Vendas de Natal na 2ª onda de Covid-19

0
1209
natal segunda onda covid 19
natal segunda onda covid 19

E quando a gente começava a se acostumar com a vida voltando ao normal aos poucos, os estabelecimentos funcionando e as restrições cada vez mais flexibilizadas, os números da Pandemia de Covid-19, que assola a economia e saúde dos brasileiros desde março deste ano, voltam a subir vertiginosamente e já são anunciadas pelas prefeituras e estados retorno à protocolos mais rígidos no funcionamento dos estabelecimentos.

As regras irão variar em cada estado/cidade, mas é fato que ninguém sairá ileso, estamos oficialmente em 2ª onda. Isso significa que teremos um período de festas de final de ano em meio a um novo pico da pandemia.

Por mais desgastante que seja todo esse processo, não devemos e nem podemos nos desesperar. Já sabemos como isso tudo funciona e se conseguimos controlar os números uma vez, conseguiremos de novo. Mas os negócios não podem parar e precisamos nos adaptar para seguir trabalhando.

Mais uma vez, o comércio por meios eletrônicos será o “destaque” da estação. É hora de mais uma vez sentar na mesa, jogar os planos fora e criar novos, ainda mais focados nos meios digitais.

Hoje, já não mais distinção entre os principais canais de venda e comunicação, eles atendem as duas coisas ao mesmo tempo.

Enquanto se divulga, se vende, e vice versa. Se você, mesmo depois de todas as interpéries que vivemos nos últimos meses, ainda não se adaptou a comunicar e vender por meios digitais, saiba que o mercado não vai perdoar de novo.

O conceito de Omnichannel, a integração de todos os canais, está cada vez mais presente. Comprar online e só retirar na porta da loja será uma prática ainda mais explorada agora neste período de vendas de Natal e que, sinceramente, deve permanecer por muito tempo, quem sabe para sempre.

É hora de intensificar as divulgações e facilitar ainda mais canais para venda online, por meio de sites e redes sociais. Prepare sua equipe para um período de vendas cada vez menos presencial, mas nem por isso, inexistentes.

Aproveito para desejar um ano de 2021 mais amigável para todos nós.
Até lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui