Em 2016, o mercado de franquias deve registrar um crescimento de 8%, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). No ano em que a economia deve recuar mais de 3%, o resultado está sendo recebido com alívio pelo mercado de franquias.

“A perspectiva para 2017 é boa, porque entendemos que vamos ao menos repetir os 8% e até voltar aos dois dígitos”, diz Beto Filho, presidente da ABF-Rio.

Se você está pensando em abrir uma franquia no próximo ano, é importante fazer uma avaliação do seu perfil empreendedor e mapear os mercados que mais te interessam.

O importante é pensar em 2017 como um ano de cautela e conhecer bem o mercado em que você vai atuar e checar todos os dados da franquia.

“Desde que se conheça bem o ramo de atuação e o mercado em que se está inserido, observando sempre os movimentos cíclicos, é possível mensurar indicadores de operação, minimizando, assim, alguns riscos e impactos nos resultados da empresa”, conta Luis Henrique Stockler, sócio-presidente da ba}STOCKLER.

Confira abaixo as principais tendências para franquias em 2017, segundo a opinião dos especialistas:

Beleza e Saúde

A preocupação com a saúde e a beleza continua em alta no mercado de franquias. “As pessoas estão cada vez mais investindo nesta tendência do fitness, da valorização do corpo e de cuidados com a beleza”, diz Beto Filho.

Para os especialistas, na crise, as pessoas diminuem as despesas nesta área, mas mantém alguns tratamentos como uma maneira de melhorar a autoestima. “Beleza continua crescendo, por conta de valorização do padrão estético global, e também por manter a autoestima em um momento de crise, no qual se compra menos”, diz Stockler.

Alimentação

O setor de alimentação segue como um dos maiores do mercado de franquias há anos. Recentemente, no entanto, o padrão das marcas de fast-food está mudando para dar lugar a novas tendências, como a alimentação saudável.

“Mesmo as marcas de fast-food já estão ligadas a essa busca por qualidade de vida, oferecendo opções mais leves e que atendam essa preocupação do consumidor com uma alimentação saudável”, diz Filho.

Outra grande tendência em alimentação é o mercado de delivery. A entrega de comida em casa cresce e no franchising não é diferente. Os aplicativos para isto impulsionaram o mercado e as franquias também podem aproveitar. “Os consumidores estão trocando restaurantes por comidas preparadas fora de casa, porém consumidas no lar”, diz Stockler.

Reparos de veículos

O aumento nas vendas de veículos usados e a crise estão impulsionando o mercado de manutenção e reparos de carros. Com menos dinheiro circulando, os consumidores estão priorizando o conserto do carro usado à compra de um zero quilômetro.

” O setor automotivo teve um boom de crescimento de consumo nos últimos anos, mas, por conta da crise, do endividamento, da alta taxa de juros e outros fatores, agora o consumidor parou de comprar novos carros e está buscando formas de manter o que tem”, explica Stockler.

Franquias mais baratas

Uma tendência que surgiu nos últimos anos e vai continuar forte em 2017 é o lançamento de modelos de negócios mais baratos. Com muitos desempregados, as franquias estão apostando nos formatos de microfranquias para aumentar a rede.

Existe a tendência de buscar novos modelos com menor investimento inicial, independente do tamanho do negócio, facilitando e tornando mais acessível a entrada na rede”, diz Stockler.   

Aumento dos quiosques

Com a flexibilização na negociação dos pontos e a procura por investimentos mais baixos, os quiosques voltam a ser uma oportunidade interessante para as franquias. Ocupando locais de alta circulação além dos shoppings, os franqueados conseguem ter um resultado bom com este tipo de negócio.

“Temos visto marcas que tinham lojas gigantes e conseguiram transformar em quiosques, se reinventando e oferecendo a comodidade do cliente consumir em outros locais, como aeroportos”, afirma Filho.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA