Estreante no franchising brasileiro, a We Brazil Energy se estrutura como empresa especializada em importação e distribuição de equipamentos fotovoltaicos. Fundada em 2015, a marca enxerga no mercado de franquias oportunidade para fortalecimento da proposta pelo país, com o objetivo de oferecer aos franqueados modalidade de negócio inovador no setor de energia solar.

A We Brazil Energy tem a proposta de oferecer modelos de franquia de lojas padronizadas, com treinamento completo e controle de estoque com suporte da franqueadora. Até o final de 2019, a rede tem o objetivo de contar com 25 lojas em operação e, até o fim de 2020, a proposta é chegar à casa de 100 lojas físicas.

A rede atua com foco em contribuir para a ampliação dos investimentos em energia fotovoltaica e busca, ainda, abrir dois centros de distribuição, nas cidades de Juazeiro do Norte (CE) e em Natal (RN). Atualmente, a We Brasil Energy conta com quatro lojas em operação e outras 15 em fase de implementação.

Em nota divulgada à imprensa, o CEO da We Brazil Energy, Alex Magno, explica que o insight de estruturação do modelo de negócio surgiu após uma viagem à China, país reconhecido como maior produtor de energia fotovoltaica do mundo.

“Fui do cachorro-quente à importação de instrumentos musicais e até distribuição de revistas. Sempre com aptidão para o empreendedorismo, fui conhecer a energia solar em uma viagem à China, em busca de novas oportunidades de negócios. Enxerguei uma oportunidade de crescimento, visto que no Brasil a energia solar engatinhava, apesar do nosso enorme potencial de produção e foi então que comecei a desenvolver parceiros antes de abrir a We Brazil Energy”, comenta Magno.

Atualmente, a marca atua junto à Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) e à Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD) e investe em expansão por franchising há menos de um ano. A rede esteve presente em alguns dos principais eventos do setor do país, como a Franchising Expo e a Intersolar South America, evento de escala global organizada pela Solar Promotion International GmbH.

O CEO da rede explica que, mesmo com grande potencial para geração de energia solar, o Brasil é considerado um país com poucos investimentos no setor fotovoltaico.

“Mesmo com tanto potencial, o segmento ainda enfrenta demasiada burocracia que muitas vezes é liderada pelas concessionárias de energia. Os incentivos do governo ainda são insuficientes para que o mercado seja disseminado de forma mais abrangente, mesmo assim o segmento tem apresentado índices altos de crescimento. Entretanto, os bancos e fundos de investimento têm visto boas oportunidades no setor e têm apresentado, cada vez mais, taxas de juros e financiamentos atrativos”, afirma Magno.

Assim, com sede em São Paulo, a rede busca expansão para todo o país, com a proposta de levar energia limpa junto de sistemas que precisam de pouca manutenção e garantem longa durabilidade. O foco de atuação da We Brazil Energy, o sistema fotovoltaico, reduz em até 95% os gastos de energia. Para o empresário, o Brasil precisa de uma política industrial competitiva e justa. De acordo com a Absolar, a matriz elétrica brasileira advém da energia hídrica, responsável por 61% da geração de energia no país, contra 1,2% de energia solar.

“Atualmente o maior incentivo dado ao empresário ou pessoa física é a de que, se a unidade geradora produzir mais energia do que consome, isso gerará um crédito que pode ser utilizado em até cinco anos. Além disso, existe o financiamento via BNDES que apresenta juros atrativos, no entanto, para que o empresário consiga o financiamento é necessário que uma grande parte do material seja fabricado em terras brasileiras. Mesmo assim, o mercado cresce rapidamente e as projeções para o futuro são otimistas. A energia solar já é uma realidade no país e a revolução energética está acontecendo”, finaliza Magno.

O investimento em uma franquia We Brazil Energy é de 150 mil reais, com variação da taxa de franquia de acordo com a região do país, partindo de 49 mil reais. O faturamento médio é de 87,4 mil reais.

A franqueadora garante suporte completo, nos departamentos de engenharia, marketing, gestão, comercial, administrativo, operacional e financeiro.

Investimento total: R$ 150 mil
Taxa de franquia: a partir de R$ 49 mil
Royalties: 3% sobre faturamento
Faturamento médio: R$ 87,4 mil
Prazo de retorno: não informado

DEIXE UMA RESPOSTA