Mary Help começa a operar em cidades de 30 a 70 mil habitantes

0
990
franquia mary help
franquia mary help

Existem boas opções para quem busca franquias para cidades pequenas. E a Mary Help, rede de agenciamento de diaristas para trabalho residencial e empresarial, entrou neste grupo.

A franqueadora vai começar a operar em cidades que têm entre 30 e 70 mil habitantes, com um modelo de franquia barata, a partir de R$ 32 mil. A primeira unidade neste formato foi inaugurada em Jaguariúna, São Paulo.

Essa ideia surgiu a partir da necessidade das cidades menores, que, em muitos casos, ainda carecem de certos serviços e produtos. A Mary Help enxergou nesses locais um grande potencial econômico, e, portanto, decidiu adaptar um modelo de negócios para conquistar mais franqueados nessas localidades.

Além deste território com altas possibilidades econômicas a serem exploradas, o modelo de franquia da Mary Help é muito atrativo para novos investidores, pois eles podem atuar em franquias home based.

“O valor inicial de investimento na Mary Help é mais baixo em cidades menores, pois há menos custos na montagem do escritório. O franqueado pode optar por trabalhar para sempre em home based ou caso ele futuramente opte por abrir uma unidade física, ele também pode”, explica José Roberto Campanelli, fundador e diretor da Mary Help.

A Mary Help caminha ao lado do crescimento de seu setor

Durante o último ano, a grande parte dos setores enfrentou uma crise por conta dos impactos do coronavírus, mas um dos segmentos que conseguiu se destacar durante este mesmo período foi o de limpeza e manutenção.

Isso porque, como uma das maneiras de combate à disseminação do vírus é através da higienização, muitas pessoas passaram a consumir mais produtos e serviços de limpeza.

“A pandemia só veio reforçar a necessidade da população de contratar empresas que terceirizam serviços de diaristas através da intermediação entre cliente e profissional, seja pela facilidade, confiança ou mesmo por questões financeiras. Os trabalhadores domésticos, por sua vez, com dificuldades para conseguir trabalho, também encontraram nessas empresas uma saída em meio à crise”, explica Campanelli.

Visto essa alta demanda, a Mary Help buscou estratégias que atendessem ainda mais a necessidade dos seus clientes, em abril do ano passado, por exemplo, a rede lançou a sanitização de ambientes.

Com a implementação deste serviço, a rede conseguiu recuperar sua receita em 110% com relação ao período de pré-pandemia, encerrando o ano com um faturamento de R$ 50 milhões.

Já em 2021, as novas estratégias da marca ficam por conta dos serviços de limpeza e higienização de estofados, impermeabilização de estofados e tecidos, e lavagem de tapetes. Além do novo modelo planejado para cidades pequenas.

Mary Help

Mary Help
Investimento: R$ 35.000
Faturamento: R$ 200.000
Prazo de Retorno: 12 até 14 meses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui