Gerente de expansão se torna franqueado e fatura com frango frito

0
1926
Luiz Henrique Castro N1 Chicken
Luiz Henrique Castro N1 Chicken

selopubliHá diferentes formas de avaliar o sucesso de uma franquia. Uma delas é observar funcionários que apostam tanto na marca que resolvem se tornar franqueados. Assim é a história de Luiz Henrique Castro, gerente de expansão do N1 Chicken.

Luiz se encantou pelo projeto do N1 e resolveu extrapolar a tarefa de vender franquias, comprando sua própria unidade.

Tudo começou em 2017, quando um grupo de cinco jovens empreendedores fundou o N1 Chicken. A marca capixaba nasceu com foco em atendimento exclusivo via delivery e com o sonho de se tornar a maior rede de franquias de frango frito do Brasil.

Para começar a crescer, a marca precisava superar um desafio: os empreendedores tinham verba apenas para três meses de aluguel e precisavam de ajuda na expansão. Foi então que Rafael, um dos fundadores da rede, resolveu convidar Luiz, amigo de longa data, para se juntar ao time.

“Em um sábado, o Rafa me ligou convidando para conhecer um projeto dele, mas não quis me contar os detalhes, cheguei a achar que era pirâmide. No domingo mesmo fizemos uma reunião e eu fiquei encantado com o N1 Chicken”, lembra Luiz.

Na época, Luiz trabalhava como técnico de informática e Uber e teve que se reinventar para assumir a expansão do N1. Foram três meses de trabalho em dias alternados, sem receber salário, e com um combinado de que “só ganharia se vendesse”.

“Vender franquias foi uma dificuldade muito grande no início pois nunca tinha vendido algo na vida. Criamos um método de trabalho muito eficiente”, conta Luiz.

O método, o modelo de negócio da franquia e a dedicação de Luiz fizeram com que a empreitada desse muito certo. Em 2018, ano em que a marca começou a expandir, 22 unidades foram comercializadas. Desse total, 16 foram vendidas por Luiz.

Enxergando o potencial do negócio, o gerente de expansão fez planos para adquirir sua própria unidade. A realização veio em janeiro de 2020, em parceria com o sócio João Paulo Borges. Os dois empresários inauguraram sua unidade em Goiânia, no setor Marista.

“Tenho um carinho muito grande por Goiânia e é uma cidade que tem um potencial muito grande para o N1 Chicken”, afirma Luiz.

Os resultados até agora mostram que o faro do empreendedor é apurado. A unidade do N1 em Goiânia vende 2.100 combos mensalmente, recebe cerca de 70 pedidos todos os dias e fatura R$ 80 mil ao mês.

Mesmo com a pandemia, as unidades do N1 Chicken conseguiram manter bons resultados e, inclusive, registraram crescimento. Especialista em delivery, a rede continuou operando e entregando os pedidos aos clientes com toda a segurança.

Para abrir uma franquia, o investimento é de R$ 99 mil. O prazo de retorno parte de nove meses, e o faturamento médio mensal é de R$ 70 mil. A franqueadora oferece suporte completo, consultoria, sistema de gestão e inovação constante.

1

N1 Chicken

N1 Chicken
Investimento: R$ 169.000
Faturamento: R$ 150.000
Prazo de Retorno: 9 até 16 meses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui