Você sabia que um dos principais pesadelos que todo criador de gado tem é o chamado “Efeito Manada”? Trata-se de um comportamento que um dos animais do rebanho faz e todos os outros vão atrás. Existem vários casos que mostram um dos animais se jogando de um penhasco e todo o rebanho vindo atrás imitá-lo. Isso pode acabar gerando perdas gigantescas.

Mas, o que é que isso tem relacionado às franquias? Antes de mais nada, vale lembrar que os seres humanos também são seres do chamado Reino Animal, e, por isso, muitos comportamentos acabam sendo similares. E foi justamente o efeito manada que a psicologia foi estudar.

Psicologia Econômica

A Psicologia Econômica é uma disciplina que faz fronteira com a Economia Comportamental e com a Neuroeconomia. Ela nasceu da necessidade de se acrescentar um viés mais abrangente à economia, levando em consideração não apenas o lado racional, mas também o lado emocional, que é um grande responsável no processo de tomada de decisões. O efeito manada foi um dos comportamentos que chamou a atenção dos estudos dessa área.

O Comportamento de manada, batizada em função do exemplo que foi dado no começo do texto, é o comportamento de grupos de indivíduos que agem em conjunto sem nenhum planejamento. Ele é muito movido pelo medo do indivíduo não ser aceito pelo grupo, e por isso, acaba seguindo o resto.

No âmbito financeiro, a manada proporciona proteção psicológica. A ideia é que, uma vez que todos têm a mesma decisão, a perda em conjunto “dói menos” do que a perda individual. Porém, como no exemplo do animais, podemos estar tomando uma decisão totalmente “suicida” ao estar seguindo a inércia.

Franquias

Conforme já trouxe em outros artigos, franquias trata-se de uma forma de investimento, na qual o indivíduo está aplicando certo valor, e, dedicando seu tempo e conhecimento, em algo que espere que não só se pague, como também traga lucros. Porém, como sabemos, não há uma “fórmula mágica” que mostre qual a franquia certa e onde investi-la. Trata-se de um investimento de alto risco, que assim como pode proporcionar grandes ganhos, também pode levar ao prejuízo.

E, para minimizar esse efeito, muita gente acaba, inconscientemente e emocionalmente, ligando o botão do efeito manada para franquias. Seguir o que todos os outros estão abrindo, ou o que sai como algo de sucesso acaba parecendo um passo facilitador e menos arriscado, porém, muitas vezes acaba sendo equivocado.

Um dos exemplos que ficou mais claro de efeito manada no setor de franquias foi o das franquias de paletas mexicanas. Mesmo com os casos anteriores de uma moda passageira, que foi a do frozen iogurte e dos cupcakes, os picolés artesanais viraram moda em 2013. Por conta disso, o número de franquias ia crescendo exponencialmente a cada ano, sendo que em 2015 chegou a 278 unidades de 29 franqueadoras no Brasil.

Porém, de acordo com a consultoria Rizzo Franchise, seis em cada dez lojas acabaram fechando, sendo que das sobreviventes, a maioria teve que se readequar aos produtos oferecidos.

Sempre que for decidir sobre em qual franquia investir, faça exercícios para deixar o lado emocional de lado. Veja estudos de tendências, que mostrem os segmentos, produtos e serviços que mais devem crescer, veja também como a região que você pretende abrir a unidade está em relação a concorrentes diretos e indiretos e faça um bom planejamento para não “pular do penhasco” seguindo uma moda passageira.

DEIXE UMA RESPOSTA