É interessante comprar uma unidade de repasse?

0
1644
repasse de franquias
repasse de franquias

Quando um franqueado operante, ou seja, com sua unidade em pleno funcionamento, resolve vender a sua franquia, essa venda é chamada de “repasse”. Trata-se de um franqueado repassando a sua operação a outro franqueado.

Mas existem algumas regras bem importantes que você precisa saber para que este repasse seja uma oportunidade interessante.

Primeiramente, é importante saber o motivo do repasse, o porquê do franqueado estar deixando a rede. Esses motivos podem ser os mais diversos, e a questão principal é ter a certeza de que o franqueado não está escondendo o jogo – o que significaria que o negócio é ruim, e que ele quer apenas “se livrar” de um mau investimento.

Se o motivo da venda não estiver ligado a um problema no modelo de negócio ou na franqueadora, essa pode ser uma interessante oportunidade de investimento, porque você (teoricamente, porque muitos fatores dependem da administração do franqueado que está vendendo) poderá adquirir uma operação já montada, funcionando, com equipe treinada, e carteira de clientes.

Estando claro que a venda não está ligada a um problema real do negócio, e sim a uma decisão pessoal do operador, é importante que você saiba quanto tempo de contrato ainda resta para ele, e qual a política da franqueadora em relação a isso.

Algumas franqueadoras iniciam um novo contrato (em média de cinco anos), e outras entendem que nesses casos o novo operador segue o tempo de contrato já existente. Isso significa que se o franqueado tem um contrato de cinco anos e já se passaram dois, ao repassar a unidade o novo franqueado teria um contrato de apenas três anos. E para continuar, um novo contrato seria feito (com pagamento de nova taxa de franquia).

Entendida questão documental existente, você deverá avaliar também, com muito cuidado:

  • Demonstrativos de Resultados dos últimos anos;
  • Estado físico das instalações e equipamentos, bem como seu valor de mercado com a depreciação.

Após avaliar estes itens, que são informações que você terá diretamente com o franqueado, você deverá ter os mesmos cuidados que teria se estivesse comprando uma franquia que seria nova, uma operação do zero. Aqui nesta coluna você encontra vários artigos com dicas do que deve e não deve fazer ao comprar uma franquia.

É importante lembrar que o repasse só pode acontecer com plena anuência da franqueadora, o que na grande maioria dos casos significará que você vai passar pelo mesmo processo seletivo que qualquer outro candidato, com a diferença que, sendo aprovado, você vai pagar os valores diretamente ao franqueado de acordo com a negociação que fizeram.

Mas se a franqueadora entender que você não tem o perfil para se tornar um franqueado, mesmo que o franqueado atual queira vender a franquia para você, a negociação não poderá se realizar.

Em muitos casos, o repasse é uma oportunidade de negócio bem interessante. Lembre-se sempre de ter um advogado de confiança para auxiliar esta negociação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui