Associação Brasileira de Franchising (ABF) registrou crescimento do setor de franquias em 6,8%, em relação ao mesmo período no ano de 2016. Os dados correspondem à pesquisa de desempenho do setor de franquias no mercado brasileiro no segundo trimestre de 2017, apresentados nesta quinta-feira, 10.

O Presidente da ABF, Altino Cristofoletti, ressaltou a importância deste repasse de informações à imprensa, investidores e franqueados. ”É uma oportunidade para conversar, apresentar os números, compartilhar as informações do setor e motivar o investimento em franchising no mercado brasileiro”, comentou.

O faturamento entre os meses de abril e junho aumentou de 35,180 bilhões de reais para 37,565 bilhões de reais.

A análise do mesmo período em 2016 foi de maior crescimento, cerca de 8,1%. Entretanto, considerando-se a inflação desde o ano passado, o resultado deste ano ainda é superior, o que indica ganhos positivos em um cenário econômico e político instável. A ABF atribui este resultado positivo a uma melhora sensível em certos indicadores econômicos, como a queda na inflação e à expansão do crédito das famílias, e o crescimento mesmo que mínimo, do PIB brasileiro.

A expansão das redes no segundo trimestre teve um saldo de 1,9%, com 3,2% de novas lojas abertas, contra 1,3% fechadas. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o saldo foi de 2,7%, com cenário de 3,6% de novas lojas e 0,9% de fechadas.

Em comunicado à imprensa, Altino afirma que o setor de franchising vem fortalecendo seu crescimento em termos reais, o que é muito importante para um ambiente de incertezas econômicas e políticas. De acordo com o presidente, este desempenho mostra a capacidade de reinvenção do setor e os benefícios da operação em rede.

A ABF ainda ressaltou a importância dos multifranqueados, aqueles empreendedores que gerem mais de uma unidade. Segundo a entidade, as marcas têm demonstrado grande foco em capacitação, e investimento em profissionalização e formação dos franqueados, o que os motiva a abrir uma segunda ou terceira unidade.

Expansão por regiões

De acordo com os dados da pesquisa, 42% dos municípios brasileiros têm presença de redes de franquia.

A região Sudeste do país ainda é a que apresenta maior concentração de franquias. Apesar disso, o setor vive um intenso movimento de interiorização, sendo uma tendência a maior participação das regiões Nordeste, Norte e Centro Oeste – com destaque para o Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e Paraíba.

A ABF faz este levantamento trimestral desde 2015, acompanhamento o crescimento e desempenho do setor de franquias. A coleta de informações é feita por meio de formulário online, com participação de associados e não associados.

A projeção da Associação para o segundo semestre é que o setor de franquias cresça entre 7% e 9%.

DEIXE UMA RESPOSTA