Falar em prestação de serviços abrange uma gama bastante grande de empresas existentes no mercado. Para que tenha ideia, esse é o setor empresarial com maior número de empresas registradas no país, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Isso porque esse setor é caracterizado por atividades bastante heterogêneas quanto ao porte das empresas, à remuneração média e à intensidade no uso de tecnologias.

Nas últimas décadas, o desempenho das atividades que compõem o setor vem se destacando pelo dinamismo e pela crescente participação na produção econômica brasileira. Quer mais? Ainda de acordo com dados do IBGE, o setor de serviços teve duas altas seguidas nos primeiros dois trimestres de 2017.

Aliás, a mais recente Pesquisa Anual de Serviços (PAS) feita pelo Instituto, a qual constitui em uma importante fonte de dados para a compreensão do comportamento do mercado formal sob a ótica da oferta de serviços não financeiros no Brasil, estimou a existência de mais de 1,33 milhão de empresas cuja atividade principal pertencia ao âmbito dos serviços não financeiros. Essas empresas totalizaram 1,4 trilhão de reais em receita operacional líquida, ocupando 13 milhões de pessoas e pagando 289,7 bilhões de reais em salários, retiradas e outras remunerações. Só por isso já dá para entender como este é um mercado promissor.

Mas o que é preciso saber sobre o setor de serviços para poder atuar neste mercado com sucesso? O Guia Franquias de Sucesso, com a ajuda de Luciana Abram, consultora da Franquear Consultoria, listou dicas sobre esse mercado com tudo o que você deve ter em mente para atuar nessa área.

1. Entenda as possibilidades do mercado

Antes de tudo, é preciso saber onde se aplicam as empresas prestadoras de serviços. Essas empresas são as que cobram um valor determinado por serviço prestado, sem necessariamente manter vínculos permanentes com clientes específicos ou empresas. Esses serviços podem abranger diversas áreas de trabalho, desde limpadores de janelas a preparadores físicos.

2. Prospecção de clientes

Em uma empresa de serviços, a prospecção de clientes precisa ser muito ativa. Ou seja, para gerar resultados, os relacionamentos e a busca por cliente terão que ser diárias. “Por isso, saiba negociar, estude, estude e estude técnicas de vendas”, recomenda Luciana.

3. Cuidado com a imagem

A imagem (tanto da empresa quanto de prestadores de serviço) está diretamente ligada ao resultado do serviço oferecido. Por isso que, mais uma vez, é importante estudar, se preparar, cuidar de sua aparência e de seu comportamento, uma vez que você está diretamente ligado ao serviço prestado.

4. Conheça o seu mercado

É preciso entender muito bem o serviço que você vai prestar. Por isso, estude seus concorrentes e tenha na ponta da língua seus diferenciais. Certamente você vai precisar disso para conquistar e encantar seu cliente.

5. Finanças

Fique ligado, pois o prestador de serviço também precisa de um contador. “Isso mesmo hoje em dia, com as facilidades da internet e a possibilidade da sua empresa ser uma MEI”, esclarece Luciana.

6. Seja organizado

Em um primeiro momento a ideia de não ser subordinado e tocar seu próprio negócio pode parecer libertadora. Porém, se você não for organizado e disciplinado vai se perder e os resultados serão difíceis de serem atendidos. Lembre-se sempre que nos serviços o envolvimento do cliente leva ao sucesso. Logo, sua prospecção precisa ser focada em um público alvo muito definido.

7. Pense no futuro

Aqui a dica número um é: faça uma previdência privada. “Cuidado com os contratos, valores versus serviços prestados, prazo para entrega, etc. Tudo precisa ser estudado”, avalia Luciana. Você não é obrigado a prometer nada, mas, se prometer ao assinar o contrato, cumpra.

8. Novos empreendedores

Se você vai entrar no mercado agora, mas não sabe em qual segmento apostar, saiba que os ramos mais bem avaliados dentro de serviços para os novos empreendedores são manutenção e conservação, sejam elas em obras civis, equipamentos elétricos e eletrônicos, automotiva.

“O brasileiro está amadurecendo no requisito consumo, logo, manutenções e conservação a cada dia estão fazendo mais sentido para a nossa população”, comenta Luciana.

Além disso, os já conhecidos e consagrados ramos de beleza e estética, educação e turismo também são boas pedidas, principalmente por terem permanecido estáveis mesmo com a crise econômica que ainda está bastante presente no país.

9. Tipos de negócios que abrangem o setor de prestação de serviços

Se você pensa em atuar em outras áreas, mas ainda com prestação de serviços, saiba que existem grandes possibilidades nesse ramo. Como elencou Luciana, é possível que o profissional preste serviços especializados em áreas como:

10. Franquias no segmento

As franquias de serviços já se consolidaram no mercado de franchising nacional. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), as redes do segmento faturaram mais de 10 bilhões de reais nos primeiros seis meses de 2017. O crescimento foi de 9% em faturamento e de 3% em número de unidades, comparando com o mesmo período do ano anterior.

Na hora de escolher uma rede para investir, é possível encontrar opções em diversos segmentos – de marcas especializadas em serviços estéticos a redes que trabalham com manutenção e reparos. Mas, além de analisar o setor com o qual se identifica, o investidor deve pesquisar a fundo a rede de interesse, com atenção para a estrutura do formato.

Quando se fala em franquia, é preciso saber, também, quais são as franquias mais rentáveis. Neste caso, aquelas que ajudam a economizar o tempo do cliente são boas apostas, pois o tempo transformou-se em um ativo precioso – muitas vezes mais valioso que o próprio dinheiro.

Outras boas opções são franquias para melhor idade e as que vendem produtos de baixo preço. Isso porque a elevação da taxa de desemprego está na casa dos 12% e, com esse cenário de crise, existem negócios que podem ser beneficiados, como os que prezam por oferecer produtos e serviços com o menor preço possível.

11. Mundo digital

Ao pensar em prestação de serviço também é preciso ficar atento ao mundo digital, que está cada dia maior e mais forte. Por isso, aliás, dentre as empresas de serviços que estão se destacando no mercado, encontram-se aquelas focadas especificamente nesse universo, o qual ganha cada vez mais visibilidade e adeptos.

Para que tenha ideia, hoje, no Brasil, o número de pessoas a partir de dez anos de idade que têm um telefone celular para uso pessoal cresceu 147,2% entre os anos de 2005 e 2015, segundo o IBGE. Com isso, mais de 139 milhões de brasileiros tinham seu próprio celular em 2015.

Portanto, existe muito espaço para os negócios digitais, o que mostra que este mercado é extremamente promissor. A prestação de serviços na forma digital engloba, entre outros pontos, a criação de sites personalizados, desenvolvimento de lojas virtuais para resultados, campanhas de otimização de sites, links patrocinados e remarketing, mídias sociais, hospedagens de sites entre outros serviços de consultoria.

Quer trabalhar com prestação de serviços por meio de uma franquia? Baixe nosso guia gratuito sobre franquias de serviços e saiba tudo sobre esse negócio.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA