

INVESTIMENTO INICIAL
R$ 3.000
PRAZO DE RETORNO
2 meses
TAXA DE FRANQUIA
R$ 10.000
ROYALTIES
R$ 2.500 (a partir do 2º mês da assinatura do contrato)
TAXA DE PUBLICIDADE
R$ 400
FATURAMENTO MENSAL
R$ 20.000 a R$ 60.000
TAXA DE LUCRO
Não informado
ANO DE FUNDAÇÃO
2010
UNIDADES
3

VANTAGENS

icon vantagem 6Treinamento presencialicon vantagem 8Suporte por telefone e apostila
icon vantagem 3Suporte operacionalicon vantagem 1Consultoria presencial

FOTOS

SOBRE A MARCA

Diante do crescimento em potencial do mercado de serviços, com foco em cuidadores de idosos, a Cuidadoras do Lar aposta em atendimentos capacitados, realizados nas casas dos clientes.

Em expansão por franquias desde 2017, a rede busca por franqueados em cidades ou regiões com mais de 100 mil habitantes, e garante exclusividade territorial para que não haja concorrência.

A Cuidadoras do Lar foi estruturada diante de uma necessidade pessoal, do próprio fundador da marca que teve o pai diagnosticado com Alzheimer. Hoje, a marca se especializa em agenciamento de profissionais e terceirização de serviços de cuidadoras, com foco em atendimento a domicílio.

Modelo de negócio

A Cuidadoras do Lar trabalha com modelo de franquia home based, no qual não é necessário instalação de ponto comercial. Assim, são alugados ambientes de coworking, em local de fácil acesso para realização de entrevistas e cadastros das cuidadoras.

Após a seleção das cuidadoras, são realizados atendimentos aos clientes na própria residência dos idosos, com o intuito de conhecer os perfis e necessidades de cada família. Com a análise de cada perfil de cliente, são realizadas as indicações de cuidadoras que tenham maior identificação com o serviço que será requisitado em cada situação.

A taxa de franquia é de 10 mil reais, paga no momento de assinatura do contrato da unidade. O capital de instalação é variável, de acordo com o aluguel do espaço coworking.

O faturamento médio no primeiro mês de operação varia de 20 mil reais a 60 mil reais, com possibilidades de crescimento à medida que a unidade consolida a carteira de clientes.

A franqueadora aconselha que as unidades devem ser administradas por duas pessoas, sendo possível dividir a rotina de operação: um empreendedor fica responsável por realizar visitas aos familiares e aos idosos; o segundo atua na área de entrevistas e cadastros de novas cuidadoras, sendo responsável pela divulgação dos serviços da unidade em hospitais, associações, entre outros espaços.

Os treinamentos acontecem de forma presencial e remota, e a rede garante suporte por meio de apostilas, telefone e consultorias presenciais.

Google+