Entre as redes de óticas, a franquia Óticas Carol se destaca pela presença no mercado e atuação em todo o país.

Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), a Óticas Carol é uma das 50 maiores redes de franquias do Brasil. A marca ocupa a 18ª posição do ranking, com 940 unidades ativas.

➥ Busca franquias de óculos? Confira nosso guia de franquias de óticas (com valores de investimento)

Criada em 1997 na cidade de Sorocaba, no estado de São Paulo, a Óticas Carol começou sua história com duas lojas. O nome Carol foi escolhido com o objetivo de criar uma marca que se popularizasse e fosse facilmente lembrada pelos consumidores.

Três anos depois, em 2000, a empresa adotou o modelo de franchising e deu início à expansão, principalmente pelo interior de São Paulo. Em 2006, a rede já contava com 60 unidades e, nos anos seguintes, a marca chegou a todas as regiões do Brasil.

A expansão da rede faz parte de um cenário positivo no segmento óptico. De acordo com a ABF, o segmento de Saúde, Beleza e Bem-estar, que inclui as franquias de óticas, apresentou um crescimento de 17% em faturamento no primeiro trimestre de 2017.

A expectativa é que esse mercado continue crescendo. Segundo uma pesquisa publicada pelo Opthalmology Journal, 49,8% da população mundial vai precisar usar óculos até o ano de 2050. Hoje, mais de 35 milhões de brasileiros têm algum tipo de problema de visão, conforme dados do IBGE.

Além disso, os óculos já se tornaram objetos de desejo como acessório de moda, conquistando uma demanda que ultrapassa a da necessidade.

O resultado é um mercado aquecido: segundo a Associação Brasileira da Indústria Óptica (Abióptica), a indústria óptica movimenta mais de 20 bilhões de reais ao ano.

Se você tem interesse em investir em uma franquia Óticas Carol, vai encontrar nesta matéria informações sobre quanto custa e como abrir uma unidade da rede (se quiser pegar um atalho, clique nos links a seguir para ir direto ao assunto que te interessa).

Quanto custa uma franquia Óticas Carol

franquia óticas carol

O investimento em uma franquia Óticas Carol parte de 450 mil reais.

A primeira compra de mercadorias deve sair na faixa de 65 mil reais a 90 mil reais. Já a recomendação a empresa para o capital de giro é de quatro a seis meses do faturamento médio esperado.

Para quem deseja investir, mas não dispõe de todo o capital inicial, a franqueadora oferece alternativas. Segundo Maurício Ferrante, diretor de operações da Óticas Carol, o pagamento da taxa de franquia, que é de até 50 mil reais, pode ser parcelado.

“Além disso, existe o financiamento com bancos parceiros, proporcionando uma condição negociada pela franqueadora”, completa Ferrante.

Quanto a despesas recorrentes, o custo operacional varia conforme o tamanho da loja e o número de funcionários. Tanto a taxa de propaganda quanto a taxa de royalties são de 4% sobre o faturamento bruto.

Qual o valor de uma franquia Óticas Carol?

Com franquias apenas no formato loja, o valor de investimento inicial varia, principalmente, de acordo com o local de instalação da unidade.

Quanto maior o ponto comercial, maior o investimento: a média é um custo de 800 reais a 1,2 mil reais por metro quadrado. Para lojas de shopping, esse valor é 50% maior. A área mínima da unidade deve ser de 45 metros quadrados.

Investimento total: a partir de R$ 450 mil
Taxa de franquia: até R$ 50 mil
Royalties: 4% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 70 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Qual o faturamento de uma franquia Óticas Carol?

O faturamento médio mensal de uma loja Óticas Carol é de 70 mil reais.

Qual o lucro de uma franquia Óticas Carol?

A lucratividade média de uma unidade da franquia fica entre 12% e 18% mensais. O retorno de investimento deve acontecer entre 24 a 36 meses.

