Tendências para o mercado de software em 2020

0
62
tendencias mercado de software 2020

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), o Brasil é 9º maior mercado de software, serviços e hardware e tem uma receita de US$ 47 bilhões. Isso torna o país responsável por 42,8% do setor de TI da América Latina.

O crescimento e consolidação do segmento no país beneficia não só os desenvolvedores de software, mas também os usuários que contam com a ajuda desses programas em suas tarefas domésticas e atividades profissionais.

➥ Quer ter uma franquia de sucesso? Confira nosso manual e saiba como acelerar a expansão da sua franquia

Como acontece em todas as áreas, o nicho de softwares também tem suas próprias tendências que ditam como o mercado deve evoluir nos próximos anos. A seguir, veremos algumas das principais para 2020.

Atualizações mais ágeis

Se há pouco tempo atrás era necessário esperar meses ou anos para ter acesso a um software mais atualizado e com novos recursos, a tendência é que esses ajustes sejam feitos com maior constância.

De acordo com estatísticas do IDC FutureScape: Worldwide CIO Agenda 2020 Predictions, até 2023 cerca de 80% das organizações de TI acelerarão o desenvolvimento de software para permitir que atualizações e revisões semanais de código sejam implantadas.

Os ajustes constantes devem ajudar a melhorar o valor comercial dos programas e garantir uma melhor experiência para usuários que buscam soluções ágeis e eficientes.

Personalização

O consumidor tem se tornado cada vez mais exigente com aquilo que compra, e isso também atinge o mercado de softwares.

Enquanto há algum tempo era o público que deveria se adaptar ao que consumia, hoje, se espera que os produtos e serviços sejam moldados para atender às necessidades e vontades do cliente.

Nesse sentido, a personalização é uma das principais tendências para garantir que o cliente fique mais satisfeito com sua experiência.

No próximo ano, as interfaces, formas de comunicação e recursos dos softwares devem se tornar ainda mais flexíveis e passíveis de personalização para agradar o consumidor.

Softwares como serviços

Com atualizações frequentes, a personalização e um suporte mais especializado, os softwares estão deixando de ser produtos e se tornando parte de um serviço. Pensando nisso, o ramo de SaaS (Software as a Service) também deve se fortalecer.

Ao invés de comercializá-lo como um item de venda única e encerrar o contato com o consumidor depois do pagamento, as desenvolvedoras estão apostando na venda de softwares através de assinaturas e pacotes de serviços e agregando atualizações e suporte para manter a conexão com o cliente mesmo depois da aquisição inicial do serviço.

Assim, elas aumentam a fidelização do consumidor e geram receita recorrente, que pode vir tanto de uma mensalidade fixa pela utilização do serviço, como de upgrades de planos ou contratação de novos recursos.

Experiência do consumidor

Muitos especialistas já dizem que a chamada “Era da Experiência” está ficando para trás, mas é fato que proporcionar um bom momento para o consumidor ainda é e será fundamental por muito tempo.

Muitos usuários de softwares não estão satisfeitos apenas em comprar um programa que funcione, mas buscam também um bom atendimento no pré e pós-venda, uma interface agradável e intuitiva, uma marca que ofereça treinamento e um suporte ágil e prestativo e outras características que criam uma experiência de alto nível.

É importante que as estratégias ligadas à otimização da experiência devem considerar tanto os aspectos offline quanto os digitais.

Automação e robótica

A hiperautomação dos processos e o uso de machine learning devem continuar sendo tendências presentes no mercado de software em 2020. Neste segmento, uma das principais tecnologias que deve ganhar destaque é a RPA.

De acordo com a consultoria Gartner, a Automação de Processos Robóticos (Robotic Process Automation, ou RPA) é a tecnologia de software com crescimento mais rápido no mercado. O segmento de softwares RPA cresceu 63,1% em 2018 e a estimativa é que tenha superado US$ 1,3 bilhão em receita.

Através da RPA, o usuário pode configurar um ou mais scripts para ativar determinadas ações de forma automatizada. Dessa forma, os robôs aprendem tarefas e passam a replicá-las de forma independente e repetitiva, sem necessidade de uma nova interferência humana.

Como a maioria das formas de automação, a RPA pode contribuir na agilidade e assertividade de atividades, assim como aumentar a produtividade dos profissionais.

Solutto investe em softwares para franquias

A Solutto, especialista em softwares de gestão para o franchising, está atenta às principais tendências do mercado e já vem implementando alguns dos mais avançados recursos tecnológicos do segmento.

Seus módulos já contam com recursos como softwares que aprendem com as necessidades do usuários e automação de tarefas, que aumenta a produtividade dos usuários.

As soluções da Solutto também estão em constante processo de melhoria e inovação, e a companhia ainda oferece um suporte especializado que otimiza as experiências de franqueadores e franqueados na gestão de seus negócios.

Botão Franquia Empresa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui