No concorrido segmento de moda, a Quinta Valentina é uma rede de franquias de calçados que se destaca pelo sistema diferente do tradicional: a marca oferece um modelo home based, sem exigir a instalação de uma loja física, formato mais comum entre as franquias do ramo.

Fundada em 2009, a Quinta Valentina surgiu como uma loja tradicional de varejo em Goiânia, trabalhando com a venda de calçados voltados ao público feminino. O mix de produtos da marca inclui calçados de diversos modelos, cores e estilos, com pares produzidos manualmente.

➥ Busca franquias de calçados? Confira nosso guia de franquias de acessórios (com valores de investimento)

Com o objetivo de expandir, a marca resolveu apostar no franchising, levando os produtos a todas as regiões do Brasil através de um sistema de vendas diretas – na franquia Quinta Valentina, os franqueados levam os produtos até as clientes.

Além do baixo investimento na franquia, o mercado de calçados também apresenta número atrativos aos investidores. De acordo com projeções da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), a expectativa é de que 2018 seja um ano positivo para a indústria brasileira de calçados, que deve ter um desempenho igual ou superior ao de 2017 – ano em que o setor voltou a crescer após a crise, registrando crescimento de 3%.

Já segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Calçados e Artefatos (Ablac), o comércio calçadista cresceu 4,9% em faturamento em 2017. Para 2018, a instituição espera um crescimento de 3% no varejo.

O segmento de moda também cresceu dentro do franchising brasileiro. Conforme dados da Associação Brasileira de Franchising, as franquias de roupas, calçados e acessórios faturaram 21,868 bilhões de reais em 2017; um crescimento de 7% em relação ao ano anterior.

Se você pensa em entrar nesse mercado investindo em uma franquia Quinta Valentina, vai encontrar nesta matéria dados de investimento, informações sobre como abrir uma unidade e como avaliar se esse é o negócio certo para você. Confira (para pegar um atalho, use os links do menu a seguir para ir direto ao tópico de seu interesse):

Quanto custa uma franquia Quinta Valentina

Dentro do segmento de moda, a Quinta Valentina é uma das franquias mais baratas. A rede conta com um modelo de vendas diretas, que dispensa a instalação de uma loja – este, o formato mais tradicional entre as franquias de calçados. Por conta disso, o investimento na marca é baixo: 27 mil reais.

Desse total, a maior parte corresponde ao estoque inicial, que tem valor de 15 mil reais. Como opção para facilitar o investimento, a franqueadora oferece o parcelamento do valor do estoque inicial em até três vezes no cartão.

Quanto às taxas periódicas, a Quinta Valentina prevê apenas o pagamento da taxa de publicidade, que é fixa, no valor de 100 reais. A franquia não cobra royalties.

Qual o valor de uma franquia Quinta Valentina?

Sem gastos com instalação de ponto comercial, a Quinta Valentina é uma franquia de baixo custo e tem valor de investimento único, 27 mil reais. Os dados a seguir foram informados pela empresa.

Investimento total: R$ 27 mil
Taxa de franquia: R$ 8 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 17 mil
Prazo de retorno: 3 a 12 meses

Qual o faturamento de uma franquia Quinta Valentina?

De acordo com informações da empresa, o faturamento de um franqueado Quinta Valentina é de, em média, 17 mil reais mensais.

Qual o lucro de uma franquia Quinta Valentina?

A lucratividade média estimada para uma franquia Quinta Valentina é de 30%, segundo dados da rede. O retorno do capital investido acontece ainda no primeiro ano de operação, a partir do terceiro mês.

Compare os números de Quinta Valentina com outras franquias de calçados

Confira os dados de investimento de outras franquias de calçados (todas com modelos de loja) e compare com os números de Quinta Valentina. Os dados são divulgados pela ABF.

Arezzo

Investimento total: R$ 375 mil a R$ 635 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 38,74% das compras
Faturamento médio: R$ 180 mil
Prazo de retorno: 36 a 60 meses

Santa Lolla

Investimento total: R$ 285 mil a R$ 355 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 18% das compras
Faturamento médio: R$ 130 mil
Prazo de retorno: 30 a 36 meses

Mr. Cat

Investimento total: R$ 265 mil a R$ 575 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 14% das compras
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 36 meses

Via Mia

Investimento total: R$ 265 mil a R$ 585 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 16% das compras
Faturamento médio: R$ 240 mil
Prazo de retorno: 18 a 30 meses

Como abrir uma franquia Quinta Valentina

franquia quinta valentina

Para se tornar um franqueado Quinta Valentina é necessário entrar em contato com a empresa e iniciar o processo de seleção, com análise do perfil do candidato feita pela franqueadora.

Como o modelo de negócio não exige instalação de uma loja física, o franqueado não precisa passar pelas fases de definição de ponto comercial nem de adaptação do imóvel para os padrões da franqueadora, o que agiliza o processo de franqueamento.

Há oportunidades para novos franqueados em todo o Brasil.

Conheça os modelos de franquias disponíveis

O modelo de franquia da Quinta Valentina é home based, desenvolvido com base em um sistema de vendas diretas que dispensa a instalação de um ponto de venda físico. Assim, os franqueados fazem o estoque em casa e levam os produtos até as clientes para vender.

“Na prática o franqueado deve agendar visitas e promover eventos para levar os sapatos às mulheres que já pertencem ao seu network e conquistar novos clientes”, explica Renato Kuyumjian, fundador da Quinta Valentina.

Ainda em 2018, a marca deve iniciar a expansão de um novo modelo de negócio, a franquia Office. Neste formato, monta-se um espaço para estoque e escritório administrativo, ideal para atendimento dos clientes. Para o novo formato, o investimento parte de 100 mil reais.

Saiba se você tem o perfil ideal

Para se tornar um franqueado Quinta Valentina não é necessário ter experiência anterior no mercado de moda ou formação específica.

“Buscamos por pessoas que gostam de relacionamento e são engajadas. Afinidade com o produto também é muito importante”, pontua Renato. De acordo com o fundador da rede, o modelo de negócio é ideal para quem busca flexibilidade de horários.

Ter habilidades comerciais também é um elemento importante para se dar bem nesse tipo de negócio.

Como saber se sua região comporta uma unidade

Atualmente, a Quinta Valentina oferece oportunidades para novas unidades de franquias em todas as regiões do Brasil. Não há limitações quanto à localidade ou ao número de habitantes da cidade, o que abre espaço para investir em cidades pequenas e do interior.

A região Sul, por exemplo, faz parte dos planos de expansão da rede. Hoje, a Quinta Valentina conta com 15 franqueados no Sul e calcula que ainda há espaço para mais 50 franquias na região.

“Como se trata de uma franquia home based, a região é sempre a que a franqueada reside. Respeitamos sempre a métrica de um franqueado a cada 50 mil habitantes”, esclarece Renato.

Como é o processo de seleção

O primeiro passo para dar início ao processo de seleção para abrir uma franquia Quinta Valentina é preencher o cadastro de interesse no site da marca. O formulário pede informações básicas do candidato: nome, e-mail, celular, cidade e capital disponível para investir.

Após o envio desse primeiro cadastro, a franqueadora envia aos candidatos um questionário mais detalhado, que servirá como fonte para avaliação do perfil do potencial franqueado. “Sendo aprovado, ele já recebe a COF e iniciamos o processo de ingresso na franquia”, finaliza Renato.

Franquia Quinta Valentina: vale a pena?

franquia quinta valentina

Por conta do baixo investimento e do modelo home based, que permite mais flexibilidade na rotina de trabalho, a Quinta Valentina é uma franquia atrativa para quem busca opções para investir no segmento de calçados.

Com atuação no mercado desde 2009 e franqueados em todo o Brasil, a marca promete um suporte amplo em todas as áreas da operação, além de projetar uma boa lucratividade aos investidores.

Ainda assim, é fundamental avaliar com atenção antes de decidir-se pela franquia. Se você busca um negócio na área de moda mais tradicional, uma loja física para receber clientes pode fazer falta.

Além disso, é necessário analisar se o retorno é compatível com suas expectativas, assim como a rotina de trabalho, que deve ser adequada a seu perfil – especialmente levando em conta que o franqueado trabalha sozinho e é responsável pelas vendas neste modelo.

As vantagens da franquia Quinta Valentina

De acordo com Renato, as principais vantagens da Quinta Valentina são fazer parte de uma marca consolidada e que conta com produtos de alta qualidade.

Além disso, o fundador da rede destaca o suporte operacional oferecido pela franqueadora, o sistema de gestão exclusivo, a flexibilidade de horários e o baixo custo operacional como diferencias da marca.

Como é o suporte da franqueadora

A Quinta Valentina promete suporte em todas as áreas da operação. “Quando o franqueado ingressa no negócio ele recebe orientação de como administrar seu estoque, para quem e quando oferecer os produtos, como promover uma promoção etc.”, completa Renato.

Além dos treinamentos iniciais, a marca também oferece aos franqueados treinamentos periódicos, realizados a cada quinze dias via Skype ou áudio, com a equipe de suporte da franqueadora. Além disso, a franqueadora também promove uma convenção anual para os franqueados.

Os desafios de ser um franqueado Quinta Valentina

“O grande desafio que enfrentará nosso franqueado é a automotivação”, afirma Renato.

Aqui, é preciso lembrar que o modelo de negócio da Quinta Valentina é fundado no sistema de venda direta e sem ponto comercial, portanto, o franqueado deve estar apto a buscar ativamente novos clientes – diferente, por exemplo, de uma loja física, que recebe consumidores que estão passando pelo local.

Outro ponto importante é que esse é um modelo home based, em que o franqueado trabalha sozinho e com horários flexíveis. Isso significa que é necessário encontrar um equilíbrio para garantir uma rotina de trabalho que funcione bem.

O que os outros franqueados dizem

Para Fernanda Medeiros, franqueada de Natal, Rio Grande do Norte, investir em um negócio na área de moda por meio de uma franquia Quinta Valentina contribuiu para simplificar processos comuns dessa área.

“Já tive um loja de roupas multimarcas e posso dizer que ter uma franquia facilita muitas coisas. Desde um cartão de visitas – que já está pronto, com o layout aprovado e é só dizer a quantidade que quero – até o pedido do produto, que posso fazer online e ainda tem o suporte me orientando sobre qual a melhor grade, quais modelos ideais para a minha região. É tudo mais facilitado”, afirma Fernanda.

Já Cris Pacca, franqueada no Alphaville, em São Paulo, optou pela franquia quando estava em busca de um investimento para trabalhar com uma grande paixão: sapatos.

“Queria alguém por trás de mim para que pudesse compartilhar minhas dificuldades, meus problemas, que tivesse alguém que me desse um respaldo, e a Quinta Valentina é essa empresa. Só me dedico a ela e estou feliz, consigo ter qualidade de vida e administrar meu tempo”, conta Cris.

A Quinta Valentina não tem página do Reclame Aqui.

O que perguntar a outros franqueados da marca

Antes de fechar negócio, é fundamental conversar com outros franqueados para esclarecer dúvidas e confirmar informações transmitidas pela franqueadora. “É importante perguntar sobre a qualidade dos nossos produtos e se os clientes são fiéis, se voltam a comprar”, sugere Renato.

A listagem completa dos franqueados da marca deve estar presente na Circular de Oferta da Franquia. Além disso, é possível localizar franqueados através do site da Quinta Valentina, pesquisando por cidade. Os resultados exibem e-mail e telefone dos franqueados.

1 COMENTÁRIO

  1. Maravilha!
    Estou na minha pesquisa, em busca de uma franquia. As informações citadas acima. foi de grande importância.
    Obrigada!
    Lucia

DEIXE UMA RESPOSTA