Já trouxe para vocês em artigos anteriores, a importância do planejamento para a franquia. O planejamento financeiro começa com a estratégia, passa pelo orçamento, e, ao contrário do que muita gente pensa, ele não pode parar por aí. Na sequência vem a etapa do acompanhamento, que é justamente a etapa que vai sinalizar como as coisas estão indo, comparadas ao que foi planejado.

Na etapa do planejamento, são levantadas metas. É extremamente importante que estas metas sejam no modelo SMART: Específicas, Mensuráveis, Atingíveis, Relevantes e Temporais. Uma vez que elas são mensuráveis, é possível acompanhar periodicamente se elas estão sendo alcançadas. E para fazer esse acompanhamento, criar indicadores ajuda muito nesta tarefa.

Fazendo um paralelo com os carros, quando estes aparentam algum problema, na maior parte das vezes, antes deles já pifarem de vez, aparecem luzes e sinais no painel, mostrando que algo está errado. Na sua franquia, a ideia é que os indicadores tenham uma função muito semelhante, indiquem como está o andar da empresa, e, em momentos que algum problema está acontecendo, os indicadores já te anteciparão isso.

Na hora de escolher quais indicadores utilizar, é importante buscar um número ideal para o negócio. Deve haver um equilíbrio evitando o excesso de indicadores, que geram muitos dados, que podem fazer o empreendedor se perder, mas também evitando a ausência ou o baixo número de indicadores, que prejudicarão o acompanhamento da franquia.

Seguem algumas sugestões de indicadores para a boa gestão financeira da sua franquia:

1) Lucratividade

Olhar apenas o faturamento pode gerar falsas impressões sobre o que realmente está acontecendo na empresa. É importante calcular o percentual do lucro sobre o faturamento, mostrando o real resultado da franquia.

Lucratividade = Lucro / Faturamento

2) Retorno sobre Investimento (ROI)

Conforme já trouxe em um artigo anterior, apenas o lucro não é suficiente para analisar se uma franquia está sendo rentável. É preciso comparar este lucro com o valor que foi e é investido no negócio. A partir dele, é possível estabelecer metas que sejam maiores do que investimentos conservadores, como Caderneta de Poupança, Tesouro Direito e Títulos Bancários.

ROI = Lucro / Investimento

3) Valor do Ticket Médio

O ticket médio faz uma relação entre o faturamento da empresa e o número de vendas que ocorreram no período. Isto mostra qual é a média que cada venda que a empresa teve.

Ticket Médio = Faturamento do Período / número de vendas do período

4) Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Este indicador visa avaliar qual o custo para trazer novos clientes ao negócio. Para calculá-lo, deve dividir o total de custos com marketing e vendas pelo número de novos clientes.

CAC = Custos com Marketing e Vendas / Número de Novos Clientes

5) Liquidez

Podemos definir liquidez como a capacidade de transformar um ativo em dinheiro, sem a perda do seu valor. O indicador de liquidez corrente é ajuda a mensurar como está a situação da franquia em relação a honrar suas contas. Para calculá-lo, deve-se somar todos os ativos circulantes, que são aqueles que facilmente são convertidos em dinheiro (dinheiro em conta corrente e na poupança, contas a receber e mercadorias) e dividi-lo pela soma do passivo circulante, que são as obrigações de curto prazo(contas a pagar, dívidas, impostos).

Liquidez Corrente = Ativo Circulante / Passivo Circulante

Dicas anotadas? Clique aqui e confira como fazer uma boa gestão de custos na sua franquia!

DEIXE UMA RESPOSTA