Se tem algo que falta para quase todo mundo hoje em dia é tempo. Entre trabalho, escola, faculdade e várias outras tarefas e compromissos, temos cada vez menos disposição para algumas atividades, e uma delas, com certeza, é cozinhar.

Nesse sentido, a comida congelada faz muito sucesso, tanto com quem precisa fazer refeições rápidas, quanto com aqueles que querem consumir uma comida gostosa sem ter que ter o trabalho de prepará-la do zero. Nesse segmento, existem opções que podem sair da geladeira direto para o microondas, e outras que são congeladas cruas e é preciso assá-las, cozinhar ou fritar.

“Cada vez mais, o que se busca é praticidade e conveniência no mercado de alimentação, sendo a comida congelada a tradução destes preceitos.”, comenta Rafael Alvim, gestor da Telu Congelados Diferentes.

Rafael resume as vantagens de consumir congelados em praticidade, rapidez e conveniência, e completa: “Tudo isso gera uma otimização de tempo e também de recursos financeiros”.

Ele diz, ainda, que o fato de alimentação saudável e saborosa estar muito em alta também impulsiona o mercado de congelados, que deve crescer ainda mais. Uma pesquisa da consultoria Euromonitor revelou que o setor de alimentação saudável cresceu 98% nos últimos anos, chegando a movimentar 35 bilhões de dólares no Brasil por ano.

Entretanto, como acontece em todos os segmentos, existem cuidados especiais ao trabalhar com esse tipo de produtos. Bianca Zeitoun Oglouyan, consultora da TEAR Franchising, concorda que realmente os congelados são mais práticos e até mais duráveis que os alimentos in natura, mas é preciso prestar muita atenção para não trabalhar com marcas que abusam do nitrogênio durante o processo de congelamento, porque isso prejudica muito o sabor e qualidade das refeições.

Tendo isso em mente, o mercado é imenso e promissor, de acordo com a especialista.”Eu acredito muito no setor de alimentos congelados, sobretudo para refeições especiais voltadas para nichos específicos, com opções mais saudáveis, orgânicas, sem glúten ou lactose, vegetarianas, veganas e etc. Há um grande potencial para quem souber trabalhar com um produto de qualidade e uma boa gestão de marca”, aponta Bianca.

Se você quer aproveitar para surfar nessa onda, Rafael faz o convite: “o franqueado que investe em alimentos prontos aposta em um mercado em franca expansão, recebe um know how pronto e reduz seu risco”. Veja, na sequência, cinco  franquias para investir no segmento de alimentos congelados.

1Deep Freeze

Quando moraram na França, os pais de Luiz Eduardo Jardim, hoje sócio-diretor da marca, consumiam muitos produtos congelados. Voltando ao Brasil, a mãe de Luiz Eduardo decidiu abrir uma loja de congelados com uma amiga. No cardápio da Deep Freeze estão massas, acompanhamentos, lanches, refeições e tortas. São cerca de 300 opções de congelados.

Investimento inicial: R$ 180 mil e R$ 360 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 6%
Faturamento médio: entre R$ 40 mil R$ 130 mil
Prazo de retorno: não informado

2Telu Congelados Diferentes

A Telu trabalha com refeições congeladas que incluem o almoço, lanche, jantar e sobremesas. Existe também uma linha composta apenas por alimentos saudáveis com poucas calorias e um cardápio temático, com pratos para o Natal, por exemplo. Ao todo, são mais de 150 pratos. Quem preferir pode encomendar pacotes que duram a semana toda.

Investimento inicial: R$ 99 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil
Royalties: 5%
Faturamento médio: R$ 30 mil
Prazo de retorno: entre 30 e 36 meses

3Frutobom

A Frutobom oferece um modelo de franquia delivery, em que o consumidor agenda dia e horário para receber um truck da marca que leve até ele as refeições. A Frutobom entrega pratos principais, além de frutas in natura, lanches, pães, sobremesas, petiscos, polpa de frutas e vegetais, inclusive orgânicos.

Investimento inicial: R$ 150 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: R$ 30 mil
Prazo de retorno: a partir de 19 meses

4Espetinhos Mimi

A Mimi, trabalha tanto com espetinhos de churrasco para pronto consumo como também com produtos congelados. No mix da Mimi estão cortes de carne e espetos de linguiça, frango, coração de galinha e carne vermelha, tudo congelado para ser assado em casa.

Investimento inicial: entre R$ 150 mil e R$ 400 mil
Taxa de franquia: entre R$ 35 mil e R$ 60 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: entre R$ 70 mil e R$ 150 mil
Prazo de retorno: entre 18 e 26 meses

5Massa Mia

A Massa Mia é uma franquia especializada em culinária italiana. Pratos como lasanha, nhoque, ravioli e canelone são preparados artesanalmente, embalados e vendidos congelados para serem consumidos em casa. Além das massas é possível compras molhos e tortas também. Para quem tem algum tipo de restrição alimentar, existem opções sem glúten, sem lactose e com massa integral.

Investimento total: entre R$ 230 mil e R$ 300 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 5% sobre faturamento bruto
Faturamento médio mensal: R$ 45 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA