Pizzarias no Brasil: alguém duvida que o brasileiro gosta mesmo de pizza?

0
73

O mercado de pizzarias no Brasil é um dos mais vibrantes e crescentes do setor de alimentação. De acordo com a Associação de Pizzarias Unidas do Brasil (Apubra), o país produz mais de 3,8 milhões de pizzas diariamente, sendo o segundo maior consumidor mundial de pizzas, atrás apenas dos Estados Unidos. Não é à toa que aquele ditado faz jus a realidade: tudo acaba em pizza!

Expansão e crescimento do setor

Conforme dados da Apubra, o mercado de pizzarias no Brasil registrou um crescimento de 11,55% em 2023 em comparação ao ano anterior. Esse crescimento foi impulsionado pela abertura de mais de 3.500 novas pizzarias ao redor do país. Atualmente, existem cerca de 90 mil estabelecimentos ativos dedicados à produção e venda de pizzas. As regiões Sudeste e Sul são as que mais concentram pizzarias, com 52% e 20% das operações, respectivamente.

São Paulo, com o título de capital da pizza, consome aproximadamente 870 mil pizzas por dia e abriga 13% de todas as pizzarias do Brasil. O estado também é responsável por 34,04% das operações no país, seguido por Minas Gerais (8,38%) e Rio de Janeiro (8,23%).

E mesmo que o mercado possa parecer saturado, há sempre demanda e procura. Os brasileiros, apesar de terem suas pizzarias preferidas, são conhecidos por gostarem de experimentar novos locais. A pizza, em particular, é uma das refeições mais consumidas via delivery. De acordo com dados da Kantar, o número de pessoas que pedem comida pelo menos uma vez por semana aumentou de 28% em 2020 para 32% em 2022.

Franquias de pizzarias: um modelo de sucesso

O modelo de franquias tem sido um dos principais pilares no crescimento do mercado de pizzarias. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento de alimentação food service, que inclui pizzarias, cresceu 17,9% em faturamento em 2023, alcançando quase R$ 47 bilhões. As franquias oferecem um modelo de negócios testado e suporte contínuo, atraindo novos empreendedores e expandindo a presença das marcas.

Vale ressaltar que as franquias de pizzarias no Brasil não apenas facilitam a padronização e qualidade do produto, assim como proporcionam vantagens competitivas, como poder de compra em escala e estratégias de marketing eficientes. Isso torna o mercado de franquias uma opção atraente para quem deseja entrar no setor de pizzarias, por exemplo.

Distribuição geográfica e expansão nas capitais

A distribuição das pizzarias no Brasil revela um cenário interessante, com 11.694 unidades concentradas nas capitais. São Paulo lidera com o maior número de estabelecimentos, seguido por Rio de Janeiro (10,45%), Brasília (6,64%), Curitiba (5,81%) e Fortaleza (4,68%).

As regiões Norte e Nordeste têm mostrado um crescimento notável, com estados como Rondônia, Maranhão, e Pernambuco apresentando as maiores taxas de aumento no número de pizzarias. Esse crescimento reflete a diversificação e expansão do mercado de pizzas para além dos grandes centros urbanos tradicionais.

Com a ausência das MEIs, as microempresas dominam o cenário das pizzarias, mas a migração de MEIs para outros portes de empresa foi significativa. Em 2022, 5.308 pizzarias MEIs migraram para microempresas ou empresas de pequeno porte, mas 3.549 dessas estão inativas, indicando desafios na sustentabilidade desses negócios.

O fortalecimento do pequeno empreendedor é fundamental para o crescimento sustentável do setor. Planos de negócios estruturados e apoio contínuo podem reduzir a mortalidade prematura dos negócios e promover um ambiente empresarial mais robusto. E, claro, se quer apostar num modelo de sucesso, as franquias continuam sendo a melhor opção.

Este artigo foi enviado por Guto Covizzi, Diretor de expansão da Covizzi Franchisingpara uso do Guia Franquias de Sucesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui