Abrir um negócio do zero ou entrar no mundo do franchising e abrir uma franquia? Quem tem vontade de entrar no mundo dos negócios, sonha em administrar uma empresa e estar à frente de um empreendimento, frequentemente fica em dúvida sobre qual é o modelo de investimento que mais combina com o próprio perfil.

Pesquisar e conhecer detalhes do que significa ser dono de uma empresa, ou o que é ser associado à uma franquia, é fundamental para escolher a melhor opção para você. Mesmo com dinheiro no bolso para apostar em uma franquia ou criar uma marca, o futuro empreendedor precisa colocar na balança todos os pontos positivos, desafios, conhecer características de mercado e estudar bem a região em que se quer abrir um negócio ou uma franquia.

Bianca Zeitoun, consultora da TEAR Franchising, comenta que uma grande dúvida permeia a mente de muitos empreendedores: quais são as principais diferenças entre abrir um negócio próprio e se tornar um franqueado?

A especialista dá algumas dicas aos futuros empresários: “enquanto um negócio próprio permite total liberdade criativa de formatação e estratégia, a franquia tem regras claras e determinadas que precisam ser seguidas”. Segundo Bianca, uma conversa mais aprofundada com cada empreendedor se faz necessária para detectar o perfil de cada um, junto com a afinidade de segmento, para auxiliar na escolha de qual modelo é melhor para investir.

Bianca complementa que, ao investir em um modelo de franquia, o empreendedor enfrentará riscos menores. Segundo a especialista, a taxa de mortalidade de franquias nos primeiros dois anos gira em torno de 4% a 7%, enquanto em negócios próprios a mortalidade chega a 30%.

Franquia ou negócio próprio: dados de mercado

Uma pesquisa realizada pelo DataSebrae indica que montar o próprio negócio é o quarto sonho mais recorrente entre os brasileiros: 34,5% deles pretendem empreender.

Ainda de acordo com o DataSebrae, estima-se que o Brasil tenha cerca de 24,9 milhões de empreendedores, que se dividem em empresários, potenciais empresários e produtores rurais. Os empreendedores respondem por parte considerável do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Dados do IBGE informam que entre 2001 e 2014 o número de empreendedores no país cresceu 22%, subindo de 20,4 milhões para 24,9 milhões.

A pesquisa “Os Donos de Negócio no Brasil”, informa que o estado de São Paulo concentra grande parte dos empreendedores brasileiros, cerca de 4,9 milhões. O estudo indica outras regiões que possuem um grande contingente de pessoas com um empreendimento: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul.

Os dados do mercado de franquias também impressionam. Em levantamento realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), o número de unidades de franquias em operação no país subiu de 138.343 para 142.593, um crescimento de 3,1%. As cidades de Rio de Janeiro e São Paulo concentram o maior número de unidades franqueadas no país, cerca de 13% e 6,6%, respectivamente.

O mesmo levantamento indica que no país existem cerca de 3 mil marcas franqueadas, que oferecem opções de investimento em variados segmentos do setor, como: Alimentação; Casa e Construção; Comunicação, Informática e Eletrônicos; Entretenimento e Lazer; Hotelaria e Turismo, entre outros.

Em 2016, o setor de franquias fechou o ano com faturamento de cerca de 150 bilhões de reais, um registro em alta nominal de 8%, em comparação com 2015, que marcou faturamento de 8,3%. O número de empregos criados também aumentou, cerca de 0,2%. O setor de franchising é responsável por mais de 1,19 milhão de empregos diretos, como registrado no ano passado.

Os segmentos que mais cresceram em 2016, em relação a 2015, foram Saúde, Beleza e Bem Estar, com 15,5%; Serviços Automotivos, cerca de 11,6%; e Moda, que registrou aumento de 10,4%.

O presidente da ABF, Altino Cristofoletti, comentou em uma coletiva de imprensa realizada no início deste ano, que mesmo em um cenário econômico desafiador, o franchising brasileiro segue com desempenho promissor.

“Atribuímos isso, principalmente, ao profissionalismo do setor, à flexibilidade e à agilidade para tomar as medidas necessárias de corte de custos, aumento na capilaridade, ganhos de eficiência e reconquista de um consumidor que começa, lentamente, a recuperar sua confiança”, pontua Altino.

Franquia ou negócio próprio: vantagens e desafios

Ao se tornar franqueado de uma rede, o investidor aproveitará de algumas vantagens com as quais não poderia contar em um negócio próprio.

Bianca explica que marcas que possuem franquias já viveram uma curva de aprendizado que o franqueado não precisará viver. Outro ponto positivo é que o empreendedor já entrará no mercado aliado a um negócio estruturado, sabendo quais produtos e serviços têm maior aderência ao mercado.

Outra vantagem de se tornar um franqueado é o networking: no dia a dia da administração e operação do negócio, o empreendedor entrará em contato com outros franqueados, trocando experiências e conhecimentos, além de contar com o suporte da franqueadora.

Mas, na administração de uma unidade franqueada, nem tudo é fácil. As franquias também apresentam desafios e exigem jogo de cintura do empreendedor. “Os desafios são seguir as regras e manter o padrão, administrar o relacionamento franqueado e franqueadora, de modo que a relação seja sempre baseada no ganha-ganha”, complementa Bianca.

Uma pesquisa realizada pelo DataSebrae para conhecer o perfil do empreendedor e futuro empreendedor brasileiro, indica que o percentual da população adulta do país que se julga com conhecimento e aptidão para empreender, alcançou 58,3%. O número de quem acredita que tem habilidade e experiência necessárias para iniciar um novo negócio foi superior ao observado em 2014 (50%).

Para quem tem ideias inovadoras em mente, uma boa estratégia de mercado e persistência, abrir um negócio próprio pode ser uma boa opção. Mergulhar no mercado e abrir uma empresa do zero requer coragem, visão e, em alguns casos, experiência.

Bianca declara que um negócio próprio, se bem formatado, pode inclusive expandir e se tornar franqueável, mas estudar e conhecer conceitos de administração, gerência, finanças e marketing é essencial para o sucesso de qualquer negócio.

“O grande gargalo é justamente que os empreendedores não estudam o suficiente, abrem negócios pelo feeling e acabam errando nos cálculos de demanda, posicionamento de marca e produto, abrem pontos de venda em locais com baixo fluxo ou em pontos caros demais em shoppings“, pontua a consultora.

Outro ponto positivo é que um negócio próprio pode alterar sua rota a qualquer momento, é mais flexível e adaptável, permitindo que o empreendedor deixe fluir sua criatividade.

O DataSebrae indicou que, entre os fatores que contribuem para o empreendedorismo brasileiro, estão o acesso à informação e a percepção do povo sobre sua própria capacidade empreendedora. Ambos os pontos positivos são mais citados em pesquisa realizada no Brasil, do que em países como China, Alemanha e Estados Unidos.

Por outro lado, o DataSebrae identificou como principais pontos que atrapalham os empreendedores do país são a falta de políticas governamentais e falta de capacitação – um desafio para quem sonha em ser dono do próprio negócio.

Como modelos de negócio diferentes exigem posturas diferentes no mercado e diante da administração, perfis diferentes são exigidos também para um modelo de franquia ou para criação de uma empresa.

Para as franquias, Bianca recomenda que o perfil seja de um empreendedor disposto a assumir riscos, que estão inerentes a qualquer tipo de negócio mas, acima de tudo, saiba seguir regras.

Para abrir um negócio próprio, é importante que o empreendedor seja determinado, resiliente, persistente e multitarefas. Abrir um negócio do zero requer que o investidor esteja à frente de todas as áreas da empresa, pelo menos no início do negócio.

Independente da forma escolhida para começar um novo negócio, tanto em franquia quanto em empresa própria, o empreendedor não pode deixar de contar com um plano de negócios cuidadoso.

Quer opções de franquias para investir com baixo capital? Confira aqui mais de 100 opções de franquias baratas!

DEIXE UMA RESPOSTA