Trabalhar em casa é o sonho de muitos empreendedores. Mas, há momentos em que o conforto do home office pode não ser o melhor para o negócio: visitas em casa, problemas com a internet, reformas e a necessidade de fazer reuniões com clientes podem despertar o desejo de um escritório. Em situações como essas, o coworking surge como uma boa alternativa para não perder a produtividade.

Nesta matéria, você vai conhecer um pouco mais sobre o mercado de coworking e confere também opções de franquias para trabalhar em espaços compartilhados. Boa leitura!

Coworking é o termo usado para designar a prática de “escritórios compartilhados”. Esses espaços costumam oferecer aos clientes um local para trabalhar que pode ser alugado para momentos pontuais – por dia ou hora, por exemplo – ou mesmo longos períodos, com planos mensais. Os espaços de coworking oferecem toda a estrutura necessária para trabalhar: internet, mesas e cadeiras, telefone, salas de reunião, endereço comercial, salas individuais e coletivas.

O mercado de coworking no Brasil viveu momentos de explosão e pleno crescimento em 2017. Dois anos mais tarde, as empresas que atuam neste nicho começam a se estruturar e conquistar maturidade de mercado, atraindo clientes e parceiros com propostas mais maduras e sustentáveis.

O Censo Coworking Brasil, centro de pesquisas e indicadores sobre o ramo, indica que o crescimento exponencial registrado em 2017, demonstrou uma leve queda em 2018, o que já era esperado como resultado da permanência da forma inovadora de trabalhar em locais compartilhados.

O mercado conta com mais de 200 milhões de pessoas, que enxergam nos espaços de trabalho compartilhados oportunidades de networking, troca de experiências, novos contatos de trabalho, flexibilidade de administração e uso dos escritórios, entre outras facilidades.

Em 2015, o movimento coworking no Brasil começava um pouco tímido. O Censo indica que, há quatro anos, o país contava com 238 espaços de trabalho compartilhados. Em 2016, o crescimento foi de 52%, atingindo o número de 378 espaços. No ano seguinte, já eram 810 escritórios coworking e, em 2018, com crescimento de 48%, o número total registrado é de 1.194 pontos coworking no país.

O estado de São Paulo está na liderança no ranking de localidades com maior número de espaços de coworking: são 465 até então. O Rio de Janeiro está na segunda posição, com 123 espaços, seguido por Minas Gerais (99), Santa Catarina (88) e Paraná (75).

O Censo informa que o mercado de coworking movimentou, no último ano, 127 milhões de reais, um crescimento de 57% em comparação com os números de 2017. Ao todo, é um setor que conta com 214 mil pessoas circulando, com potencial de criação de 7 mil empregos diretos, um aumento de 100% se comparado com o desempenho em 2017.

As características destes espaços também estão passando por transformações, conforme a nova proposta de espaços de trabalho coletivos vem se estruturando no Brasil. O Censo indica que há uma dualidade interessante, que começou a surgir em 2018: muitas marcas apresentam espaços coworking já bem estruturados e consolidados. Os clientes encontram espaços amplos e bem equipados.

Outro movimento encontrado também está em pequenas empresas, como cafés e centros comerciais, que estão adaptando seus espaços e recebendo a comunidade, oferecendo espaços de trabalho coletivos, mesmo que ainda com esquemas de improvisação. Ou seja, não há uma regra para o espaço ideal do coworking. O movimento que vem se firmando no Brasil apresenta estruturas e serviços diversos.

Dentro do perfil dos espaços que trabalham com coworking, o Censo indica que em 76% dos locais trabalham exclusivamente como espaço de coworking, 9% como business center e 6% se apresentam como empresa privada compartilhando espaço com outros trabalhadores. Isso indica que as possibilidades de atuação neste nicho são múltiplas e, inclusive, possibilitam que empresas e franquias ofereçam o espaço como compartilhamento de possibilidades.

Um resultado interessante, que indica a potencialidade destes ambientes, é o expoente que demonstra se os locais atuam em um segmento do mercado específico: 75% afirmam que o espaço de trabalho é multidisciplinar; 12% atuam na indústria criativa, 5% em T.I e tecnologia e 8% em outros segmentos.

Perfil dos frequentadores de coworking

A pesquisa do Censo Coworking também indica o perfil dos frequentadores destes espaços em expansão no Brasil. Com a facilidade de receber profissionais de diferentes áreas de atuação e conhecimento, em sua maioria independentes, os espaços de trabalho compartilhado estimulam novos contratos e a construção de pontes.

A pesquisa demonstra que há uma maioria de profissionais independentes com pós graduação, que buscam nestes locais espaço dedicado ao trabalho e, também, para convívio social. Há igualdade na presença de homens e mulheres, em uma média de faixa etária de 33 anos.

De acordo com a pesquisa, um em cada três frequentadores dizem ter fechado novos negócios com outros profissionais que conheceram nestes espaços. O ambiente também propicia a troca de experiências, e estimula o aprendizado: 73,2% afirmam ter aprendido algo novo, nos momentos de conversa com os demais frequentadores, e 71,5% realizaram networking. Quase 80% dos profissionais afirmam que a produtividade do trabalho também melhorou após ao começarem a frequentar os escritórios compartilhados que estão espalhados pelo país.

Os espaços coworking não melhoram somente o lado profissional do brasileiros. Com ambientes com boa infraestrutura corporativa e clima descontraído, é possível levantar dados sobre reflexos positivos no convívio social e até no convívio familiar dos frequentadores, com afirma 67% dos brasileiros ouvidos pela pesquisa do Censo.

Outros 63,4% afirmam que notaram melhora na organização pessoal e profissional, e 61,1% ainda comentam que a saúde física melhorou, além de perceberem mais disposição para a rotina de trabalho.

Franquias para trabalhar em coworking

As franquias para trabalhar em coworking são, geralmente, aquelas que oferecem aos franqueados a possibilidade de trabalhar em casa. É possível levar para os escritórios compartilhados todo o trabalho administrativo da franquia, além de marcar reuniões com clientes.

O coworking é ainda uma boa pedida para quem não se adaptou ao home office, mas não quer investir em um escritório comercial próprio. Dessa maneira, os custos iniciais da franquia também são reduzidos, uma vez que não é necessário fazer a adaptação do ponto comercial.

A seguir você confere algumas opções de franquias para trabalhar em coworking. Os dados de investimento são divulgados pela ABF ou informados pelas empresas.

1My Place Office

Atuando desde 2009, a My Place Office trabalha exclusivamente cm serviços de escritório inteligentes para profissionais, empresas pequenas e médias. Os espaços My Place Office contam com equipamento de escritório completo, além de salas de reunião, salas comerciais, escritórios virtuais. Atualmente, são 14 unidades ativas e atendimentos prestados a 3 mil clientes. Saiba mais sobre esta franquia.

Investimento total: a partir de R$ 80 mil
Taxa de franquia: R$ 39 mil
Royalties: 7%
Faturamento médio: R$ 35 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

2Help Digital

A Help Digital é uma rede especializada em TI que oferece soluções para empresas, como hospedagem de e-mail corporativo e website, backup e armazenamento de dados na nuvem, além de diversos serviços de infraestrutura. As franquias Help Digital podem ser instaladas em modelo home based ou de escritório em ponto comercial.

Investimento total: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil
Taxa de franquia: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil
Royalties: R$ 850
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

3Zupy

Com modelo de franquia exclusivamente home based, a Zupy é uma rede de franquias de aplicativo para smartphones, com serviços de mobile marketing e marketing de proximidade. O franqueado trabalha em conjunto com micro e pequenas empresas, a partir de um modelo sistema de fidelização de clientes por meio de um cartão digital.

Investimento: R$ 4,9 mil
Taxa de franquia: R$ 4,9 mil
Royalties: R$ 350
Faturamento médio: R$ 6 mil a R$ 12 mil
Prazo de retorno: 3 meses

4SMS Digital

Franquia de marketing digital, a SMS Digital atua com foco em serviços de SMS marketing e corporativo, a partir mensagens de texto para atrair e fidelizar clientes. A rede possibilita que os franqueados atuem em modelo de negócio home based, com trabalho exclusivamente online.

Investimento total: R$ 4,99 mil
Taxa de franquia: R$ 4,9 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 20 mil
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

5Clean Now

Rede de franquias de limpeza com especialidade em limpeza comercial, a Clean Now tem em sua lista de clientes escritórios, lojas, salas comerciais e vitrines. O franqueado atua por meio de uma unidade móvel, sem necessidade de instalação da unidade em ponto comercial, podendo atuar de dentro de casa ou em espaços de trabalho compartilhados.

Investimento total: R$ 6,25 mil a R$ 13,5 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 20% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 13,5 mil
Prazo de retorno: 4 a 12 meses

6Acqio

A Acqio atua no mercado de meios de pagamento eletrônico, com carro chefe da marca as maquininhas de cartão de crédito e débito. Um destaque no mercado é oferecer aos clientes o uso de maquininhas sem cobrança de taxas de adesão ou aluguel das maquininhas. Os franqueados atuam em modelo de franquia home office, ficando responsáveis por vender as máquinas para estabelecimentos comerciais da região.

Investimento total: R$ 7,49 mil
Taxa de franquia: R$ 4,49 mil
Royalties: R$ 477 (fixo)
Faturamento médio: R$ 3,5 mil
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

7Lien

Rede de franquias do ramo de seguradora, a Lien trabalha com diferentes tipos de serviços: seguros de automóvel, de vida, empresas de pequeno, médio e grande risco, transporte nacional e internacional, entre outros. A rede possibilita que os franqueados atuem em modelo home based ou unidade física.

Investimento total: a partir de R$ 10 mil
Taxa de franquia: variável
Royalties: 20%
Faturamento médio: variável
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

8PremiaPão

A PremiaPão é especializada na comercialização de publicidade de sacos de pão. A franquia trabalha com o modelo home based e oferece treinamento 100% web exclusivo. Os franqueados são responsáveis pela venda dos anúncios e distribuição das embalagens em padarias parceiras.

Investimento total: R$ 10 mil a R$ 20 mil
Taxa de franquia: R$ 10 mil a R$ 20 mil
Royalties: a partir de R$ 510
Faturamento médio: R$ 12,9 mil
Prazo de retorno: 2 a 3 meses

9Solução Crédito Fácil

A Solução Crédito Fácil atua desde 2012 no mercado de correspondente bancário. A marca realiza diferentes serviços financeiros, como recebimento e pagamento de contas, encaminhamento de proposta de abertura de contas de depósitos, análise de crédito, entre outros. A rede permite que o franqueado atue em modelo de franquia home office.

Investimento total: R$ 10,9 mil a R$ 15 mil
Taxa de franquia: R$ 9,9 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 80 mil a R$ 350 mil
Prazo de retorno: 4 meses

10Wichmann

Especialista em seguros, a Wichmann trabalha com um modelo multimarcas, atuando em conjunto com outras 30 seguradoras parceiras. Os clientes da rede encontram 18 opções de seguros, além de soluções como previdência privada, fiança locatícia, consórcios e planos odontológicos.

Investimento total: R$ 15 mil a R$ 30 mil
Taxa de franquia: R$ 12,99 mil
Royalties: R$ 200 (fixo)
Faturamento médio: R$ 30 mil a R$ 100 mil
Prazo de retorno: 6 a 18 meses

11Louyt

Rede de franquias espanhola, a Louyt foi criada em 2013, e chegou ao Brasil com a proposta de oferecer serviços de mobile marketing para pequenas e médias empresas.  Com 55 unidades franqueadas no país, o empreendedor trabalha em modelo home office como consultor de marketing. Com possibilidade de instalação da franquia dentro de casa ou em espaços coworking, o empreendedor tem a praticidade de atuar através de uma plataforma integrada, no qual cria, distribui e media campanhas online.

Investimento: R$ 19,5 mi a R$ 25 mil
Taxa de franquia: R$ 19,5 mil a R$ 25 mil
Royalties: R$ 890 fixo mensal
Faturamento médio: R$ 7,5 mil a R$ 25 mil
Prazo de retorno: de 6 a 12 meses

12Hub in Touch

Com modelo de franquia home office, a Hub in Touch atua em um mercado em amplo crescimento, que apresenta altas demandas com soluções tecnológicas inovadoras. Os clientes da rede encontram uma série de soluções para empresas, e o franqueado precisa contar apenas com computador e internet para operar.

Investimento total: R$ 20,4 mil a R$ 27,8 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil
Royalties: R$ 490
Faturamento médio: R$ 10 mil
Prazo de retorno: 12 a 18 meses

13Infiniti

Rede de franquias com operação e atuação online, a Infiniti stá inserida no mercado de incentivo, em que são oferecidos cartões de premiação e meios de pagamento para campanhas de incentivo. Os franqueados da marca atuam em modelo home based, sem necessidade de contratação de funcionários.

Investimento total: R$ 20 mil
Taxa de franquia: não cobra
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 500 mil
Prazo de retorno: 6 a 9 meses

14Vida de Ouro

Rede de franquias de seguros, a Vida de Ouro possui vasta experiência no setor de seguradoras. Os serviços da rede são feitos mediante parcerias com as principais seguradoras, para oferecer as melhores condições aos clientes. Com opção de franquia home based, o empreendedor precisa somente de computador com acesso à internet, telefone e impressora.

Investimento total: R$ 24 mil a R$ 42 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil
Royalties: 11% do lucro bruto
Faturamento médio: R$ 30 mil a R$ 40 mil
Prazo de retorno: 6 meses

15Echosis

A Echosis é uma franquia de marketing digital que oferece serviços de com serviços de social media, geração de leads, produção de conteúdo, e-mail marketing, criação de web sites, e-commerce, otimização SEO entre outros serviços online. Os franqueados da rede têm a possibilidade de atuar em franquia home based, sendo essencial computador com acesso à internet.

