Por que homologar fornecedores é um dos passos importantes numa rede de franquias?

0
177

Franquias são conhecidas por sua padronização: em seus produtos, serviços, no atendimento ou layout das lojas, entre outros aspectos. O mesmo se aplica quando se fala em fornecedores: é importante escolher, homologar e qualificar fornecedores, um processo que deve ser feito com todo cuidado, afinal, o cliente precisa encontrar a mesma qualidade em qualquer franquia que ele vá.

É o processo de homologação de fornecedores que tem como um dos principais objetivos auxiliar na manutenção dessa qualidade e/ou identidade. Há, ainda, outras vantagens, além de auxiliar a manter o padrão da rede: a tranquilidade de saber que há empresas e profissionais qualificados atendendo à marca; redução de burocracia com orçamentos; possibilidade de monitorar a cadeia de fornecimentos, gerindo eventuais riscos e crises relacionadas ao abastecimento.

O primeiro passo para homologar um fornecedor é conhecê-lo a fundo. Ele terá capacidade de produzir o que é necessário? Terá condições de abastecer lojas em diferentes localidades? Problemas de logística afetam diretamente o abastecimento das lojas – e isso interfere na satisfação dos clientes. A franqueadora não consegue dar uma garantia de que problemas poderão surgir, contudo, fazendo essa homologação os riscos de problemas diminuem.

Além da capacidade de produção e entrega dos fornecedores, também é necessário avaliar a qualidade dos serviços e produtos a fim de checar se estão compatíveis com o que a rede necessita. Neste último caso, também o local de produção requer avaliação.

É preciso, ainda, ficar de olho na situação financeira da candidata à fornecedora da franquia. Uma vez definida a escolha, não é recomendável que a produção dos itens necessários para a rede sejam interrompidos.

Outras avaliações indispensáveis são: o fornecedor está alinhado com os propósitos da rede? Está realmente disposto a firmar uma relação baseada na transparência e equilíbrio em todos os sentidos?

Após a homologação, inicia-se o processo de qualificação, que nada mais é do que monitorar a atuação desse fornecedor a fim de certificar-se de que tudo o que foi acordado está sendo cumprido. Isso é fundamental para que a franqueadora tenha a tranquilidade necessária para seguir o processo de expansão, sendo importante, ainda, o papel do franqueado, já que ele terá um contato direto com o fornecedor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui