*Este é um conteúdo publieditorial, patrocinado pela marca Kwikasair. Existe um oceano de distância entre teoria e prática. É preciso, por exemplo, tirar toda a estratégia do papel para descobrir se, de fato, suas ações dão o resultado esperado ou não. Para chegar à melhor estratégia o mais rápido possível, muitas empresas recorrem aos testes A-B.

Esse conceito se aplica em diversos momentos. Você pode realizar os testes A-B para definir o formato e a linguagem de suas campanhas de e-mail marketing, saber qual é o layout que mais agrada ao seu público-alvo, descobrir qual é o botão de call to action que gera mais conversão e por aí vai.

➥ Quer ter uma franquia de sucesso? Confira nosso manual e saiba como acelerar a expansão da sua franquia

No geral, podemos resumir que os testes A-B são uma ótima ferramenta para entender e identificar aquilo que funciona – e repetir no futuro – e aquilo que não traz resultados. Inclusive, os testes A-B podem (devem) ser aplicados nas redes de franquias.

Conceito de testes A-B

Com os testes A-B, você cria duas versões diferentes de uma mesma campanha, alterando apenas uma variável. A ideia é disparar a primeira versão para uma parcela da sua base de contatos e a segunda versão para uma outra parte da sua rede de contatos. Na sequência, é possível medir qual versão apresentou melhores taxas.

Como tudo pode ser mensurado e comparado, os testes A-B colocam fim no achismo da gestão. Entram em cena o profissionalismo e o foco no cliente.

Testes A-B na prática

Imagine que o seu objetivo é captar mais franqueados à sua marca. Para tanto, você pretende disparar uma campanha de e-mail marketing para a sua base de contatos, falando dos benefícios de abrir uma unidade da sua franquia.

O primeiro passo está em dividir a sua lista de contatos em dois grupos: A e B. Para o grupo A, você envia um e-mail com poucas cores, muitos textos e links. Por sua vez, o grupo B recebe uma mensagem colorida, repleta de imagens e links. Após dois dias de campanha, já é possível enxergar qual formato apresentou os melhores resultados de taxa de clique.

Você pode, ainda, modificar apenas o título dos e-mails no teste A-B. Nesse caso, é importante medir a taxa de abertura do e-mail para descobrir qual linguagem chama mais atenção de seus contatos.

É importante destacar a eficiência dos testes A-B. Como as diferentes versões são disparadas simultaneamente e para o mesmo perfil de público, os resultados das taxas de abertura, clique e conversão indicam, de fato, a preferência de seu público-alvo.

Enfim, vale muito a pena aplicar testes A-B a cada nova campanha. Assim, fica mais fácil descobrir qual é o caminho certo para o sucesso. Afinal de contas, como aquele velho ditado já diz, é errando que se aprende.

Solutto é opção para testes A-B em franquias

Quando pretende enviar um e-mail de boas-vindas aos novos candidatos cadastrados na sua base de contatos, você pode recorrer aos testes A-B. O Solutto, software de gestão especializado em franquias, é uma opção prática para realizar essa atividade.

Dentro da plataforma Solutto, vá até o módulo “Candidatos” e clique em “Utilitários” no menu superior.

Caso você decida enviar e-mail em lote, no primeiro passo, você deve selecionar o formato de e-mail que será encaminho. Na etapa seguinte, em “Filtro personalizado”, selecione a opção “Teste A-B (Candidatos do grupo A – apenas amostra)” e seguir os passos até o disparo dos e-mails.

Aí, basta repetir o mesmo procedimento, mudando apenas o formato de e-mail e a seleção de filtro personalizado para “Teste A-B (Candidatos do grupo B – apenas amostra)”. Aguarde um certo período para analisar os resultados de cada versão, como a taxa de abertura, clique e conversão.

Já sabe qual formato engaja mais com o seu público? Então, dispare o melhor para o restante da sua base que ainda não recebeu a mensagem. Para tanto, basta selecionar, no filtro personalizado, “Teste A-B (Candidatos do grupo A – exceto amostra)” e “Teste A-B (Candidatos do grupo B – exceto amostra)”.

DEIXE UMA RESPOSTA