Mesmo com instabilidades políticas e econômicas, 2018 foi um bom ano para o mercado de franquias brasileiro. De acordo com os dados definitivos de desempenho da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o crescimento foi de 7,1% em comparação com 2017 – o faturamento do setor chegou a 174,843 bilhões de reais.

Dentro desse cenário, as microfranquias ganharam ainda mais destaque no ano que passou. O levantamento da ABF aponta para um crescimento de 8% no número de negócios classificados como microfranquias em 2018. A Associação entende como microfranquia modelos de negócio com investimento de até 90 mil reais.

Em 2017, o Brasil contava com 545 modelos de microfranquias. Já em 2018 esse número foi para 589. Entre os modelos estão tanto marcas de franquias que atuam exclusivamente com microfranquias (72%) quanto redes mistas, que trabalham com microfranquias e modelos tradicionais (28%).

“Mesmo com um panorama econômico desfavorável, as microfranquias se mantiveram como uma opção interessante para empreender. Do lado das franqueadoras, este modelo passou a ser uma estratégia para atrair candidatos com menos recursos e chegar a novos mercados e pontos comerciais”, comenta Adriana Auriemo, diretora de relacionamento, microfranquias e novos formatos da ABF, em nota divulgada à imprensa.

A maior parte das operações de microfranquias estão nos segmentos de Saúde, Beleza e Bem Estar; Comunicação, Informática e Eletrônicos; e Serviços Educacionais.

Desempenho do franchising em 2018

Além dos dados relativos ao desempenho das microfranquias, a ABF divulgou também outras informações do balanço definitivo do mercado de franquias em 2018.

Segundo a Associação, o país conta com 2.877 redes de franquias em operação. Juntas, essas redes somam 153.704 unidades e geram quase 1,3 milhões de empregos. Os números confirmam uma trajetória de crescimento: o volume de unidades cresceu 5,2%, enquanto o de empregos aumento 8,8%.

Todos os segmentos do franchising cresceram em 2018, tanto em faturamento quanto em número de unidades. Considerando faturamento, os segmentos que mais cresceram foram Entretenimento e Lazer (12,7%), Hotelaria e Turismo (12,3%) e Serviços e Outros Negócios (8,7%).

O segmento de franquias de alimentação segue sendo o maior faturamento do franchising brasileiro. Em 2018, o setor faturou mais de 45,8 bilhões de reais, apresentando uma variação de 7% em relação ao ano anterior.

Já quando analisamos os segmentos que mais cresceram em número de unidades, os destaques são Hotelaria e Turismo (8,1%); Moda (7,6%) e Entretenimento e Lazer (6,9%).

DEIXE UMA RESPOSTA