Ao pesquisar os segmentos para atuação no mercado, seja como franqueado ou como empreendedor independente, as opções disponíveis e também de criação de um novo negócio são múltiplas.

Quem se identifica com o setor educacional e procura maneiras de abrir uma escola, encontra uma infinidade de opções de investimento, além de abertura de um negócio próprio. É possível estar à frente de uma escola infantil, ou de ensino primário, fundamental e médio, escola de cursos profissionalizantes ou até uma faculdade.

Para isso, é importante estar por dentro do funcionamento de cada negócio, realizar estudos completos sobre estrutura, funções básicas e objetivos com alunos e na atuação no mercado.

➥ Busca franquias na área educacional? Confira nosso guia de franquias de educação (com valores de investimento)

O perfil educacional deve ser o primeiro passo, antes de qualquer decisão ser tomada. Quem tem vivência no setor educacional ou formação superior em pedagogia, por exemplo, já está um passo à frente. Se este não for o caso, é ideal contar com o suporte de um profissional da área.

Ao abrir uma escola, o empreendedor deve exercer o papel de gerenciamento de funcionários e, também, de analista de mercado. O segmento educacional passa por mudanças constantes e estar atento às inovações no sistema de ensino ajuda a oferecer as melhores estruturas e metodologias aos alunos.

Por isso, analisar a concorrência é fundamental. O estudo do mercado levanta dados cruciais para a sobrevivência de um negócio: quantas escolas existem na região, quais são os modos de atuação de cada uma, metodologias oferecidas, tipos de atividades extracurriculares, segurança, valores de mensalidades, pontos fortes e fracos de cada uma. Entender os pontos de destaque da concorrência e também as falhas, auxilia na estruturação do negócio e coloca a nova escola como possibilidade de solucionar problemas do mercado.

Ao decidir abrir uma escola, também é importante entender toda a legislação que rege este tipo de negócio. Neste caso, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, organizada pelo Ministério da Educação (MEC), aponta regras que todas as escolas do país devem seguir. Além disso, é necessário registrar a escola em uma prefeitura e na Receita Federal. A abertura de um CNPJ também faz parte do processo, sendo indicado buscar consultoria com um escritório de contabilidade.

Pensar na estrutura é tão essencial quanto resolver as questões legais da escola. É importante encontrar um local amplo, em conformidade com as exigências do Ministério da Educação. Em cada sala de aula de educação infantil, por exemplo, precisar ter área mínima de 1,2 metros quadrados por aluno, sem exceder o limite de 25 crianças com idade entre três e quatro anos, ou 30 crianças entre quatro e seis anos de idade.

Definir a faixa etária dos alunos que serão atendidos é fundamental para pensar na estrutura, professores que precisam ser contratados, funcionários, ambientes da escola, entre outros detalhes.

Como abrir uma escola investindo em franquia

Para quem está de olho nos diferentes segmentos para começar a investir em franquias, o setor educacional se encontra em um cenário de amplo crescimento e faturamento. A Associação Brasileira de Franchising (ABF) demonstra que as franquias de educação movimentaram mais de 10,8 bilhões de reais em 2017.

O setor movimentou mais de 2,6 bilhões de reais, somente no primeiro trimestre de 2018, ainda de acordo com dados da ABF. O resultado do faturamento representa um crescimento de 0,3% em relação ao registrado no mesmo período em 2017.

Os números do mercado apontam que as franquias educacionais podem ser boas opções de negócio para quem se identifica com o segmento e, ao mesmo tempo, deseja um negócio com bom rendimento a longo prazo. É essencial que o empreendedor pesquise suporte e apoio oferecidos pela marca, além de entender a metodologia de ensino abordada na franquia, os diferenciais, resultados para os alunos e desempenho no mercado.

Para começar a investir em uma franquia de educação, geralmente não há a exigência, por meio das franqueadoras, que o empreendedor tenha formação na área. É importante ter afinidade com o segmento, que será um diferencial no momento de fechar o negócio e, posteriormente, conquistar novos alunos para a unidade. O empreendedor deve ter aptidão comercial, como em todo investimento nos segmentos de franchising, para prospectar clientes.

As franquias de educação vão muito além do ensino regular do fundamental e médio. É possível encontrar opções de redes que operam em nichos como cursos de gastronomia, moda, idiomas, informática e cursos técnicos, por exemplo.

