De olho na evolução da economia e nas mudanças da sociedade, franquias especialistas em limpeza e conservação investem em melhorias constantes: seja para os clientes, ou para os franqueados, como é o caso da Maria Brasileira. Fundada em 2012 pelos sócios Felipe Buranello e Eduardo Pirré, a ideia da marca surgiu por conta das necessidades do mercado.

Os sócios perceberam as dificuldades de amigos e familiares de encontrarem mão de obra especializada em limpeza e cuidados. Com o intuito de desbravar um mercado em expansão no país, a Maria Brasileira foi projetada na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Hoje, a Maria Brasileira conta com quase 200 unidades, presentes em 25 estados brasileiros, se estruturando como a rede de franquias com maior capilaridade no país.

Como uma rede focada no suporte ao franqueado e preocupada em garantir serviços de excelência ao cliente, a marca foi reconhecida pelo Grupo Bitencourt com o prêmio Top 25 do franchising, ficando entre as 25 melhores franquias do país, em 2017 e 2018. A Maria Brasileira também foi consagrada com o prêmio de excelência da ABF, considerada uma das maiores honrarias do franchising brasileiro.

Mercado em franca expansão

Especialista em serviços de limpeza, a Maria Brasileira cresce em um mercado com número animadores.

A procura por serviços de limpeza e cuidados tem mostrado grande desempenho nos últimos anos. Assim como o crescimento exponencial do franchising brasileiro, o segmento de Limpeza e Conservação vem apresentando ótimos frutos.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), na lista de segmentos que vem despertando mais interesse de franqueados e clientes, estão as franquias de Limpeza e Conservação. Somente em 2017, este ramo apresentou crescimento de 7% no número de novas unidades, crescendo 6,2% em faturamento e ultrapassando a marca de 1 bilhão de reais.

O novo cenário econômico e social também contribui para o ótimo desempenho deste setor. Após anos de instabilidade econômica, a renda da população vem apresentando melhora, o que permite que as famílias invistam em serviços de limpeza especializados. Outro fator é a sanção da PEC das Domésticas, que garante novos direitos trabalhistas e que fez com que muitas pessoas optassem por contratar empresas que se dedicam à limpeza de residências.

Franquia Maria Brasileira

Com modelo único de franquia e investimento que parte de 57 mil reais, a Maria Brasileira trabalha com modelo de negócio de loja.

Para abrir uma unidade, é necessário ponto comercial com dimensões a partir de 30 metros quadrados. As salas precisam ser simples e de fácil acesso aos prestadores de serviço. É importante que o franqueado conte com uma atendente contratada de 10 a 15 profissionais agenciados no banco de dados.

O modelo de baixo custo promete um retorno atrativo. Com payback estimado para 14 meses após o início da operação, a franquia Maria Brasileira tem faturamento médio mensal de 45 mil reais a 55 mil reais. A taxa de lucro é de 20%.

Aos franqueados, a marca garante suporte ativo e contínuo. A equipe operacional da franqueadora é capacitada para atender as diferentes necessidades do franqueado na rotina da unidade, além de oferecer suporte jurídico.

Além disso, o franqueado conta com a Conexão Maria, uma plataforma online em que o empreendedor tem acesso a conteúdos para otimizar a rotina da unidade e que possui quase 60 treinamentos disponíveis, para gestão e para os prestadores de serviço. Com duração de cinco dias, o treinamento inicial é presencial, na sede da Maria Brasileira, em São José do Rio Preto (SP).

A Maria Brasileira busca por franqueados em todas as regiões do país, mirando em candidatos que tenham habilidade em lidar com o público, sejam dinâmicos e comprometidos com o futuro negócio. Há oportunidades para instalação da franquia em cidades de diferentes portes – desde pequenas cidades, com até 50 mil habitantes, até cidades maiores, com mais de 100 mil habitantes.

DEIXE UMA RESPOSTA