Compare os números de Óticas Carol com outras franquias de óticas

Confira a seguir os dados de investimento de outras franquias no segmento de óticas e compare com os números da Óticas Carol. Os dados são divulgados pela ABF e foram coletados em 07/06/2017.

Instituto dos Óculos

Investimento total: R$ 150 mil a R$ 350 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil a R$ 50 mil
Royalties: 4,8% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 120 mil
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

Óticas Diniz

Investimento total: R$ 270 mil a R$ 420 mil
Taxa de franquia: a partir de R$ 50 mil
Royalties: R$ 2,5 mil (fixo)
Faturamento médio: R$ 80 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Óticas São José

Investimento total: R$ 180 mil a R$ 250 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 5% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 65 mil
Prazo de retorno: 18 a 28 meses

Óticas Mercadótica

Investimento total: R$ 150 mil a R$ 215 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Royalties: 7% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 50 mil
Prazo de retorno: 18 a 30 meses

GrandVision by Fotótica

Investimento total: R$ 250 mil a R$ 380 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 5% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 110 mil
Prazo de retorno: 24 a 48 meses

Polyótica

Investimento total: R$ 230 mil a R$ 320 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Royalties: 5% sobre as vendas
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Como abrir uma franquia Óticas Carol

franquia Óticas Carol

Os interessados em se tornar um franqueado Óticas Carol passam pela avaliação da franqueadora, em um processo que pode ser iniciado de duas maneiras distintas.

“Para se tornar um franqueado existem dois caminhos: cadastro no site ou prospecção pela área de expansão”, conta Ferrante. Em ambos os casos, o candidato passa por um detalhado processo de seleção que é finalizado com uma reserva de franquia.

A partir disso, a franqueadora acompanha todas as etapas do processo de abertura: desde a efetivação da reserva até a inauguração da loja.

Conheça os modelos de franquias disponíveis

Há um único modelo de franquia Óticas Carol: a franquia de loja. As lojas da rede devem ter área mínima de 45 metros quadrados e podem ser instaladas em pontos comerciais de rua ou em shopping centers.

Segundo informações da empresa, o número de funcionários para a equipe de atendimento da unidade varia conforme o tamanho, a localização e o fluxo da loja.

A franqueadora também oferece oportunidade de negócio para ópticos que já possuem uma loja. Nesse caso, os investidores podem optar pela mudança de bandeira, padronizando o negócio de acordo com os moldes e processos da marca.

“Para garantir a uniformidade da rede, a padronização é obrigatória, assim como trabalhar com produtos e fornecedores homologados, além de garantir a implantação de processos operacionais específicos da rede”, destaca Ferrante.

Saiba se você tem o perfil ideal

O candidato a franqueado da Óticas Carol deve oferecer dedicação integral ao negócio – seja pessoalmente ou através de um operador de confiança.

Outro ponto importante, é que a empresa tem preferência por candidatos que queiram crescer dentro da rede, expandindo a curto prazo. “Geralmente um novo candidato entra para o grupo com, pelo menos, um projeto para três lojas em até dois anos”, conta Ferrante.

Além disso, apesar de não exigir experiência no ramo óptico, a identificação com o segmento é desejada.

“Embora a Carol seja uma ótica, entendemos nosso negócio como varejo e buscamos operadores que se identifiquem com essa cultura”, pontua o diretor de operações.

Como saber se sua região comporta uma unidade

Segundo informações da empresa, a rede tem interesse em expandir para todo o Brasil e não há limitações quanto ao número de habitantes do município para instalação da franquia.

Entretanto, algumas cidades se destacam pelo potencial de expansão. Assim, estão no foco da franqueadora as cidades de Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Blumenau (SC), Manaus (AM), Fortaleza (CE) e Recife (PE).

Maurício Ferrante aponta que os requisitos da Óticas Carol para instalação de novas unidades são fluxo de pessoas, pólos geradores, outras franquias na região, renda e classe social do público.