Franquias de reforço escolar

As franquias de reforço escolar oferecem metodologia diferenciada, como um complemento à educação convencional. O ensino é estratégico e busca estimular a autonomia dos alunos, desenvolvendo papel social e suprindo necessidades individuais. De acordo com o Sebrae, a definição é entendida por auxiliar o indivíduo a desenvolver as competências que o permitam exercer a sua autonomia acadêmica, pessoal e profissional.

As deficiência do sistema educacional brasileiro aponta para um mercado estratégico para quem deseja investir em um negócio de reforço escolar. O Sebrae informa que é possível que este serviço seja oferecido tanto em áreas urbanas quanto rurais. Se o empreendedor ministrar as aulas dentro da própria casa, é indicado residir em bairros próximos a áreas residenciais ou com acesso a meios de transporte.

A Instituição aconselha que o preço cobrado pelas aulas devem condizer com a realidade econômica da região em que as aulas de reforço serão oferecidas. As empresas e franquias que atuam no segmento de reforço escolar geralmente são instaladas em centros comerciais de áreas residenciais, próximos a escolas do ensino fundamental e médio.

O Sebrae informa que as empresas e franquias de reforço escolar se enquadram na modalidade de cursos livres, não possuindo regulamentação específica. Entretanto, o Ministério da Educação instrui que sejam oferecidas cargas horárias inferiores a 200 horas/aula. O conteúdo deve ser de inteira responsabilidade da empresa que a oferece. A Secretaria de Educação Estadual e Municipal e o MEC realizam fiscalizações regulares neste tipo de negócio.

A estrutura da empresa é relativamente simples, podendo ser estabelecidas parcerias com instituições de ensino já equipadas para receber os alunos, além de executar o serviço na própria casa. O Sebrae aconselha que seja destinado uma pequena sala para que as aulas sejam ministradas, que seja limpo, iluminado e bem arejado. O ambiente deve ter mesas e cadeiras suficientes para os alunos. Se o empreendedor desejar estruturar o negócio de forma empresarial, o ambiente precisa ser melhor equipado: uma sala comercial com, no mínimo 60 metros quadrados, com áreas próprias para as aulas, o banheiro, a recepção e administração.

Franquias de ensino de idiomas

Com mercado a ser explorado e grande potencial de crescimento, as franquias de escolas idiomas podem ser uma boa estratégia para quem deseja ingressar no universo do franchising.

O ensino de idiomas fatura mais de 35 bilhões de reais ao ano. De acordo com a Catho, site brasileiro de busca de empregos, o domínio de um idioma estrangeiro no Brasil, é uma característica de apenas 5% da população. Menos de 3% dos brasileiros têm fluência em inglês.

No mercado de trabalho, é cada vez mais comum a escolha por profissionais bilíngues. Não por acaso, 77% das pessoas que buscam cursos para aprender outras línguas o fazem com objetivo de atingir crescimento profissional. E, como você pode observar, os postos e vagas de trabalho estão cada vez mais concorridos no país, o que torna a fluência em uma segunda língua em um diferencial positivo para os candidatos.

No franchising, é possível encontrar opções de franquias de cursos de diversos idiomas, especialmente de inglês, que aplicam metodologias variadas e são direcionados a alunos de diferentes níveis – desde crianças até adultos que querem melhorar a fluência na conversação.

Franquias de educação profissional

O segmento de franquias de educação profissional e técnica também é uma área promissora.

De acordo com dados do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em um período de seis anos (entre 2008 e 2014), o número de alunos matriculados em cursos técnicos cresceu quase 90%, saltando de 928 mil para mais de 1,7 milhão.

O Senai apurou ainda que 51% dos jovens brasileiros entre 13 e 18 anos que nunca estiveram em um curso profissionalizante têm interesse em iniciar um.

Para abrir uma escola nesse ramo pode-se tanto investir em negócios que oferecem um portfólio mais variado de cursos em diversas áreas do conhecimento, quanto em redes especializadas em uma única área (como cursos técnicos de beleza, por exemplo).

Opções de franquias de educação

A seguir, selecionamos opções de franquias educacionais de diferentes áreas de atuação. Os dados de investimento foram cedidos pelas próprias marcas ou retirados do site da ABF.

1KNN Idiomas

A marca foi criada em 2004 e, atualmente, conta com 200 unidades franqueadas, instaladas em 12 estados brasileiros. A KNN oferece cursos de idiomas para todas as idades. A rede oferece suporte completo ao franqueado, nas áreas comercial, pedagógico, marketing, retenção, administrativo e financeiro.

Investimento: R$ 70 mil a R$ 350 mil
Taxa de franquia: R$ 18 mil a R$ 49 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 15 mil a R$ 100 mil
Prazo de retorno: de 12 a 18 meses

2SOS

A SOS conta com um portfólio com mais de 40 opções de cursos nas áreas de informática, tecnologia, administração, robótica e inglês. As unidades devem ser instaladas em espaços a partir de 100 metros quadrados.

Investimento total: R$ 90 mil a R$ 150 mil
Taxa de franquia: R$ 14 mil a R$ 42 mil
Royalties: valor fixo
Faturamento médio: R$ 40 mil
Prazo de retorno: até 24 meses

3People

A People oferece diversas opções de cursos de formação profissional e tecnológica, atuando nas áreas de administração, informática, design e web, robótica, cursos preparatórios e de idiomas.

Investimento total: R$ 150 mil a R$ 250 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil a R$ 45 mil
Royalties: valor fixo
Faturamento médio: R$ 70 mil
Prazo de retorno: 24 meses

4JUMPER!

A JUMPER! atua na área de cursos profissionalizantes, com um portfólio de mais de 500 opções de cursos profissionalizantes em áreas diversas, além de cursos preparatórios e de idiomas. A marca trabalha com um modelo “chave na mão”, em que a unidade é entregue completa para o franqueado começar a operar.

Investimento total: a partir de R$ 150 mil
Taxa de franquia: não cobra
Royalties: 6% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 29 mil a R$ 68 mil
Prazo de retorno: 9 meses

5UPTIME

Fundada em 2001, a UPTIME está presente em todas as regiões do país e também no exterior. A rede oferece curso de inglês para todas as faixas etárias, com metodologia de ensino baseada em técnicas de mnemônica e neurolinguística. O franqueado atua em modelo de franquia de loja.

Investimento total: R$ 155 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Royalties: valor fixo por aluno
Faturamento médio: R$ 65 mil
Prazo de retorno: 9 a 24 meses

6SIGBOL Fashion

A Sigbol é especializada em cursos profissionalizantes na área de moda e confecção. Com 23 unidades franqueadas, os empreendedores podem atuar em modelo home based (escola com área mínima de 16 metros quadrados), smart (60 metros quadrados) e full (85 metros quadrados).

Investimento: R$ 15,7 mil a R$ 115 mil
Taxa de franquia: R$ 5 mil a R$ 15 mil
Royalties: 9,5%
Faturamento médio: R$ 35 mil
Prazo de retorno: de 5 a 24 meses

7Tutores

A rede é especializada em reforço escolar, aulas particulares e tutoria multidisciplinar. A Tutores também oferece cursos livres e de curta duração. A franquia pode iniciar a operação no sistema home based, e é necessário que o franqueado tenha formação superior.

Investimento total: R$ 25 mil a R$ 55 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil a R$ 30 mil
Royalties: R$ 702,75 fixo
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

8Instituto Brasileiro de Línguas

A marca é especializada no ensino de idiomas. Os cursos são voltados para jovens e adultos, e têm duração de dois anos. Com metodologia própria, o ensino foca na construção de 100 frases por aula.

Investimento: R$ 29,5 mil a R$ 98 mil
Taxa de franquia: R$ 10 mil a R$ 30 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 42 mil
Prazo de retorno: de 12 a 18 meses

9The Kids Club

A marca é especializada em cursos de inglês voltados para crianças, a partir de dois anos de idade. Fundada em 1987, o início das franquias aconteceu em 1990 e, atualmente, são 69 unidades franqueadas. Os empreendedores podem atuar em modelo loja ou home based.

Investimento: R$ 30 mil a R$ 40 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil
Royalties: 12,5%
Faturamento médio: R$ 17 mil
Prazo de retorno: de 12 a 24 meses

10Educatec Brasil

Com 24 franquias espalhadas pelo país, a Educatec é uma rede de ensino de cursos profissionalizantes, idiomas, informática e beleza. A marca promove a formação, qualificação e requalificação de profissionais para diferentes segmentos do mercado.

Investimento: R$ 31,5 mil a R$ 78 mil
Taxa de franquia: R$ 7 mil a R$ 11 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: R$ 40 mil
Prazo de retorno: de 10 a 18 meses

11Ginástica do Cérebro

A Ginástica do Cérebro atende crianças e jovens a partir de quatro anos de idade, oferecendo exercícios de ativação cerebral e incentivando o desenvolvimento de atividades cognitivas, motoras, raciocínio lógico, etc. É possível atuar também em conjunto com escolas regulares.

Investimento total: R$ 33 mil a R$ 78 mil
Taxa de franquia: R$ 13 mil a R$ 28 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

12Kumon

O método Kumon foi criado em 1954, pelo professor Toru Kumon. A rede de franquias trabalha com metodologia própria, com o intuito de desenvolver exercícios de cálculos para que os alunos estudem de forma autoditada. No Brasil, a rede chegou em 1977 e, atualmente, conta com 1.455 unidades franqueadas em todo o país.

Investimento: R$ 35 mil a R$ 64,8 mil
Taxa de franquia: R$ 3,5 mil a R$ 5,8 mil
Royalties: 40%
Faturamento médio: R$ 27 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

13PBF

A PBF é uma rede de escolas de idiomas, que oferece aos alunos cursos de inglês e espanhol. São 99 unidades franqueadas, com aulas personalizadas para crianças de 5 a 10 anos, jovens de 11 a 14 anos e adultos.

Investimento: R$ 35 mil a R$ 175 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 28,2 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

14Meu Dever de Casa

A rede é uma escola de apoio, que oferece ambiente adequado para que crianças e adolescentes tenham suporte em tarefas escolares. A metodologia da rede foi desenvolvida de acordo com as descobertas da neuro-educação – ciência que agrega os conhecimentos da neurociência, psicologia cognitiva e pedagogia. A marca conta com 16 unidades franqueadas, e permite que o franqueado atue em modelo home based ou de loja.

Investimento: R$ 50 mil a R$ 105 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil a R$ 25 mil
Royalties: R$ 500
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

15Evolute

A Evolute é uma rede de franquias de cursos profissionalizantes e também de idiomas. Os cursos são oferecidos através de um sistema interativo, que estimula o aprendizado e a capacitação dos alunos. Fundada em 2008, a rede possui atualmente 74 unidades franqueadas.

Investimento: R$ 59 mil a R$ 150 mil
Taxa de franquia: R$ 20 mil a R$ 35 mil
Royalties: R$ 203
Faturamento médio: R$ 50 mil
Prazo de retorno: de 12 a 24 meses

16Instituto Mix

A rede oferece treinamento e capacitação profissional, com especialidade em cursos profissionalizantes nas áreas de saúde, beleza, tecnologia, idiomas, administração, construção civil e gastronomia. Há seis anos no segmento educacional, a marca conta com 163 unidades franqueadas.

Investimento: R$ 72 mil a R$ 217 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil a R$ 50 mil
Royalties: 8% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 58 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

17British and American

Fundada em 1996, a marca é uma rede de franquias especialista no ensino de inglês. Os cursos são para jovens, adultos e crianças a partir dos nove anos. A rede possui material didático próprio e software de gestão para o franqueado. A rede conta com 30 unidades franqueadas.

Investimento inicial: R$ 80 mil a R$ 230 mil
Taxa de franquia: R$ 60 mil a R$ 200 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

18Instituto Embelleze

O Instituto foi fundado em 2003 e conta, atualmente, com 319 unidades franqueadas em todo o país. A rede é voltada para a formação profissional na área da beleza. Após um ano, a franquia passa a oferecer a Academia de Práticas Profissional e, também, a comercializar produtos de beleza.

Investimento: R$ 90 mil a R$ 235 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil a R$ 69,9 mil
Royalties: 8% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 70 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

19CENAIC

O CENAIC é uma rede de franquias de cursos profissionalizantes. Fundada em 2003, atua no segmento com o objetivo de formar profissionais capacitados para atuar em diferentes ramos do mercado de trabalho. A marca garante suporte desde a escolha do imóvel até a contratação e treinamentos dos colaboradores da unidade.

Investimento inicial: R$ 99 mil a R$ 221 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil a R$ 35 mil
Royalties: R$ 1.908 mensais
Faturamento médio: R$ 80 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

20Fisk

A Fisk é especialista no ensino de idiomas e em cursos de informática. Os cursos de idiomas abordam o inglês, espanhol e português. Fundada em 1958, a marca conta com 809 unidades franqueadas no Brasil e outras 66 no exterior.

Investimento: R$ 120 mil a R$ 700 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 35 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

21Supera Ginástica Para o Cérebro

Criada em 2006, a Supera oferece aos alunos sistema de ensino e treinamento individualizado, com intuito de estimular a criatividade, concentração, raciocínio lógico. Com 244 unidades, a rede está presente em toda as regiões do país.

Investimento: R$ 119 mil a R$ 229 mil
Taxa de franquia: R$ 49 mil a R$ 59 mil
Royalties: 12% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 28,8 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

22Chat in English

A marca atua no segmento educacional desde 1961, oferecendo cursos de inglês para todas as faixas etárias. A rede faz parte do Grupo CCBEU – Centro Cultural Brasil Estados Unidos de Goiânia, com atuação no ensino da língua inglesa há mais de 55 anos.

Investimento: R$ 120 mil a R$ 200 mil
Taxa de franquia: R$ 20 mil a R$ 50 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

23CRTL + Play

Com 23 unidades franqueadas, a CTRL + PLAY é uma rede de escolas de programação e robótica. Os cursos são voltados para crianças e adolescentes, e permitem que os alunos aprendam criação de games, aplicativos, robótica e sites. A marca pretende fechar 2018 com 50 unidades ativas.

Investimento: R$ 150 mil a R$ 204 mil
Taxa de franquia: R$ 34 mil
Royalties: 10%
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: de 14 a 24 meses

24Damásio Educacional

A marca é especializada em cursos preparatórios para concursos públicos e jurídicos, pós-graduação, faculdade, MBA e IBMEC. Atuando no segmento educacional desde 1970, a Damásio expandiu por franchising em 2004 e, atualmente, conta com 194 unidades instaladas em diferentes regiões do país.

Investimento: R$ 150 mil a R$ 395 mil
Taxa de franquia: R$ 10 mil a R$ 60 mil
Royalties: R$ 600
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

25Seven

A rede é especializada em cursos de inglês e espanhol para crianças, adolescentes e adultos. Com 14 unidades franqueadas, a Seven também oferece programas de idiomas para empresas e escolas.

Investimento: R$ 151 mil a R$ 316 mil
Taxa de franquia: R$ 21 mil a R$ 36 mil
Royalties: 0,5%
Faturamento médio: R$ 80 meses
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

26CCAA

Com 723 unidades franqueadas e 12 unidade próprias, a CCAA atua no segmento educacional desde 1961. A marca é especialista no ensino de inglês e espanhol para todas as idades. São 210 mil alunos matriculados na metodologia CCAA. Os franqueados contam com suporte completo, treinamento na sede da franquia e consultoria permanente.

Investimento inicial: R$ 217 mil a R$ 384 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 78 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

27Gracom

A rede oferece aos alunos cursos de computação gráfica e efeitos visuais. A Gracom atua no mercado de tecnologia e efeitos visuais, sendo um centro autorizado da Adobe. São 21 unidades franqueadas em diferentes regiões do país.

Investimento: R$ 350 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 150 mil a R$ 180 mil
Prazo de retorno: de 14 a 24 meses

28Instituto Gourmet

O Instituto Gourmet é uma escola de culinária que tem o intuito de formar profissionais nas áreas da gastronomia. Os cursos são de média e longa duração, com foco em temas variados da cozinha e da confeitaria. Fundada em 2012, expandiu por franchising quatro anos mais tarde. Atualmente, conta com 17 unidades franqueadas.

Investimento: R$ 283 mil a R$ 405 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil a R$ 70 mil
Royalties: 8% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

29Cebrac

Com 23 anos de atuação no mercado, o Cebrac oferece cursos nas áreas tecnológica, administrativa, pessoal, industrial, comercial, da saúde, além de cursos de idiomas. São 94 unidades franqueadas, e o empreendedor atua em modelo de franquia de loja.

Investimento: R$ 305 mil a R$ 500 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil a R$ 50 mil
Royalties: 10% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 170 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

DEIXE UMA RESPOSTA