A mais recente Pesquisa de Desempenho Trimestral do Franchising, realizada pela ABF, aponta um crescimento de 8,8% na receita do setor, em comparação ao mesmo período de 2015. Assim, esse mercado registrou faturamento de 38,836 bilhões de reais no 3º trimestre de 2016.

Além disso, ainda de acordo com o estudo, o faturamento acumulado do mercado de franquias nos últimos 12 meses (outubro de 2015 a setembro de 2016) teve uma elevação de 6,9%.

“Fizemos a lição de casa do ponto de vista do primeiro semestre, que ficou dentro do esperado para o setor, e o segundo semestre é tradicionalmente melhor para o varejo em geral e para o franchising”, diz Cristina Franco, presidente da ABF.

A pesquisa indica, ainda, que o aumento das unidades de franquias no 3º trimestre do ano foi de 7,2% quando comparado ao mesmo período de 2015. Assim, desconsiderando o 1,4% das unidades que foram fechadas também nesses últimos 3 meses, existem, atualmente, 143.540 unidades operando no Brasil.

Com o resultado, a ABF acredita que embora os reflexos da retração econômica, do desaquecimento do mercado de trabalho e da menor disponibilidade de crédito continuem a impactar o país, o franchising segue resistindo firme e possibilitando ganhos em escala, maior flexibilidade e capacidade de negociação com fornecedores.

“Pouco a pouco começamos a observar sinais de melhora no quadro econômico geral, o que reflete positivamente no franchising. Por ora, o foco na eficiência, a busca por atrair o consumidor e o desenvolvimento de novos mercados e modelos de negócio têm sido estratégias amplamente aplicadas e fundamentais para enfrentar este momento de travessia”, conclui a presidente.

COMPARTILHE
Artigo anteriorFranquia Havaianas: como abrir e quanto custa
Próximo artigoSantander disponibiliza R$ 220 milhões em crédito para franquias
Avatar
Graduada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduanda em Gestão de Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, sua paixão é escrever e tem curiosidade sobre os mais diversos temas. Já trabalhou em editorias de entretenimento, esportes, saúde, bem-estar, PME e gestão de carreiras.

DEIXE UMA RESPOSTA