O Boticário, uma das principais franquias dentro do universo do franchising brasileiro, não para de se reinventar. A partir de agora, a rede conta também com um novo formato de loja, a qual expressa sua aposta na evolução do varejo físico, visto que foca nas experiências para o consumidor.

O projeto, inspirado em uma botica como a que deu origem à marca há 40 anos no centro de Curitiba, já conta com modelos em shoppings do Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Fortaleza, chegando em julho a São Paulo.

A proposta da marca é que seu principal canal de vendas também conte para o consumidor as histórias mais emblemáticas do Boticário e revele como funciona o desenvolvimento dos produtos.

“Além de um ponto de vendas e de contato com o consumidor, queremos que nossas lojas revelem a alma do Boticário. Que elas expressem a essência característica da marca – a relação emocional com o consumidor e suas histórias. Para que cada um que passar por ela possa sair muito melhor do que quando entrou”, explica, por meio de comunicado enviado à imprensa, o vice-presidente de franquias do Boticário, André Farber.

Para que entenda como tudo funciona, o novo projeto traz, por meio de conteúdo com interatividade, uma estética visual criada para conduzir o visitante às histórias da marca e é encarado como uma experiência complementar ao que as mais de 3.750 lojas da rede oferecem hoje em dia.

“Planejamos esse espaço para que mais pessoas tenham acesso às nossas histórias. É como se abríssemos um pouco da nossa fábrica, dos bastidores do dia a dia do nosso trabalho para todos que visitarem essa loja”, diz Farber.

Para quem acompanha a evolução da franquia O Boticário, aliás, as diferenças já começam na fachada. A ânfora, ícone da marca, ganha destaque no novo projeto. No interior, há a possibilidade de experimentação de todo o portfólio, e a bancada de maquiagem é ainda maior do que nas demais lojas, convidando as consumidoras a testarem tudo das linhas Make B. e Intense.

Já na perfumaria, a exposição dos produtos prioriza os ingredientes, as matérias-primas e as técnicas de produção de cada uma das fragrâncias. “Trazemos para essa loja algumas das tecnologias mais inovadoras do varejo. Mas elas só estão lá porque nos ajudam a contar histórias. É um espaço onde a tecnologia deve ser sentida, não apenas vista. O Boticário é uma marca feita por pessoas, para pessoas. Essa proximidade, esse contato direto que as lojas nos permitem, continua sendo a grande estrela do nosso atendimento e algo que nos diferencia no varejo”, completa Farber.

É por conta desse pensamento que nesse formato de loja o caixa deixa de ter um local fixo e as consultoras passam a centralizar o contato com a consumidora durante toda a experiência de compra, que é finalizada em um terminal de vendas individual.

O novo modelo de loja ainda traz importantes ganhos em termos de sustentabilidade, uma vez que o mobiliário modular exige menos intervenções com obras civis, reduzindo consideravelmente a produção de resíduos. Além disso, com essas mudanças a redução do consumo energético pode chegar a 20%, em média.

A nova loja será, também, um laboratório para testes de materiais alternativos mais sustentáveis, como tintas e vidros criados a partir de material reciclado. Farber aponta: “as lojas são o nosso principal ponto de contato com o consumidor. Por isso, elas têm um papel fundamental nesse processo, não apenas para a marca, mas para a mobilização da sociedade como um todo”.

Com exclusividade para este modelo, a marca lança também uma ecobag especial, criada a partir de material reciclado, que promete se transformar em objeto de desejo.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF) a franquia O Boticário tem investimento inicial de 85 mil reais, com prazo de retorno do investimento previsto para 36 a 60 meses. A assessoria de imprensa da marca, porém, não divulgou os dados de investimento.

COMPARTILHE
Artigo anterior19 franquias de serviços para empresas
Próximo artigo14 franquias lucrativas para investir até R$ 100 mil
Graduada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduanda em Gestão de Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, sua paixão é escrever e tem curiosidade sobre os mais diversos temas. Já trabalhou em editorias de entretenimento, esportes, saúde, bem-estar, PME e gestão de carreiras.

DEIXE UMA RESPOSTA