Investimento total: R$ 24,9 mil
Taxa de franquia: R$ 18 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: acima de R$ 20 mil
Prazo de retorno: 6 a 14 meses

16Dr. Fiscal

Dr. Fiscal é especialista em planejamento e diagnóstico tributário para empresas e empresários que se enquadram no sistema Simples Nacional. Com atendimento ao cliente feito exclusivamente em plataforma digital, além do desenvolvimento de todos os serviços da rede, a Dr. Fiscal trabalha com modelo único de franquia home based.

Investimento total: R$ 25 mil
Taxa de franquia: R$ 20 mil
Royalties: 1 salário mínimo
Faturamento médio: variável
Prazo de retorno: 12 meses

17Avec

Especialista em tecnologia, a Avec oferece aos clientes soluções inovadoras para empresas que atuam nos segmentos de beleza e bem estar. A rede tem foco em sistemas de gestão, aplicativos e marketplace de produtos. A franquia é home office, com foco na atuação online.

Investimento total: R$ 26 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil
Royalties: R$ 300
Faturamento médio: R$ 15 mil
Prazo de retorno: 3 meses

18Liguesite


A Liguesite trabalha com a proposta de ser uma rede de franquia de agências de marketing digital, com foco em desenvolvimento de soluções com tecnologia própria. Os franqueados podem decidir se atuam em modelo de negócio home based ou de escritório com ponto comercial completo.

Investimento: R$ 35 mil a R$ 60 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil
Royalties: 15% do faturamento
Faturamento médio: R$ 15 mil
Prazo de retorno: de 12 a 24 meses

19Route One

A Route One é uma rede de agências de viagens e turismo que trabalha com produtos e serviços completos no segmento. A marca trabalha com cinco modelos de franquia, sendo um deles o de home office, em que o franqueado atua na divulgação e vendas por meio de uma página online.

Investimento total: R$ 35 mil a R$ 680 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil a R$ 500 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

20Elefante Verde

Franquia de marketing digital, a Elegante Verde foi fundada em 2015 e, atualmente, conta com mais de 50 unidades franqueadas. Os serviços oferecidos fazem parte do universo online, incluindo personalizado, e-mail marketing, links patrocinados, sites customizáveis, entre outros. O franqueado atua como consultor de marketing digital, complementando as estratégias de geração de contato, prospecção de clientes, venda de serviços e atendimento de sua rede de clientes.

Investimento total: a partir de R$ 38,2 mil
Taxa de franquia: R$ 17,9 mil a R$ 24,9 mil
Royalties: 1/6 do salário mínimo + taxa de hospedagem (7% do faturamento bruto)
Faturamento médio: R$ 15 mil a R$ 20 mil
Prazo de retorno: de 18 a 24 meses

21Prospecta Obras

Prospecta Obras atua no mercado de construção civil a partir de um diferencial: por meio de uma plataforma online, são feitos mapeamentos de obras em todo o país, conectando empresas do segmento a pessoas que precisam de serviços e produtos em construção. Os franqueados atuam na parte de comercial e devem fazer visitas aos clientes.

Investimento total: R$ 55 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 10% do faturamento
Faturamento médio: R$ 42 mil
Prazo de retorno: 5 a 10 meses

22We Audit

A We Audit é uma rede especializada em prestação de serviços e soluções em telecomunicação para empresas de médio e grande porte, incluindo auditoria e gestão de telefonia. O franqueado pode iniciar a operação em home office e só precisa investir na instalação de um ponto físico após o primeiro ano de operação.

Investimento total: R$ 55 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: R$ 370,8 mil (a partir do quinto ano)
Prazo de retorno: 12 a 18 meses

23Airomas

A Airomas se destaca no franchising brasileiro ao oferecer serviços de marketing olfativo. As empresas, clientes da marca, encontram soluções para desenvolvimento de identidade olfativa e locação de equipamentos. Os franqueados atuam em modelo de negócio home based, ficando responsáveis pela prospecção de clientes.

Investimento total: R$ 70 mil
Taxa de franquia: R$ 53 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 32 mil
Prazo de retorno: 17 meses

24CWK Working

Fundada em 2010, a CWK Working se estrutura como uma rede de escritórios compartilhados, com foco em São Paulo e Minas Gerais. Por meio de uma mensalidade, os clientes têm acesso aos espaços do escritórios, equipamentos, telefone, internet, entre outras praticidades. Em expansão por franchising, a rede oferece aos clientes modelo de negócio de fácil operação, com suporte completo pré e pós instalação dos espaços coworking.

Investimento total: a partir de R$ 165 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não informado
Faturamento médio: R$ 25 mil a R$ 100 mil
Prazo de retorno: 24 meses

DEIXE UMA RESPOSTA