Com novo posicionamento, expansão da Prudential avança no país

0
1725
franquia prudential principal
franquia prudential principal

Apesar de contar com mais de 1500 unidades e ser considerada a maior seguradora independente do país no segmento de pessoas, a Prudential do Brasil sempre teve um posicionamento discreto no mercado de franquias.

A marca – que é subsidiária de uma seguradora global com mais de 150 anos de história – chegou por aqui em 1998 e iniciou o processo de expansão por franquias em 2004. De lá para cá, cresceu de forma consistente, mas sem divulgar o seu modelo de negócio de forma tão ativa.

Essa estratégia, porém, está mudando.

“Nós acreditamos muito no conceito de um a um. Temos franqueados bem-sucedidos que indicam o negócio para outras pessoas. Mas agora esse conceito está evoluindo e estamos dispostos a ser mais prospectivos com relação aos novos parceiros”, explica Humberto Madeira, vice-presidente de franquias da Prudential do Brasil.

A nova tática de prospecção envolve diferentes frentes. Uma delas é o posicionamento com relação à mídia.

A Prudential fez parcerias com nomes como o economista Ricardo Amorim e a especialista em finanças Natália Arcuri. Também tem uma campanha nas redes em que apresenta uma versão da música “Amanhã”, do cantor Guilherme Arantes, e patrocinou uma live do cantor Leonardo.

As ações têm como principal objetivo apresentar a marca e o mercado de seguros de uma forma mais acessível e positiva para o público. “Hoje existe um grande pré-conceito porque o seguro está mais relacionado à morte do que à vida. Queremos mostrar que o seguro, na verdade, está ligado ao bem-estar e a saúde, seja saúde física, mental ou financeira, por exemplo”, argumenta Humberto.

Como reflexo desse posicionamento, a Prudential passa a ter uma presença mais forte no mercado consumidor, e isso também deve impulsionar a captação de interessados em abrir uma franquia.

Porém, apesar dessa estratégia, a Prudential vai continuar mantendo um processo de seleção bastante criterioso.

De acordo com Humberto, a primeira etapa é de apresentação do negócio aos potenciais candidatos. Os interessados passam por um processo de análise que avalia 12 dimensões comportamentais, como autonomia, disposição de aprendizado, flexibilidade e capacidade de verbalização, por exemplo.

O executivo explica: “muitas vezes, o candidato observa só o ponto de vista financeiro, mas queremos que ele se apaixone pelo seguro de vidas e entenda a importância desse conceito. Mais do que crescer, queremos crescer com qualidade e com profissionais que realmente amem o que fazem. Isso, para nós, é uma prioridade”.

Pandemia também transformou a Prudential

Embora a Prudential já estivesse preparada para fazer algumas transformações em 2020 – incluindo sua nova forma de captar os franqueados – a pandemia contribuiu para que a companhia acelerasse algumas inovações que já estavam no radar.

“Nosso negócio tem a característica de ser pessoalizado, e no ano passado isso precisou mudar. Desenvolvemos uma mecânica de ensino à distância, criamos um modelo de aprovação de propostas digitais e ajustamos a dinâmica de trabalho para colocar os nossos mais de 800 funcionários da franqueadora em home office”, relembra Humberto.

De acordo com ele, o resultado foi tão positivo, tanto para os franqueados quanto para os consumidores, que a Prudential pretende manter as novidades que foram criadas por conta da pandemia.

“O ano passado foi extremamente desafiador. Tivemos que adaptar todos os planos para a nova realidade de home office e distanciamento social. Mas no final, foi algo muito agregador e estamos muito otimistas com os próximos passos”, encerra o executivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui