Crédito para franquias: onde conseguir?

0
2117
credito para franquia onde conseguir 4
credito para franquia onde conseguir 4

A pandemia do coronavírus trouxe consigo, além dos problemas de saúde, problemas financeiros para praticamente todos os negócios. Estabelecimentos com portas fechadas e consumidores em suas respectivas casas fez muita gente sofrer grandes impactos nas contas, chegando ao ponto de não ter mais recursos suficiente para pagar as obrigações.

Quando nossa conta entra no vermelho, em boa parte dos casos o cheque especial já é ativado automaticamente. Se por um lado há a praticidade, por outro, os juros são bem salgados. Então, vale buscar outras alternativas para que as dívidas não comecem a entrar no “Efeito Bola de Neve”.

Antes de tomar dinheiro emprestado, busque outras alternativas

Na hora que precisamos de empréstimo, a primeira coisa que vem na nossa cabeça é o banco. Porém, lembre-se que neste caso sempre haverá juros. Ou seja, você pagará uma espécie de aluguel pelos recursos que está usando, em outras palavras, você pagará mais do que recebeu emprestado.

Se você já está percebendo que as contas da sua franquia entrarão no vermelho nos próximos meses, ou até se elas já entraram neste cenário negativo, busque, em primeiro lugar, negociar com os fornecedores. É um bom momento para buscar isenções e/ou descontos no aluguel, prorrogar pagamentos.

Em paralelo às negociações, busque cortar gastos. Levante gastos que podem ser segurados neste momento, pois darão um alívio no seu fluxo de caixa. Mas lembre-se que para fazer esta gestão de custos, é muito importante você ter um bom controle financeiro da sua franquia. Se não tem, é hora de se organizar quanto a isto.

Olhe para o seu estoque e veja se você consegue vendê-lo de maneira mais rápida, com promoções e liquidações. Mesmo que você não tenha grandes lucros nestas vendas, agora é a hora de ter caixa.

E por fim, pense também na renda. Veja se você não tem equipamentos e itens que estão encostados que podem ser vendidos ou se existem fontes de renda paralelas que podem servir para amenizar os impactos e reduzir a quantidade de dinheiro de terceiros.

Avalie as opções de crédito

Não tendo alternativas, o crédito acaba sendo uma forma de você manter a sobrevivência da sua franquia. Porém, mais do que o crédito, você precisa administrá-lo muito bem, caso contrário, você só estará dando um fôlego para a franquia, postergando a data da falência.

Com o seu controle financeiro, faça uma projeção de quanto você tem de contas em aberto e uma projeção de quanto precisará para os próximos meses. O ideal é que você pegue o menos de empréstimo possível e/ou quite-o o quanto antes, para pagar menos juros. Levante o valor total necessário e qual o orçamento mensal para pagar as parcelas tranquilamente. Não tome dinheiro emprestando sem saber como e quando irá devolver.

Lembre-se que as instituições financeiras sempre avaliam o crédito em função dos riscos. Portanto, empresas com históricos não tão positivos terão taxas maiores e maior dificuldade em tomar crédito, e, da mesma forma, quem emprestar dinheiro agora e se complicar para pagar, terá seu score futuro afetado.

Só pegue dinheiro emprestado depois que você responder as seguintes perguntas:

  • Preciso mesmo de empréstimo?
  • De quanto preciso?
  • Para que vou usar o dinheiro?
  • Como pagarei o empréstimo?

Uma vez respondidas estas perguntas, e visto que realmente precisa-se de crédito, chegou a hora de comparar as linhas de crédito e as instituições financeiras. Para isso, busque sempre as linhas e instituições financeiras com melhores condições, com menores taxas de juros e parcelas adequadas ao seu orçamento.

Antes de tomar qualquer dinheiro emprestado, faça uma comparação entre as instituições financeiras e as linhas de crédito. Lembre-se que não é porque você tem conta em um banco que você só pode tomar empréstimo nele. Muitas vezes existem opções melhores por aí, inclusive de fintechs.

Para fazer esta pesquisa, peça uma simulação no seu banco, do valor que você precisa e também aproveite o site do Banco Central, que possui uma tabela com as taxas médias cobradas por cada instituição financeira em cada linha de crédito. E aproveite pra fazer uma simulação nas fintechs Biz Capital e Finpass, que te darão uma lista com mais instituições que podem te emprestar dinheiro.

Não deixe de pesquisa sobre condições de crédito especiais que estão sendo oferecidas para as empresas para amenizar os impactos causados pelo Covid-19. O Sebrae em parceria com a Caixa e o Desenvolve SP são exemplos de iniciativas especiais.

Uma vez levantadas as propostas, faça as contas para ver efetivamente qual a taxa de juros cobrada, quanto você pagará no total e qual o valor das parcelas. Para fazer esta conta, além de calculadoras científicas e de planilhas, você pode fazer de maneira bem simplificada pela Calculadora do Cidadão, do Banco Central.

Os empréstimos mais comuns para as empresas são o capital de giro e os financiamentos (para aquisição de bens específicos). Porém, além destes, uma ótima opção é o adiantamento de valores a receber em maquininhas de cartão e antecipação de recebíveis. Como são linhas de crédito com garantias, as condições costumam ser bem interessantes. Em relação à antecipação de recebíveis, além das instituições tradicionais, existem algumas fintechs que oferecem este serviço: Adianta, Antecipa, Antecipa Fácil, Broadfactor, Weel, CRR, Liber Capital, Monkey, Quartilho, Trusthub, entre outras.

Há também uma outra alternativa, mais recente, mas muito interessante, chamada P2P Lending (Empréstimo P2P). Trata-se de um empréstimo coletivo no qual investidores emprestam seu dinheiro para as empresas, através de plataformas como Nexoos, Tutu Digital, Kavod Lending, Iouu, Mova, Ulend e meBanq.

E por fim, considere também seus contatos mais próximos. Você pode ter familiares e amigos que estariam dispostos a emprestar dinheiro para o seu negócio e com condições melhores do que as oferecidas nas instituições financeiras. Porém, todo cuidado deve ser tomado, para que esta relação não se desgaste por conta do empréstimo. Faça um contrato e deixe tudo bem claro e definido para não haver problemas lá na frente.

Passado todo este cenário que estamos vivendo, tire os aprendizados e lembre-se, sempre, de prezar por uma boa gestão financeira da sua franquia, inclusive com a formação de reservas, pois nunca sabemos quando imprevistos surgirão e quão intenso eles serão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui