Independente do segmento ou do capital disponível para investir, ter uma franquia de sucesso é o sonho de todo empreendedor que pensa em entrar no mundo do franchising.

Assim, quem começa a se interessar por franquias costuma buscar informações detalhadas sobre como funciona o sistema antes mesmo de se decidir pela rede em que deseja entrar. Esse é o primeiro passo para investir com segurança e ter uma franquia de sucesso.

O desempenho do franchising brasileiro é um grande atrativo para empreendedores de diversas áreas: no ano passado, o setor faturou mais de 151 bilhões de reais, registrando um crescimento de 8,3% apesar do complexo cenário econômico do país. Para 2017, a previsão é de que o crescimento se mantenha e que o mercado de franquias feche o ano com aumento de 8% no faturamento. Os dados são da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Junto aos bons números, as franquias atraem também quem deseja um modelo de negócio mais estruturado – afinal, o franchising é baseado em um sistema que entrega ao franqueado um formato que já foi testado, além de suporte experiente em todas as fases do negócio, desde a implantação até a rotina do trabalho.

Antes de tomar qualquer decisão, o candidato a franqueado deve buscar mais informações sobre a rede em que tem interesse, sobre o mercado de franquias no Brasil e sobre as taxas que devem ser pagas à franqueadora, esclarecendo todas as dúvidas que possam surgir no processo de pesquisa. Todo esse conhecimento e pesquisa é crucial para que o negócio renda bons frutos no futuro, visto que, quanto mais você souber logo de início, mais possibilidades tem de fazer escolhas acertadas.

Mas, há ainda outra forma de se preparar para estar à frente de uma franquia de sucesso: ouvindo dicas de quem já está atuando nesse mercado, tem experiência e conhece o sistema de franchising na prática.

Pensando nisso, o Guia Franquias de Sucesso compilou algumas dicas de franqueadores de redes de diferentes segmentos para que novos franqueados sejam bem sucedidos no negócio.

Avalie se você tem perfil de franqueado

Quer abrir uma franquia? Então, primeiro, você precisa ter as características fundamentais de quem é dono de um negócio.

“Para ter bom desempenho, é importante que o franqueado tenha engajamento na gestão e seja comprometido com a administração de recursos humanos, financeiros e materiais”, opina Claudinei dos Anjos, diretor-presidente da Anjos Colchões.

Mas, nem todo empreendedor tem o perfil adequado para se tornar um franqueado. Embora a vontade de ter seu próprio negócio, capacidade de gestão e espírito de liderança sejam fundamentais para uma franquia de sucesso, há outras habilidades que não podem ficar de fora do perfil de um franqueado.

“Um franqueado de sucesso é uma pessoa que trabalhe na operação, que goste de controles, que seja ativo e participativo, que se engaje com a marca e que seja bom com as pessoas (tanto com clientes, como com funcionários)”, afirma Valéria Ramos, sócia-fundadora da Dagosto Bistrô.

Além disso, é preciso lembrar que, ao optar por investir em uma franquia, o empreendedor deve estar ciente de que terá regras e padrões para seguir, ficando sempre atento a seus deveres com a franqueadora. Assim, a liberdade de tomar as próprias decisões e moldar o negócio conforme suas ideias é mais limitada que em uma empresa própria, por exemplo.

“Outra característica importante é que o franqueado tem que estar aberto para entender mudanças ou estratégias oferecidas pela franqueadora”, complementa Guylherme Ribeiro, fundador da Suporte Smart.

Antes de resolver se abrir uma franquia é a decisão certa para você, o ideal é fazer uma autoavaliação para entender se seu perfil é compatível com o sistema de franchising. Analise se suas vontades e expectativas podem ser atendidas por esse tipo de negócio.

Tenha comprometimento com a marca

Se o franchising é o caminho certo para você, o próximo passo é escolher a franquia ideal para investir. A seleção da rede é super importante, já que a marca vai impactar diretamente no sucesso do negócio como um todo – desde a montagem e suporte prestado pela franqueadora, até a aceitação do público na região. Além disso, a identificação do candidato com a marca é indispensável para o bom trabalho no dia a dia, o engajamento com a empresa e a motivação dos funcionários.

“O franqueado de sucesso deve se identificar com a marca, com os valores da empresa, preservando os valores éticos e o bom relacionamento nos negócios, proporcionando um ambiente agradável, com excelente atendimento”, aponta Maurício Figueira, gerente de expansão da Multicoisas.

