Coronavírus: 5 dicas para o franqueado lidar com a crise

0
1504
coronavirus dicas para franqueados na crise
coronavirus dicas para franqueados na crise

A pandemia de Covid-19 trouxe preocupações e incertezas, gerando uma crise sem precedentes. Para quem tem um negócio, o momento é de reflexão – e isso inclui franqueados de todos os segmentos do franchising.

Os impactos na saúde pública e o isolamento social transformaram planos e hábitos no mundo inteiro. O cenário pede empatia, e os negócios devem buscar alternativas para sobreviver se adaptando e priorizando as medidas de segurança para funcionários e clientes.

Quem é franqueado tem algumas vantagens nesse desafio. Afinal, ainda que a situação seja complicada, é possível contar com o suporte da franqueadora e pensar em conjunto com uma rede para chegar a estratégias que ajudem a driblar a crise.

Se você tem uma franquia, é provável que sua franqueadora já tenha colocado em prática ações para se adaptar na pandemia. Mas, para lidar com a crise, vale adotar algumas ações.

Fique em contato com a franqueadora

Ter um ponto de apoio na franqueadora é uma das grandes vantagens de fazer parte de uma rede de franquias. Agora, manter um contato próximo com o franqueador é ainda mais importante.

Procure manter uma linha aberta de comunicação, atualizando a rede sobre a situação da sua unidade e buscando orientações atualizadas para colocar em prática no negócio. Mantenha-se informado também sobre ações e campanhas que estão acontecendo.

“O franqueado tem que solicitar que a franqueadora ajude e ensine a agir em uma situação como essa. Lembrando que essa situação é nova pra todo mundo, tanto para os franqueados quanto para os próprios franqueadores. Então, também não dá para esperar que o franqueador tire da cartola uma solução mágica, que ele não tem nem para as próprias operações”, aponta Camila Pacheco, consultora da Blue Numbers.

Entenda a realidade da sua rede

Muitas franqueadoras já anunciaram estratégias para apoiar seus franqueados neste momento de crise. Entre as ações mais comuns estão a isenção, parcelamento ou prorrogação de prazo de taxas de royalties e fundo de propaganda, além do desenvolvimento de novos canais de venda e atendimento aos clientes.

Embora seja interessante acompanhar o que outras franquias estão fazendo, é ainda mais importante saber avaliar a realidade da sua rede para entender o que de fato pode funcionar para a marca. E, ao fazer isso, o franqueado deve pensar na rede como um todo, e não limitar-se apenas à própria unidade.

Para Camila Pacheco, exigir da franqueadora ações como a flexibilização de taxas não é uma boa saída. Por mais atrativo que seja receber esse suporte financeiro, é preciso levar em conta que algumas redes – especialmente as menores – não têm como viabilizar a medida.

“Não adianta pensar só em você nesse momento, porque se a franqueadora quebrar, seu negócio quebra junto. Você também tem que pensar no coletivo. Tem, sim, que avaliar o seu momento, mas também tem que pensar no coletivo. Fazer parte de uma rede de franquias é estar no coletivo”, lembra a especialista.

Troque figurinhas com outros franqueados

Outra grande vantagem de estar em uma rede de franquias e poder trocar experiências com pessoas que vivem situações parecidas com a sua. Neste momento, procurar outros franqueados para trocar figurinhas sobre as melhores práticas e ações possíveis pode ser um grande diferencial para a sua unidade.

Se você ainda não tem o hábito de conversar com outros membros da rede, essa é a hora de construir esse contato. Vale procurar por pessoas que atuam em cidades da sua região, com o mesmo modelo de negócio e de localidades que estão adotando medidas de contenção à pandemia semelhantes ao lugar onde você está.

Pergunte sobre o movimento, se ele conseguiu encontrar alternativas para viabilizar a operação, como está se relacionando com os clientes e aproveite para trocar ideias.

Busque informação

Conhecimento é palavra de ordem em qualquer momento delicado. E em meio à crise do coronavírus isso não é diferente.

Buscar informações é fundamental para conseguir adaptar seu negócio, para operar com segurança e para tomar decisões conscientes.

Conseguir negociar com fornecedores, por exemplo, pode fazer toda a diferença neste momento – especialmente para quem está com as portas fechadas e o faturamento zerado. Assim, vale buscar informações sobre o que pode ser feito em relação a aluguel, estoque e outros custos.

Além disso, é importante estar atualizado e acompanhar as notícias diariamente. Informar-se quanto a ações governamentais e de outras instituições com foco em negócios ou no seu mercado também vai ajudar a apoiar suas escolhas em fatos concretos.

Nessa busca por conhecimento, a franqueadora pode ser uma ótima fonte. “A ajuda pode ser de formação, uma ajuda intelectual. Muitas vezes a franqueadora está recebendo informações de associações, se relacionando com outras empresas, recebendo insights e boas práticas. Então, ela pode transmitir isso ao franqueado”, explica Camila.

Mantenha-se conectado com o cliente

As preocupações são muitas e tem muita coisa acontecendo ao mesmo tempo. Mas, ainda assim, não se pode esquecer do que é mais importante para qualquer negócio: o cliente.

Ao planejar qualquer ação promocional ou desenvolver novas formas de atendimento, pergunte-se quais são as necessidades do seu cliente. Uma franquia de alimentação que tem um público mais velho, por exemplo, pode se beneficiar de abrir pedidos para entrega pelo telefone ou Whatsapp, e não focar apenas em aplicativos de delivery.

Disponibilizar canais de atendimento eficientes é outra ação fundamental. Vale divulgar número de telefone, Whatsapp e e-mail para responder dúvidas e resolver eventuais problemas. As mensagens em redes sociais também devem ser monitoradas com atenção, para não deixar clientes sem resposta.

A comunicação deve ser cuidadosa. Diante da pandemia, muitos consumidores esperam que a empresa se posicione. Para uma franquia, é necessário estar alinhado ao posicionamento da rede, mas as unidades também devem se posicionar localmente.

Quer saber mais sobre como manter um bom relacionamento com os clientes? Confira este artigo e veja como fazer isso mesmo em tempos de portas fechadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui