Faturamento de franquias cariocas alcança R$ 16 bilhões em 2018

Um levantamento da ABF apurou que o mercado de franchising do Rio de Janeiro foi um dos que mais se destacou no ano passado. No estado, as franquias faturaram mais de R$ 16 bilhões, um crescimento de 6,2% em comparação com a receita de 2017.

A mercado fluminense também já é o 2º maior em número de redes e unidades no país. O estado teve um aumento de 19% no número de franqueadoras, atingindo a marca de 766 redes em operação, e uma expansão de 12% no número de unidades franqueadas.

Assim como acontece em outros estados da região Sudeste, no Rio de Janeiro os principais segmentos do franchising são alimentação (33,2%), saúde, beleza e bem-estar (16,5%) e moda (13,6%).

pós ifa sao paulo
Presidente da ABF, André Friedheim, na Pós-IFA São Paulo

ABF promove evento Pós-IFA

A seccional Rio de Janeiro da Associação Brasileira de Franchising (ABF Rio) vai realizar no dia 20 de março um evento sobre o IFA 2019, um dos grandes eventos do franchising que aconteceu nos Estados Unidos em fevereiro. O encontro tem como objetivo trazer para o público brasileiro os principais insights e novidades apresentadas na feira norte-americana.

O Pós-IFA já teve uma edição em São Paulo, que aconteceu no último dia 14 e contou com uma plateia de 200 pessoas, que se reuniram no auditório da TOTVS. O evento também foi transmitido pelo site e fanpage da ABF.

No Rio, o Pós-IFA será realizado no Hotel Prodigy Santos Dumont, das 9h às 13h e contará com a presença da presidente da ABF Rio, Eliane Bernardino.

O encontro é gratuito para os associados ABF, mas é preciso se inscrever pelo telefone (21) 2504-7573 ou pelo e-mail [email protected]. Para quem não é associado, o custo do ingresso é de R$ 120.

franquia milon kylyGrupo Kyly anuncia investimento de R$ 55 milhões

O Grupo Kyly, indústria de vestuário infantil e detentora da franquia Milon, anunciou que fará um investimento de R$ 55 milhões para incrementar sua produção. Este valor será dividido em melhorias na infraestrutura e em maquinários para a produção dos fios de algodão usados em suas peças.

De acordo com Salézio Martins, presidente do Conselho de Administração do Grupo Kyly, a intenção da mudança é começar o processo de produção desde criação do fio e não dá tecelagem. Dessa forma, a companhia busca elevar a produtividade e qualidade de seus produtos.

Nos últimos 4 anos, a rede já investiu mais de R$ 60 milhões em sua fábrica. Para 2019, o objetivo é abrir 22 novas unidades franqueadas em todo o país.

***

Quer mandar sua sugestão de pauta para a Semana no Franchising? Escreva para [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA