Já chegou a época em que vamos ao shopping e às lojas e vemos as tradicionais decorações de Natal. Para uns, isso é sinônimo de férias chegando, porém, para os empreendedores, este é o principal indicador para começar os planejamentos para o próximo ano.

O ano de 2018 não foi um ano nada fácil. Apesar do país ter deixado para trás a principal crise econômica de sua história, o cenário continua turbulento: primeiro tivemos a greve dos caminhoneiros, em paralelo às diversas denúncias de corrupção. Na sequência veio a Copa do Mundo, e, por fim, tivemos as eleições.

Para o próximo ano, já é de se esperar novas turbulências, e, por isso, o planejamento se mostra ainda mais importante para quem tem negócio próprio. Será o primeiro ano de Bolsonaro e sua equipe, que terão um grande desafio pela frente, principalmente em relação à Reforma de Previdência. O país está com problemas nas contas públicas, e precisa trabalhar bem a fundo nelas para resolver o déficit e evitar crises econômicas ainda piores.

Além dos aspectos políticos e econômicos, vale a pena também gastar certo esforço em estudos de mercado e levantamento de tendências para o seu segmento. Isso auxiliará na construção das estratégias a serem tomadas.

Isso significa que, quem já tem uma franquia ou está pensando em adquirir uma no próximo ano, é de fundamental importância ficar de olho nos aspectos políticos e econômicos, pois, caso estes não caminhem bem, os resultados podem ser sentidos no negócio próprio.

Além destes fatores externos, é de extrema importância fazer uma análise interna do negócio. Olhar os números de 2018, e fazer uma análise do que deu certo e do que não deu certo são bons pontapés iniciais. Com base nestes números e nestas análises, é possível traçar o cenário esperado para o próximo ano. Levantar metas são fundamentais para que este cenário almejado seja alcançado com maior facilidade.

Terminada a parte estratégica, deve-se planejar também as finanças para o próximo ano. De acordo com os resultados de 2018 e embasado nas estratégias, o Planejamento Orçamentário é a ferramenta que ajudará a caminhar pela rota certa. No orçamento, devem ser levantados todos os possíveis gastos que a franquia terá ao longo do ano, sejam os gastos fixos tradicionais, custos diretamente relacionados ao produtos e serviços vendidos, e também, investimentos visando o crescimento do negócio.

O planejamento é muitas vezes deixado de lado, por falta de tempo ou de conhecimentos, porém, ele é fundamental para que o negócio minimize seus riscos e cada vez mais possa crescer, diante de um mercado turbulento e concorrido. Portanto, reserve determinado período da sua agenda para isso.

DEIXE UMA RESPOSTA