Ainda que algumas redes possibilitem a entrada de franqueados que desejam conciliar a franquia com outras atividades (seja um emprego formal ou mesmo outra franquia), a dedicação e o envolvimento com o negócio são pontos que fazem a diferença nos resultados.

“É importante que o candidato demonstre a disponibilidade de tempo e comprometimento com a marca e entenda a proposta de valor. Não buscamos aventureiros ou pessoas que não possuem dedicação integral com o negócio”, ressalta Claudio Augusto, sócio-fundador da Mania de Passar.

Portanto, confira se os objetivos, a linguagem, o público-alvo e o conceito da marca são compatíveis com o que você acredita. Sentir-se parte da rede, encaixando-se ao que a marca representa, vai fazer com que a performance na rotina do empreendimento seja muito mais produtiva (e agradável!).

Saiba que franquia não é “milagre”

Muitas pessoas resolvem investir em franchising por acreditar que esse é um sistema que já tem sucesso garantido. Isso não é verdade.

Ainda que o suporte fornecido pela franqueadora e as vantagens de contar com um modelo bem estruturado sejam fatores que contribuem para o bom desempenho do negócio, os resultados dependem, em grande medida, do trabalho do franqueado.

“O bom franqueado tem consciência de que o sucesso é resultado direto de seu trabalho, muitos empreendedores acreditam que a aquisição de franquias implica em dinheiro fácil, sem grandes esforços, mas é justamente o contrário. O modelo de negócio pode ser testado e ter rentabilidade comprovada, contudo, se o franqueado não bota a mão na massa o lucro não vem”, destaca Fernando Massi, diretor da OrthoDontic.

Essa regra também vale para quem escolhe investir em uma marca consolidada que já tem seu nome reconhecido em todo o país (ou até mundialmente): o nome da marca não é suficiente para fazer o negócio decolar.

“O franqueado precisa entender que a marca de uma franquia por si só não irá garantir o sucesso do empreendimento. A marca pode ajudar a ter um número maior de clientes, mas é apenas uma empresa como outra e precisa de uma boa gestão. Para ter um bom desempenho e sua franquia é preciso que o franqueado conheça o mercado a fundo”, afirma Guylherme Ribeiro, fundador da Suporte Smart.

Além de estudar o mercado a fundo, é preciso reforçar que franquia é um negócio como outro qualquer e exige muito trabalho para sair como o esperado.

“O candidato deve ter vontade de abrir seu próprio negócio sabendo que o mesmo exigirá muito trabalho, dedicação e engajamento”, reforça Renata Piazera, sócia-fundadora da Fórmula Animal.

Prepare-se para assumir os riscos

Se franquia é um negócio como outro qualquer e precisa de muito trabalho para render bons resultados, é preciso que o franqueado também esteja preparado para assumir os riscos de investir.

Lembre-se de que abrir uma franquia exige investimento – mesmo que seja um modelo de baixo custo – e que há um prazo em que o negócio não dará lucro. É fundamental entrar nesse ramo tendo isso em mente, sem se esquecer de fazer uma reserva financeira para manter tudo correndo bem (tanto no negócio quanto nas despesas pessoais) até que a franquia consiga se pagar.

“Possua capital de giro suficiente para suportar as despesas até o ponto de equilíbrio e conte com o apoio da família”, aconselha Léia Nascimento, responsável pela expansão da Doctor Feet.

Mantenha um relacionamento ativo com a franqueadora

Ao mesmo tempo em que o franqueado assume o risco do negócio e se dispõe a dedicar-se ao trabalho, uma boa relação com a franqueadora também é imprescindível para uma franquia de sucesso.

“É preciso sempre ter em mente que a parceria entre franqueado e franqueador é fundamental para que o crescimento aconteça junto e harmonizado”, declara Valéria Ramos, sócia-fundadora da Dagosto Bistrô.

Vale lembrar que uma das grandes vantagens da franquia é poder contar com esse relacionamento com pessoas que já têm experiência no mercado, que conhecem a marca profundamente e que estão disponíveis para te ajudar a fazer o melhor trabalho possível. Ter a consciência de que a franquia é um trabalho que deve ser construído em conjunto com rede vai fazer toda a diferença no desempenho do negócio e vão impactar não só no faturamento de cada unidade individualmente, mas também na consolidação da marca como um todo.

Essa parceria também pode se estender para outros franqueados da rede: criar vínculos e trocar experiências com quem atua na franquia pode contribuir muito para criar estratégias e ações cada vez mais inteligentes e efetivas.

DEIXE UMA RESPOSTA