*Este é um conteúdo patrocinado por anunciante. Para uma rede de franquia crescer de forma sustentável e alcançar o sucesso, o franqueador precisa apresentar algumas qualificações. De modo geral, ele deve ter boa capacidade de gestão e flexibilidade no relacionamento, saber delegar funções, ser aberto ao diálogo com os franqueados e saber a hora certa de investir na expansão.

Mas ninguém nasce sabendo de tudo. Um caminho para adquirir todos esses conhecimentos está na leitura de livros comprovadamente eficientes no mundo dos negócios.

➥ Quer ter uma franquia de sucesso? Confira nosso manual e saiba como fazer uma gestão mais eficiente

Nesse sentido, a Solutto selecionou três livros indispensáveis para gestores e franqueadores. E o mais importante é que eles não ficam só na teoria, é possível aplicar suas lições na prática. Confira a lista abaixo:

A Pergunta Definitiva 2.0, de Fred Reichheld

Numa tentativa de descobrir o real grau de satisfação e fidelidade dos clientes em relação a uma empresa, o autor Fred Reichheld, junto com uma equipe da consultoria Bain, realizou diversos teste e chegou à conclusão: basta fazer uma única pergunta para saber se os clientes estão satisfeitos com uma empresa. Aqui, estamos falando do método NPS (Net Promoter Score).

“Em uma escala de 0 a 10, você recomendaria a nossa empresa para um amigo ou colega?”. Com essa simples pergunta, já é possível classificar seus clientes como promotores, neutros e detratores. Enquanto que os promotores são aqueles que fazem questão de indicar uma empresa a conhecidos, os detratores não tiveram uma boa experiência e não querem mais se relacionar com determinada marca. Por sua vez, os neutros representam os clientes que não divulgam e nem reclamam das empresa.

Para ficar mais fácil de entender, vamos a um exemplo prático. Imagine que, ao longo de um mês, uma empresa realizou a pesquisa de NPS com seus clientes com o seguinte resultado:

Nota dos clientesCategoriaTotal de clientes% de clientes
9 a 10Promotores10050%
7 a 8Neutros7035%
0 a 6Detratores3015%
NPS35

 

Aqui, vale lembrar que o NPS é resultado da conta %Promotores – %Detratores, de modo que o indicador varia de -100 a 100. No exemplo acima, o indicador é positivo.

Numa rede de franquias, é válido aplicar o método NPS não apenas para os consumidores, mas também para os franqueados. Assim, você consegue medir o grau de satisfação de seus parceiros de negócios e projetar a viabilidade de expansão da marca para outras praças. Por exemplo, se o NPS dos franqueados não estiver muito bom, é o momento de repensar o modelo de gestão da franquia.

Em resumo, o NPS, um único indicador, revela muito sobre o seu negócio. Além de categorizar clientes e franqueados, você descobre se a sua marca consegue sobreviver sem investir de forma agressiva em marketing pago. Afinal de contas, existe melhor propaganda que o boca a boca?

E, acredite, a metodologia é, de fato, eficiente. Caso contrário, 95% das 500 maiores empresas do mundo não a aplicariam, segundo ranking da Fortune 500.

Para entender de forma detalhada como funciona esse método e, principalmente, como aplicá-lo em sua franquia, vale muito a pena ler o livro de Fred Reichheld.

The Checklist Manifesto – How to get things right, de Atul Gawande

À primeira vista, pode parecer bobagem fazer uma lista de tarefas a serem cumpridas diariamente. No entanto, o conceituado cirurgião Atul Gawande prova o poder do checklist no mundo dos negócios em seu livro “The Checklist Manifesto – How to get things right”.

Para tanto, o autor descreve uma série de situações em que ele adotou o checklist na sala de cirurgia. Basicamente, a lista incluía a checagem de instrumentos cirúrgicos, o procedimento de saber o nome de todos que estavam na sala e por aí vai. A ideia é simples, mas os resultados são impressionantes. Em uma das experiências, houve redução de 35% de óbitos por complicações médicas.

O checklist faz diferença também no setor de franchising. Em meio a tantas atividades que o franqueador tem de fazer, é importante ter uma lista de todas as tarefas a serem cumpridas.

A arte de fazer acontecer – O método GTD (Getting Things Done), de David Allen

O consultor e instrutor de gestão e produtividade David Allen desenvolveu o método Getting Things Done ou simplesmente GTD. Em resumo, o autor argumenta que, para se tornar produtivo, a mente do gestor deve estar livre, despreocupada.

Na prática, isso inclui criar uma lista de atividades com ordem de prioridade, de modo que você deve focar na atividade do momento, e não ficar pensando na próxima tarefa.

No livro, Allen ainda ensina a aplicar a regra dos Dois Minutos. Nela, o gestor deve decidir as tarefas que ele vai fazer, delegar, adiar ou simplesmente eliminar de sua rotina. Isso sem falar das dicas para controlar a ansiedade e manter o foco nos negócios.

Além dos livros

Conhecer diferentes métodos de gestão é um passo indispensável na vida de franqueadores de sucesso, mas está longe de ser o único. Para aumentar a produtividade da sua rede de franquias, procure investir em tecnologia.

O software Solutto, por exemplo, é uma ferramenta que reúne todas as informações de uma rede de franquias, desde processos de expansão até a parte operacional das unidades. Com o conhecimento adquirido pelos livros e a visão completa oferecida pelo sistema, você consegue tomar as melhores decisões para o avanço de sua franquia.

DEIXE UMA RESPOSTA