Sabe aquelas ideias que a gente para e avalia: “porque eu nunca pensei nisso antes?” Foi exatamente isso que aconteceu. O empreendedor Geovando Ribeiro, CEO da Mídia Postal, desenvolveu uma nova plataforma de mídia: o ímã de geladeira cooperado, um ímã que reúne, em um só lugar, seis empresas de segmentos diferentes. A estratégia visa impactar o cliente diretamente em sua casa, e ser lembrado por ele no momento em que tiver necessidade de consumir seus produtos.

A ideia surgiu em 2012, na cidade de Formiga, interior de Minas Gerais. Após quatro anos de operação regional, no início de 2016, a empresa começou expandir e a operar na plataforma de microfranquias. Rapidamente o modelo de negócio começou a ultrapassar os limites geográficos, na mesma velocidade em que dois mercados cresciam: o de franquias e o de publicidade.

Somente no ano de 2017, foram investidos 164 bilhões de reais em publicidade no Brasil, um crescimento de 8% ao ano, comparado ao mesmo período do ano anterior. Já a venda de espaços publicitários teve um aumento de 13%, somente no primeiro semestre de 2018, faturando 69,8 bilhões de reais, segundo o Ibope.

Por outro lado, o mercado de franquias vem crescendo cerca de 8,4% ao ano, de acordo com registros da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Atualmente, já são mais de 145 mil empreendedores que abriram o seu próprio negócio nesse modelo de investimento.

O casamento perfeito desses dois segmentos em expansão atraiu o olhar do paulistano André Lira, da cidade de Tatuí, interior de São Paulo, para a rede de microfranquias Mídia Postal. André percebeu a oportunidade de realizar o seu antigo sonho, de empreender e ser dono do próprio negócio. O investimento foi simbólico, cerca de 4 mil reais, que foi integralizado em capital de giro pela franquia, dando potencial de compra para sua unidade começar a funcionar.

Com esse subsídio, André ganhou as cinco primeiras tiragens. Para iniciar a franquia, passou por uma bateria de treinamentos, e começou as atividades em campo. Em menos de 20 dias já havia vendido 30 espaços publicitários, no valor base de 300 reais cada. Ao todo, o franqueado obteve um lucro de 9 mil reais, um retorno de 125% sobre o seu investimento.

Na franquia há cerca de dois meses, Lira já está na sua 14ª tiragem, tendo adquirido mais duas unidades da franquia, para ampliar sua área de atuação.

Segundo Geovando Ribeiro, CEO da Mídia Postal, a franquia tem um método único no mercado que potencializa o sucesso de seus franqueados. Ele conta que, ao contrário das outras microfranquias que atuam no formato home office, a Mídia Postal não faz receita vendendo franquias.

Geovando lembra que o valor investido pelo franqueado retorna para ele em produtos da franquia, permitindo iniciar a franquia com fluxo de caixa positivo. Com isso, o retorno do investimento é rápido e o lucro imediato, já no início das atividades do franqueado em sua rede, gerando assim parceiros altamente motivados. “É a parceria perfeita para o sucesso da franquia e também do franqueado, pois quanto mais vende, mais ele compra os produtos da nossa franquia. É uma estratégia do ganha-ganha, que permite que o faturamento seja recorrente,” explica o CEO.

Hoje a franquia funciona no formato home office, contando apenas com a dedicação do franqueado. A Mídia Postal conta com três formatos de franquias, definidas a partir da quantidade de habitantes da unidade, sendo que, em qualquer uma delas, o franqueado tem exclusividade em sua área de atuação e é condicionado a uma produção mínima mensal para sua permanência na franquia.

Para manter o padrão da rede, a Mídia Postal exige um perfil determinado do candidato e dedicação mínima de cinco horas ao dia, para cumprir as exigências estipuladas pela franquia.

Atualmente, a Mídia Postal está presente em 18 estados brasileiros e em mais de 300 cidades. Já são mais de 17 mil empresas anunciantes em sua nova plataforma de mídia em ímã de geladeira cooperado.

Se preferir, cadastre-se para saber mais sobre esta franquia:

DEIXE UMA RESPOSTA