Revitalização em terminais de ônibus em SP abre oportunidades para franquias

0
1664
revitalicazao terminais sp
revitalicazao terminais sp

A Unitah Empreendimentos, consórcio capitaneado pelo Grupo Rezek, anuncia a revitalização de terminais de ônibus de São Paulo. O projeto visa transformar 13 terminais integrados a estações de metrô da linha azul e da linha vermelha em espaços de conveniência, com oferta de comércio e serviços.

A novidade abre novas oportunidades de pontos comerciais para franquias de diferentes segmentos, que poderão instalar suas marcas nos espaços dos terminais. O projeto prevê a criação de áreas comerciais espaçosas, chegando a um total de 1.410 espaços disponíveis para locação.

Toda a revitalização e manutenção – segurança, zeladoria, limpeza e paisagismo – ficarão sob responsabilidade da Unitah, que recebeu outorga do poder público para administrar os terminais por 30 anos.

Inspirado em modelos vistos em outras metrópoles pelo mundo, o projeto vai agregar aos terminais revitalizados espaços como lojas de alimentação, serviços, produtos e varejo. Dos 13 terminais, sete serão edificáveis e podem abrigar, futuramente, shopping centers, academias, hospitais, prédios comerciais e residenciais, entre outros.

A revitalização acontecerá nos terminais Ana Rosa, Armênia, Santana e Parada Inglesa (Linha 1-Azul), e Artur Alvim, Patriarca/Norte, Vila Matilde/Norte, Penha/Norte, Carrão/Norte, Carrão/Sul, Tatuapé/Norte, Tatuapé/Sul e Brás (Linha 3-Vermelha). Diariamente, cerca de 1 milhão de pessoas circulam pelos pontos.

“A Praça Unitah representa ótima oportunidade para redes de franquias e empreendedores, pois além do grande número de pessoas que passam pelos terminais todos os dias, irá oferecer mais segurança, baixo custo de operação e oportunidade de retorno financeiro rápido quando comparamos com lojas em shopping centers ou em ruas”, conta Luiz Fernando Ferraz Bueno, presidente da Unitah Empreendimentos, em nota divulgada à imprensa.

Os interessados em instalar um negócio nos terminais revitalizados poderão acessar uma plataforma digital da Unitah, que permite fazer uma simulação do valor de locação e cadastra-se conforme a área buscada e o perfil da loja (franquia ou própria).

A estimativa é que o Metrô de São Paulo tenha uma economia de R$ 22 milhões por ano com o projeto, valor que seria aplicado a manutenção dos terminais. O Metrô recebeu R$ 11 milhões pela outorga e receberá uma remuneração mensal de 8% sobre cada receita obtida pelo empreendimento.

“Será uma experiência inovadora não apenas para os habituais usuários de transporte público, mas para todos os cidadãos da cidade, que poderão usufruir de uma oferta diversificada de serviços e produtos. Com o empresário mais perto do seu cliente, queremos transformar os novos espaços em local de destino para compras e de facilidades ao público”, acrescenta Bueno.

A reforma dos terminais já está em andamento. A previsão é de que as lojas comecem a funcionar entre julho e setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui