Com 13 anos de carreira no Divino Fogão, funcionária se torna franqueada

0
1714
Cleide Gouveia franqueada Divino Fogão
Cleide Gouveia franqueada Divino Fogão

Investir em uma marca que você já admira e/ou tem experiência pode fazer toda a diferença ao abrir uma franquia. E a história da Diocicleide Gouveia, que passou de atendente a mais nova franqueada da rede de restaurantes do Divino Fogão, é uma prova disso. 

A história começou há 13 anos quando Cleide – como é chamada pelos colegas – resolveu buscar novos desafios e encontrou no Divino Fogão uma oportunidade de trabalho. “Era dona de casa e nunca tinha trabalhado fora. O Divino Fogão abriu as portas para uma jovem sem experiência, porém, motivada a conquistar o primeiro emprego”, conta ela.

Cleide foi foi muito bem recebida pela equipe e sempre se dedicou muito no trabalho. Aos poucos, foram notando seu potencial e ela foi alcançando novos cargos.

A jovem que começou como atendente foi promovida a caixa, subgerente, gerente e, finalmente, franqueadora da rede de restaurantes. Mas como será que isso aconteceu? 

Tornando-se uma franqueada

Cleide relata que, embora sempre tivera vontade de empreender, foi a própria equipe do Divino Fogão que a estimulou a se tornar uma franqueada.

“Meu sonho era ser sócia de uma unidade da rede. Desde o meu primeiro cargo, como atendente, me via sendo mais do que coordenadora. Queria fazer carreira dentro da companhia. Tudo o que aprendi foi graças ao Divino Fogão“, revela.

E a oportunidade apareceu quando a diretoria a convidou para se tornar sócia-operadora de um restaurante em Guarulhos.

Depois de tantos anos de experiência como funcionária, Cleide aceitou o convite e começou sua jornada para assumir a liderança da unidade. 

Mesmo já tendo muito conhecimento sobre a operação, o treinamento voltado para os franqueados ajudou Cleide a aprender novos aspectos do negócio, como contratação e pagamento de funcionários, compra de insumos, índices de vendas e estratégias para a geração de bons resultados. 

Além disso, o apoio constante da franqueadora tem feito a diferença para a evolução da unidade. “Uma das vantagens de ser franqueada é poder contar com a parceria e o treinamento da franqueadora. O Divino Fogão nos mostra a real necessidade de manter um quadro de colaboradores ideal, como administrar as equipes e pensar como empresária”, destaca.

Comandando uma franquia durante a pandemia

Além dos desafios clássicos da operação de uma franquia, Cleide precisou transpor um obstáculo ainda maior: assumir um novo negócio em um momento de pandemia.

O Divino Fogão vem tomando todas as precauções necessárias referente às medidas de higiene contra a propagação do coronavírus e, inclusive, criou uma campanha chamada “É Seguro Comer no Divino Fogão”.

A iniciativa conta com orientações do microbiologista Dr. Eneo Alvez e foca em atendimento, cuidados, reforço na higienização, distância segura entre as mesas e, é claro, disponibilização de álcool em gel para os consumidores. 

A rede também adaptou o serviço de “buffet”, onde os consumidores podem se servir à vontade. “A partir de agora, os clientes serão servidos pelos atendentes em estações diferentes. Assim, não será necessário pegar nos utensílios”, esclarece a empresária.

Outra alteração foi a inserção de adesivos no chão que mostram a distância que deve ser mantida, além de comunicados sobre a limpeza e esterilização dos utensílios e banners reiterando a importância de lavar as mãos com água e sabão e utilizar álcool em gel.

De acordo com Cleide, o maior desafio, porém, não é implementar os protocolos de segurança, mas sim garantir que eles sejam cumpridos por todos: “sempre temos que estar atentos se todos os clientes estão seguindo as regras. Como a unidade inaugurou há pouco tempo, também tem o desafio de implantar e consolidar o delivery na região”, pontua a empresária. 

Planos para o futuro da unidade

Cleide tem uma visão clara dos seus objetivos enquanto franqueadora da marca, que faz parte de sua história há tantos anos.

“Queremos vender muito e figurar entre os melhores em venda e resultados. Como fui gerente de duas unidades que são tidas como exemplos em vendas, quero seguir os mesmos passos e aplicar a metodologia na unidade do Divino Fogão de Guarulhos”, diz a empresária. 

A rede Divino Fogão tem mais de 34 anos de história no mercado e cerca de 173 unidades espalhadas por todo o país.

Hoje, para se tornar parte do time de franqueadores da marca é preciso um investimento inicial mínimo de R$ 700 mil com prazo de retorno estimado em 36 meses e faturamento bruto de R$ 190 mil.

Em expansão por todo o território nacional, o Divino Fogão busca franqueados que tenham interesse pelo mercado de alimentação, identificação com os princípios da marca e perfil empreendedor.

Divino Fogão

Divino Fogão
Investimento: R$ 19.500 até R$ 800.000
Faturamento: R$ 30.000 a R$ 240.000
Prazo de Retorno: 36 meses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui