Quem ama cachorro, gato e outros animais de estimação encontra no pet shop uma maneira de trabalhar – e ganhar bem – com o que realmente gosta. Montar um pet shop se mostra, cada vez mais, um investimento rentável, sobretudo por conta da alta demanda.

Para se ter ideia, o IBGE calcula que a população de animais de estimação no Brasil chega a 132,4 milhões. Ao todo, são 52,2 milhões de cachorros, 38 milhões de aves, 22,1 milhões de gatos e 18 milhões de peixes.

➥ Busca franquias no setor pet? Confira nosso guia de franquias de pet shop (com valores de investimento)

Ter animais de estimação exige atenção praticamente o tempo todo. Afinal de contas, eles dependem dos donos para se alimentar. Os cachorros são ainda mais dependentes, uma que vez precisam de cuidados quase que diários com banho, tosa e passeio. Não é por menos que são considerados o melhor amigo do homem.

No entanto, muitos donos não têm tempo nem habilidade para dar a devida atenção ao seu pet. Para completar, com apartamentos cada vez mais compactos, nem há mais espaço para dar banho e tosar o próprio animal. Diante desse cenário, os donos confiam esses cuidados aos pet shops.

Nesse sentido, o aumento da população de animais de estimação reflete diretamente no faturamento do setor. De acordo com o último levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o mercado de pet shop movimentou 18,9 bilhões de reais em 2016, um avanço de 4,9% em relação ao ano anterior.

Esse número coloca o mercado brasileiro de pet shop como o terceiro maior do mundo, com 5,14% de participação. À sua frente, encontram-se apenas o dos Estados Unidos (42,2%) e o do Reino Unido (5,8%).

Quer mais? Pois a Abinpet ainda afirma que apenas 10% dos pet shops fecham as portas antes de completarem dois anos.

Provavelmente, você já está convencido de que montar um pet shop pode ser um ótimo negócio. Então, continue acompanhando esse texto.

Como montar um pet shop passo a passo

Não basta gostar de cuidar de animais de estimação. O sucesso de um pet shop depende da sua capacidade de liderança e de organização de processos e do seu conhecimento de finanças. Para ajudá-lo nessa empreitada, listamos alguns passos indispensáveis:

Elaboração do plano de negócios

O plano de negócios é o pontapé inicial para a abertura de qualquer empresa. A história não é diferente, quando você for montar seu pet shop. No planejamento, você deve elencar quais são os seus objetivos, o público-alvo, os concorrentes e os diferenciais do seu negócio.

Com todas as suas ideias no papel, essa ferramenta permite que você se organize e saiba como agir em determinadas situações e não fique “dando tiro no escuro”. Trata-se de uma forma para começar o negócio com mais segurança.

Escolha do ponto comercial

Outra etapa decisiva para o sucesso de seu novo empreendimento está na escolha do ponto comercial. Como os donos de animais de estimação não costumam fazer grandes deslocamentos para dar banho e tosa, por exemplo, recomenda-se abrir seu pet shop em áreas residenciais.

Aqui, é importante se preocupar com a visibilidade da sua loja. Procure utilizar um layout voltado aos animais de estimação na fachada do imóvel. Vale, inclusive, expor parcialmente o banho e tosa. Assim, você consegue impactar os donos que estão passeando com seus pets. Quem sabe eles não param lá só para comprar um mimo para o bichinho?

Durante o processo de escolha do ponto ideal, não deixe de analisar os moradores da região. Caso você deseje oferecer um serviço mais premium, é importante se localizar em bairros nobres, por exemplo.

A título de curiosidade, a Associação dos Revendedores de Produtos, Prestadores de Serviço e Defesa Destinados ao Uso Animal (Assofauna) calcula que 63% das famílias das classes A e B possuem animais de estimação. Esse número sobe para 64% quando analisamos as famílias da classe C.

Quais serviços e produtos oferecer?

Ainda de acordo com a Associação, o gasto médio com cada animal de estimação é de quase 400 reais por mês. Nessa conta, entram os cuidados de higiene com banho e tosa, compras de alimentos, caminhas e brinquedos e serviços de adestramento e veterinária.

Dependendo do tamanho do imóvel e da sua equipe de funcionários, você pode comercializar todos esses serviços e produtos no seu pet shop. Para escolher o que oferecer em seu pet shop, vale a pena observar a demanda por cada produto ou serviço.

Por exemplo, a venda de alimentos para animais (Pet Food) é responsável por 67,3% do faturamento do mercado de pet shops. Na sequência, aparecem serviços, como banho e tosa (16,8%), venda de acessórios e produtos de beleza (8,1%) e venda de produtos veterinários (7,8%).

Além de oferecer uma gama de produtos e serviços, você pode (e deve) focar na qualidade de seu atendimento para atrair mais clientes. Por que não levar o cachorro de volta para a casa depois do banho? É menos um esforço para o dono. Com todo esse cuidado especial, não apenas os donos vão querer voltar até o seu pet shop, mas os bichinhos também vão se sentir seguros e confortáveis nele.

E, claro, não deixe de monitorar a concorrência e fazer uma pesquisa de satisfação com os seus clientes. Por fim, fique sempre atento às novidades do mercado.

Atenção à legislação

Todo seu planejamento pode ir por água abaixo, se você ignorar as questões legais. Quando procurar um local para montar um pet shop, portanto, fique atento à lei de zoneamento municipal. Ela determina quais atividades comerciais podem ser realizadas em cada imóvel. Inclusive, pode haver diferenças entre dois quarteirões vizinhos.

As regras de vigilância sanitária são mais um ponto que merece atenção. Nesse sentido, procure manter o ambiente sempre limpo e verificar a validade das rações comercializadas. Afinal de contas, é o bem estar do pet que está em jogo.

Falando em saúde e bem-estar, a Resolução n° 1069, do Conselho Federal de Medicina Veterinária, é muito exigente quanto à exposição de animais à venda em vitrines e gaiolas.

As novas regras não permitem contato físico com o público antes de concretizar a venda e exigem que os espaços e instalações sejam adequados para que os bichinhos possam se movimentar sem problemas.

Como montar um pet shop investindo em franquias

Muitos detalhes para prestar atenção, né? O processo de montar um pet shop pode ser simplificado, se você optar por investir em uma franquia. Isso porque, de modo geral, as redes oferecem ao franqueado todo o suporte necessário antes e depois da inauguração da unidade.

Em primeiro lugar, a marca faz um estudo para justificar a escolha do ponto comercial. Para tanto, leva-se em consideração o fluxo de pessoas e sua renda, a concorrência vizinha, a estrutura do imóvel e outras questões legais.

Ao mesmo tempo, o franqueado recebe todo o know how da marca por meio do treinamento de franquia. Para que o atendimento seja padronizado em todas as unidades, os treinamentos também são estendidos aos funcionários.

Como você trabalha em rede, os custos de capacitação profissional, assim como o de marketing, são divididos. Mais uma vantagem de montar um pet shop investindo em franquias. Em suma, você consegue reproduzir um modelo que já está consolidado no mercado, o que aumenta suas chances de sucesso.

As franquias de pet shop estão classificadas como Serviços e Outros Negócios. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), esse segmento aumentou em 9,2% seu faturamento no ano passado, registrando um total de 22,921 bilhões de reais.

Ficou interessado? Então, selecionamos algumas opções de franquias de pet shop para você investir. Confira:

1VitalPet

A VitalPet é uma rede especializada em planos de saúde para animais de estimação. Os planos cobrem serviços médico-veterinários como vacinas, consultas, exames laboratoriais, cirurgias, entre outros procedimentos – tudo com foco em prevenção e tratamento para pets. São três modelos de negócio disponíveis: home office, escritório e loja.

Investimento total: R$  25 mil a R$ 50 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil a R$ 35 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
Prazo de retorno: 12 a 18 meses

2Pet Bonosso

A Pet Bonosso é uma rede especializada na comercialização de petiscos para animais de estimação. A franqueadora oferece modelos de franquias em lojas ou quiosques, visando locais de grande fluxo de pessoas como shoppings centers, hipermercados e malls.

Investimento total: R$ 29,5 mil a R$ 100 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: Já incluso no preço de compra de produtos
Faturamento médio mensal: não informado
Prazo de retorno: 6 a 18 meses

3Petland

A Petland é uma empresa com presença internacional, com unidades em 11 países. As lojas oferecem serviços de banho e tosa, day-care, hotel, plano de saúde, além de venda de rações, acessórios e filhotes. A franquia promete uma margem líquida de 17%.

Investimento total: R$ 335 mil a R$ 1,2 milhão
Taxa de franquia: R$ 37,8 mil a R$ 56,7 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio mensal: não informado
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

4Animal Place

A Animal Place oferece serviços de medicina veterinária, vacinação, banho e tosa, estética e comercializa acessórios, rações, petiscos, brinquedos e outros itens.

Investimento total: R$ 180 mil a R$ 210 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

5100% Pet

A 100% Pet conta com clínica de atendimento, serviços de banho e tosa e venda de alimentos, acessórios e outros produtos para cães, gatos, peixes e pássaros. O plano de expansão da franquia tem foco principal em cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes.

Investimento total: a partir de R$ 290 mil
Taxa de franquia: a partir de R$ 36 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio mensal: R$ 150 mil a R$ 350 mil
Prazo de retorno: de 36 a 48 meses

6Petshop móvel

Serviço de atendimento em domicílio, a Petshop móvel facilita a vida do consumidor levando até ele e ao seu animal, serviços como banho e tosa e venda de rações, brinquedos e acessórios. Tudo é realizado dentro da van da marca que é equipada com as principais ferramentas para cuidar do pet.

Investimento inicial: R$ 126,9 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil
Royalties: R$ 500
Faturamento médio: R$ 12,9 mil
Prazo de retorno: entre 12 e 18 meses

DEIXE UMA RESPOSTA