Mesmo com a crise econômica, o franchising brasileiro busca maneiras de continuar crescendo e atrair novos investidores.

A estratégia da Miss Pink, rede de franquias de cosméticos, foi aumentar a facilidade de investimento, parcelando em até 12 vezes no cartão de crédito o valor do investimento total da franquia.

“A estratégia é para atrair cada vez mais brasileiros em meio à crise que tem o sonho de ter o próprio negócio, mas sem amplo capital. Há muitos cases de franqueados da Miss Pink, por exemplo, que perderam o emprego e com o dinheiro da rescisão conseguiram adquirir a loja”, pontua Maitê Pedroso, CEO da Miss Pink.

Em 2015, o resultado foi positivo para a empresa: 45 novas franquias foram vendidas e o faturamento da marca foi de R$ 3 milhões no ano.

Para este ano, a expectativa é continuar crescendo. A Miss Pink já tem mais de 60 franquias vendidas e espera fechar o ano com 100 franquias comercializadas. Para alcançar o número, a empresa vai lançar um novo modelo de franquia ainda mais compacto no segundo semestre de 2016.

O atual modelo de negócio da franquia é flexível e itinerante. O franqueado pode trabalhar com vendas in company, em estações de metrô, estabelecimentos comerciais, como salões ou clínicas estéticas, ou em sua própria casa. O investimento total é de R$ 25 mil.

“A Miss Pink tem interesse em empresários de todas as partes do país, desde que tenham um perfil criativo e proativo”, assinala Pedroso.

Investimento total: R$ 25 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil
Taxa de royalties: R$ 900 ao ano
Faturamento médio mensal: R$ 15 mil
Prazo de retorno: 3 a 12 meses

DEIXE UMA RESPOSTA