“Fazemos um estudo geográfico para entender quantas lojas cabem com um bom faturamento, e então as informações são cruzadas: número de habitantes vs. número de óticas vs. número de outras franquias de varejo”, detalha o profissional.

Os pontos comerciais das novas lojas devem ser aprovados pela franqueadora.

Como é o processo de seleção

É possível dar início ao processo de abertura de uma franquia Óticas Carol por dois meios. O primeiro é preenchendo o formulário de interesse disponível no site da marca.

O formulário pede dados de contato, capital disponível para investimento e localidade para instalação da unidade. Além disso, o candidato deve informar seu atual ramo de atuação, se já possui lojas no segmento óptico e se já é franqueado de alguma outra rede.

O segundo caminho é pela prospecção da área de expansão da franqueadora, que cuida especialmente de expansão interna e conversão de bandeiras regionais. Nesse sistema, o candidato passa por uma reunião ou entrevista com o gerente responsável pela região.

No processo de seleção o candidato é avaliado conforme potencial de investimento, área de interesse e compatibilidade de perfil, de acordo com as necessidades e expectativas da marca e do investidor. Após esse processo, o candidato passa por uma análise de documentação na qual são verificados os documentos de pessoa física e jurídica.

Com todas as avaliações feitas e de acordo com os padrões da rede, o candidato é aprovado e uma reserva de franquia é realizada. A partir disso inicia-se o processo de abertura, com acompanhamento ativo da franqueadora até a inauguração da loja.

Franquia Óticas Carol: vale a pena?

franquia óticas carol

A Óticas Carol é uma das maiores redes de óticas do país. A marca tem 17 anos de experiência no mercado de franquias e já conta com mais de 900 unidades espalhadas por todo o Brasil.

O mix de produtos das lojas da rede inclui óculos escuros de armações de óculos de grau de marcas consolidadas no segmento. Entre elas estão Vogue, Ray-Ban, Carrera, Prada, Burberry, Lacoste e Oakley. O mix inclui ainda diversas opções de lentes de contato.

A empresa também conta com seu próprio laboratório digital para atendimento dos franqueados. O Laboratório Digital Carol tem capacidade de produção de 2 mil pares de lentes por dia, conta com tratamento antirreflexo próprio e é homologado por alguns dos maiores fornecedores de lentes do mundo, como a Essilor e a Zeiss.

Quem deseja investir no negócio deve estar preparado para atuar como varejista. Isso significa zelar pelo bom atendimento e saber lidar com o público. Em lojas de shopping, o franqueado deve estar ciente dos horários de operação.

“É preciso que o empreendedor esteja presente na operação, vivenciando o negócio por meio da equipe e de seus clientes. O franqueado deve fazer a diferença, levar uma proposta de acesso, oportunidade e uma relação ganha-ganha para o consumidor”, assinala Ferrante.

Além disso, o investimento pode ser alto. Portanto, é preciso colocar tudo no papel e se certificar de quais são suas possibilidades e se a franquia é, de fato, um bom negócio.

As vantagens da franquia Óticas Carol

Por conta da presença difundida, a Óticas Carol já é uma marca reconhecida nacionalmente. Aliam-se a isso produtos de marcas fortes nacionais e importadas e condições facilitadas de pagamento que atraem a atenção do consumidor.

Segundo informações da rede, outra vantagem é ter uma boa estrutura de publicidade e marketing nacional – tanto em plataformas tradicionais, como emissoras de televisão aberta, quanto em plataforma digital.

“As negociações com fornecedores já estabelecidas e o suporte operacional de duas a três vezes por ano também são vantagens da franquia”, completa Ferrante.

Como é o suporte da franqueadora

De acordo com a empresa, a franqueadora oferece um suporte completo a seus franqueados. A estrutura conta com suporte de marketing, apoio comercial e operacional, suporte em tecnologia da informação e apoio em recrutamento e seleção de funcionários.

A rede também promove uma convenção anual para reunir os franqueados e compartilhar informações e experiências, além de um evento inicial para novos franqueados, o “Bem Vindos”.

