Franquias de revenda de produtos usados devem crescer nos próximos anos

0
306
franquias de revenda de produtos usados devem crescer nos proximos anos
franquias de revenda de produtos usados devem crescer nos proximos anos

Não é de hoje que a revenda de produtos usados vem se mostrando um segmento muito atrativo para franqueadores e franqueados.

Com uma proposta sustentável, as franquias de brechó romperam os estigmas do passado e têm se posicionado como oportunidades para produtos variados, com pouco uso e de marcas reconhecidas, mas por preços que cabem no bolso. 

Um exemplo neste nicho é a Arena Baby, uma franquia de brechó especializada em roupas infantis. 

Cliente do Solutto, a Arena Baby nasceu em 2015 com a proposta de facilitar a aquisição de roupas, calçados e acessórios seminovos ou nunca usados de uma forma simples, segura e até 80% mais barata. 

Acompanhando o aquecimento do setor, a Arena Baby faturou cerca de R$ 9 milhões e fechou 2022 com 40 lojas ativas. O resultado representa um crescimento de 32% frente aos números do ano anterior.

Se você pretende investir neste setor, seja como franqueador ou franqueado, aproveite para conferir também algumas vantagens que o mercado de itens de segunda mão possui. 

Envolvem os clientes em um ciclo importante para as unidades

As redes de produtos de segunda mão costumam utilizar a estratégia de comprar os itens que seus clientes não usam mais e, na mesma visita, ofertar produtos que estejam precisando naquele momento. 

Nesse sentido, além de viabilizar uma relação equilibrada, essas franquias fidelizam os clientes, já que oferecem praticidade e vantagens para quem precisa não só se desfazer daquilo que não é mais utilizado, mas também adquirir novos produtos. 

Popularidade entre diversos públicos

Outra característica importante é que as franquias de brechó podem atingir um público muito diverso e que transcende gerações.

De acordo com o Relatório de Revenda de 2022, da GlobalData, 62% dos clientes da Geração Z e os Millennials procuram roupas de segunda mão. Por outro lado, entre os baby boomers, que são os nascidos a partir de 1945, houve um aumento de 56% nesse tipo de negociação.

Ou seja, comprar produtos de segunda mão é para todos os perfis e idades!

Podem ser redes lucrativas

A alta margem de lucratividade para os franqueados também é comum no nicho de “second hand”.

Isso acontece porque o custo para comprar esses itens de segunda mão é significativamente mais barato do que itens novos. Entretanto, a venda deles não perde tanto valor.

Em outras palavras, o varejo de produtos usados, pode ser mais vantajoso do que no varejo tradicional, em que os custos de estoque de produtos tendem a ser mais altos.

Soluções voltadas para esse tipo de revenda

Além de contar com esse cenário aquecido, as redes do nicho de produtos de segunda mão também podem contar com um ERP eficiente, com recursos pensados para as necessidades dela. 

No Solutto, por exemplo, essas franquias encontram soluções modulares para expansão das franquias, consultoria de campo, extranet, gestão de royalties e fundo de propaganda, central de compras, PDV para franquias de varejo, entre muitas outras!

Se você tem um negócio ainda mais especializado, o Solutto também pode desenvolver ferramentas 100%  customizadas para as suas necessidades e de seus franqueados. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui