O mercado de delivery está com tudo – e o aiqfome tem planos para ganhar ainda mais espaço nesse setor. Até o final do ano, a rede especializada em delivery de comida espera ter operações em 200 cidades brasileiras.

Fundado em 2007, o aiqfome é uma plataforma de delivery que atua com foco em cidades do interior. A proposta da empresa é conquistar cidades pequenas e médias, saindo da tradicional busca pelas grandes metrópoles. Com essa estratégia, o aiqfome já chegou a 20 estados brasileiros e contabiliza hoje mais de 800 mil usuários e 8 mil restaurantes cadastrados.

Já no posto de maior empresa de delivery no interior do Brasil, o aiqfome está em um movimento de franca expansão e deve continuar crescendo nas cidades pequenas e médias.

“No Brasil, há cerca de 1 mil cidades com nosso perfil – nós atuamos em aproximadamente 180 delas. É um mercado importante e com grande potencial de expansão. Cada cidade tem seus aspectos culturais e socioeconômicos, mas o crescimento do setor de delivery é algo comum entre todas elas”, conta Igor Remigio, CEO e cofundador do aiqfome, em nota divulgada à imprensa.

A meta do aiqfome é chegar a 11.500 restaurantes cadastrados na plataforma até o final de 2019.

O histórico da empresa pinta um cenário favorável para esse crescimento. Em 2018, o aiqfome começou a operar em 68 novas cidades: foram quase 2 milhões de pedidos, com um GMV de 69 milhões de reais.

“Já superamos os números de 2018 em julho deste ano. É motivador ver uma empresa brasileira, do interior, competindo de igual para igual com grandes players, de grupos internacionais. Nossas metas são ambiciosas, mas possíveis graças a um modelo de negócios sustentável. E é assim que pretender crescer ainda mais”, completa Igor.

Mercado de delivery

Pedir comida em casa ou no trabalho já se tornou um hábito comum. Entre as franquias de alimentação, 18% da receita do segmento em 2018 é relativo a operações de delivery, segundo a pesquisa setorial de food service realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Para 2019, a expectativa é que essa modalidade de atendimento se torne ainda mais significativa e corresponda a 22% da receita de franquias de alimentação.

Além disso, o delivery também é uma das maiores tendências das franquias de alimentação: 78% das marcas pesquisadas pela ABF pretendem investir em tecnologias de serviços delivery ainda em 2019.

“Quando começamos a atuar nesse canal, o nosso faturamento aumentou consideravelmente. Para se ter uma ideia, em muitos dias as vendas do delivery ultrapassam as vendas no local, chegando a representar entre 35% – 45% das vendas diárias. Há outros aspectos positivos também, como alcançar públicos que antes não atendíamos e o aumento da visibilidade da nossa marca”, afirma, em nota à imprensa, Ana Tereza, de Maringá (PR), dona de um restaurante cadastrado no aiqfome.

Para crescer nesse setor, o aiqfome aposta em um modelo de licenciamento que permite que empreendedores se tornem representantes da plataforma em sua cidade. Para se tornar um licenciado, o investimento é baixo e a empresa fornece todo o suporte técnico, treinamento e ferramentas necessárias para a operação. Além disso, os licenciados podem trabalhar em casa, sem necessidade de instalação de ponto comercial ou contratação de funcionários.

Investimento total: R$ 12 mil a R$ 55 mil
Taxa de franquia: R$ 5 mil a R$ 25 mil
Royalties: 50% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 7 mil a R$ 40 mil
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

1 COMENTÁRIO

  1. Faço parte desse time é o negócio é bom mesmo, viu! É um trabalho em que o seu empenho dita o seu retorno.

DEIXE UMA RESPOSTA