“Nesse evento inicial, os novos franqueados têm acesso às informações mais internas e estratégicas da empresa e podem conhecer melhor sua estrutura e responsabilidades”, conta Ferrante.

Além disso, a empresa oferece suporte inaugural para implantação in loco ou remota da nova unidade, suporte de operações in loco e reuniões regionais nas quais a diretoria visita lojas em todo o Brasil.

Os desafios de ser um franqueado Óticas Carol

Por se tratar essencialmente de uma loja de varejo, um dos principais desafios de um franqueado Óticas Carol é garantir um bom atendimento. Isso significa que a contratação e o treinamento de funcionários merece atenção especial.

“O franqueado precisa atuar em três pilares, que são: operação, vendas e gestão. Dentro destes pilares existe uma série de rotinas e práticas que levam ao andamento da operação. O candidato não precisa ser especialista em todos eles, mas precisa ter pessoas-chave que cuidem de cada área do seu negócio”, aponta o diretor de operações da rede.

Além disso, Maurício Ferrante destaca a importância de que o franqueado se faça presente e participe ativamente da operação do negócio. Assim, é preciso disponibilidade para se dedicar à franquia.

É preciso lembrar ainda dos horários de trabalho, que devem acompanhar a rotina do comércio. Em lojas de shopping isso pode significar atendimento também no período noturno, em finais de semana e em feriados.

O que os outros franqueados dizem

A Óticas Carol é chancelada com o Selo de Excelência em Franchising da ABF, o que revela uma boa relação entre franqueadora e franqueados.

Além disso, a rede conta com diversos franqueados que investiram em mais de uma unidade da rede. É o caso de Ricali Rodrigues, franqueado de Juiz de Fora, que gerencia hoje 11 lojas Óticas Carol.

“Minha família é do ramo há mais de 40 anos. Pensamos: ‘qual seria o passo principal para que o negócio dure mais 40 anos?’. Um dos motivos que nos levaram a optar pela Carol é o diferencial de estar sempre na vanguarda, desde o layout de loja, ao nível das campanhas e ações comerciais”, relata Ricali.

Também com tradição no mercado óptico, Geraldo Teixeira, franqueado de Salvador, optou pela conversão de suas lojas em franquias da marca.

“Estou no mercado ótico baiano há mais de 16 anos, e antes de Carol, éramos praticamente desconhecidos. Hoje com 6 unidades, faço parte de uma rede com mais de 1.000 lojas e posso usufruir de alguns privilégios que eu não teria se eu tivesse continuado caminhando sozinho”, opina Geraldo.

Para Cleber Correa da Silva, franqueado de Belo Horizonte, o investimento na Óticas Carol contribuiu para a construção de um negócio em crescimento constante.

“Graças ao excelente trabalho da franqueadora, a rede se expande, bem como os faturamentos das unidades. Com alegria poderei trabalhar com minha família um crescimento sustentável”, conta Cleber, que conta hoje com seis lojas da rede.

Na página da empresa no Reclame Aqui, é possível perceber que a maior parte das reclamações dos consumidores é direcionada a problemas com atendimento nas lojas, o que reforça a necessidade de atenção com a equipe de atendimento.

O que perguntar a outros franqueados da marca

Conversar com franqueados da marca é fundamental para entender como funciona o negócio na prática e verificar se o investimento é a melhor escolha para você. Ferrante sugere que os interessados na Óticas Carol perguntem a outros investidores da rede:

  • Como é sua relação com a franqueadora?
  • Que diferenciais a Óticas Carol tem como uma loja no ramo óptico?
  • Como a marca é vista pelo consumidor?
  • Quais são os pontos-chave para o sucesso da operação da loja?

No site da marca é possível encontrar o endereço, o telefone e os horários de atendimento de todas as lojas Óticas Carol. Além disso, a listagem completa de franqueados deve aparecer na Circular de Oferta da Franquia (COF).

DEIXE UMA RESPOSTA