Muito tem se falado sobre as nano franquias, que é nova opção de investimento para quem pretende investir, mas possui pouco recurso financeiro e está ciente que começará trabalhando sozinho, sem uma equipe para auxiliá-lo.

A nano franquia conta com investimento abaixo de 25 mil reais e, por se tratar de um investimento baixo, na maioria das vezes não há uma loja física.

➥ Quer ter uma franquia de sucesso? Confira nosso manual e saiba como acelerar a expansão da sua franquia

Nas nano franquias, assim como nos demais modelos de franquia, a franqueadora deverá disponibilizar ao candidato a franqueado a Circular de Oferta de Franquia – COF, que deve ser elaborada cumprindo todos os requisitos indicados pela lei de franquia.

O fato de se tratar de uma nano franquia, que requer um investimento menor, não exclui a necessidade da entrega da COF e da minuta do contrato de franquia ao candidato a franqueado, sendo que a falta da entrega da COF pode acarretar nas consequências indicadas pela Lei de Franquia.

Este modelo de franquia é indicado para o candidato que não possui muito capital para investir no seu novo negócio. Contudo, é fundamental que o candidato esteja ciente de que deverá atuar no negócio, sem o auxílio de uma equipe, até porque, normalmente o seu faturamento será baixo, e impossibilita a contratação de equipe.

Assim, é importante a dedicação do franqueado e que o mesmo realize uma boa gestão e administração da sua operação franqueada.

O candidato também precisa ter conhecimento do mercado local onde pretende implantar a nano franquia, para saber se existe demanda para a comercialização do produto/serviço que se pretende comercializar.

A transferência de know how pelo franqueador, na nano franquia, assim como nos demais modelos de franquia, jamais pode ser entendido como a operação do negócio pelo franqueador, sendo que a operação do negócio cabe ao franqueado.

É importante ainda destacar que nos dias atuais, tem sido cada vez mais comum que os treinamentos e suporte ocorram online, virtual ou remotamente; afinal, esse tipo de suporte pode ser mais frequente, havendo ainda uma diminuição dos custos relativos ao suporte.

Apesar de se tratar de uma franquia de baixo investimento, o retorno de investimento pode ser mais demorado nas nano franquias, pois o faturamento normalmente também é mais baixo.

É importante alertar ainda que a nano franquia, assim como as demais operações franqueadas e outras atividades comerciais, guarda riscos, sendo importante a atuação do franqueado, que deve fazer todo o estudo do negócio que pretende adquirir, analisando inclusive a COF e contrato de franquia, discutindo as suas dúvidas antes do ingresso na rede, e depois de firmar o contrato, atuar com muita dedicação ao seu negócio.

COMPARTILHE
Artigo anteriorStore in store: 10 franquias para investir no modelo
Próximo artigoInfobeleza busca franqueados em cidades do interior
Marina Nascimbem Bechtejew Richter
Sócia do escritório NB Advogados. Autora do livro “A Relação de Franquia no Mundo Empresarial e as Tendências da Jurisprudência Brasileira”, é bacharela em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, sendo especialista em Direito Societário, Contratos e Contencioso Cível. Tem especialização em Direito Societário, junto à Fundação Getúlio Vargas (FGV) e também em Direito dos Contratos pelo LL. M IBMEC/INSPER-SP. É membro da Ordem dos Advogados do Brasil, de São Paulo; Associação dos Advogados de São Paulo (AASP); e Associação Brasileira de Franchising (ABF).

DEIXE UMA RESPOSTA