Além de ser um dos maiores em faturamento, o segmento de alimentação atrai a atenção de muitos empreendedores pela variedade de subsegmentos nos quais é possível investir. Nesse sentido, um dos mercados mais procurados é o de sorvetes.

Isso porque as sorveterias detêm um mercado enorme e que tem um público bastante fiel. Prova disso é que, segundo a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS), os brasileiros consumiram mais de 1 bilhão de litros de sorvete em 2016. O consumo por pessoa girou em torno de 4,8 litros por pessoa no mesmo período e, com o elevado consumo, o setor de sorveterias faturou mais de 12 bilhões de reais em 2016.

➥ Busca franquias no setor de alimentação? Confira nosso guia de franquias de sorvete (com valores de investimento)

Com um público consumidor enorme e números tão expressivos no faturamento, é natural que muitos empreendedores tenham interesse em abrir uma sorveteria. Se esse é o seu caso, confira os principais passos para tirar sua ideia do papel e descubra como abrir uma sorveteria.

Vantagens em sorveteria

A análise de qualquer negócio, geralmente, começa com um estudo das oportunidades e desafios que envolvem a produção.

No caso de uma sorveteria, além do fato do mercado ser muito grande e haver possibilidades de um faturamento alto, uma das maiores vantagens é a versatilidade desse alimento.

Para começar, existem as opções de massa e picolé e ambas podem aparecer nos modelos mais tradicionais, com ingredientes mais simples e preço reduzido, ou nas versões gourmet, em que são utilizados insumos selecionados e um pouco mais caros.

Além disso, o sorvete pode ser comercializado sozinho, em formato de casquinha, copinho ou sundae, virar milk shake com adição de leite e caldas ou acompanhar outros doces, como bolos, brownies e waffles.

Como é um setor que está sempre inovado e criando tendências; existe uma grande variedade de sabores, texturas e apresentações – isso também faz com que o sorvete seja um produto de altíssima aceitação, sendo que é bastante difícil encontrar alguém que não goste de pelo menos alguns sabores.

O público também pode ser bastante variado em idade, sexo e classe social, o que é uma característica bem positiva para quem quer abrir uma sorveteria.

Os desafios das sorveterias

A questão da sazonalidade de vendas com certeza é um dos principais aspectos negativos que mais preocupa as sorveterias. Isso porque, tradicionalmente, os sorvetes são consumidos em maior escala durante o verão e as vendas tendem a cair nos dias mais frios do ano.

De fato, é preciso ter em mente que no inverno o faturamento de uma sorveteria pode diminuir consideravelmente, já que esse tipo de negócio pode não ser a primeira opção do consumidor quando as temperaturas estiverem mais baixas.

Mas, existem algumas formas de lidar com isso. A primeira delas é ter uma boa estratégia. “Para todo plano de negócio, com sazonalidade conhecida, o ideal é fazer uma provisão para as despesas fixas em períodos de baixa. Além disto, deve-se buscar ações de vendas promocionais”, explica Mércia Machado Vergili, consultora da GSPP.

O especialista em varejo da AGR, Roberto Vautier, sugere ainda adotar a prática de LTOs, Limited Time Offer, ou, em português, ofertas de tempo limitado.

Ele explica que fazer ofertas com tempo definido para acabar, que podem durar até o fim do inverno, gera um senso de urgência e de novidade e ainda contribui para girar o negócio. Roberto sugere: “uma sorveteria pode oferecer brownie com sorvete, torta de maçã com sorvete ou petit gateau no inverno, por exemplo”.

A dica do especialista é agregar produtos que complementem, mas não descaracterizem a operação. “A sorveteria pode vender café que funciona como um complemento para sobremesa e durante o inverno é possível trabalhar promoções relacionadas a bebidas quentes, inclusive receitas com sorvete, atraindo o público independente do clima”, finaliza Roberto.

Como abrir uma sorveteria passo a passo

Para abrir uma sorveteria e ter mais chances de o negócio prosperar, é interessante seguir alguns passos que envolvem:

Criar um plano de negócio: fundamental para qualquer empresa, o plano de negócios ajuda o empreendedor a organizar suas ideias de forma mais clara e a começar a definir os padrões e estratégias que vão permear ás áreas comercial, financeira, operacional e mercadológica. É uma excelente forma de começar a “desenhar” o negócio de forma mais assertiva e atestar a sua viabilidade.

Defina sua linha de sorveteria: hoje existem sorveterias que trabalham apenas com gelatos gourmet, outras que vendem apenas as paletas mexicanas, outras que tem foco em sorvetes mais tradicionais e simples… Um dos primeiros passos é definir qual será a linha de atuação do seu negócio.

Escolher um cardápio: uma sorveteria pode trabalhar com diversos sabores do produtos, caldas, toppings e até outras sobremesas e bebidas, que, como agora você já sabem, são excelentes alternativas para fugir da sazonalidade. É importante começar a definir um cardápio que agrade o consumidor e tenha a identidade da sua marca.

Encontre fornecedores: com uma ideia mais refinada da sua sorveteria, é o momento para começar a procurar empresas que possam fornecer os ingredientes para preparar o produto, maquinário e materiais preparar e servir os sorvetes, criar embalagens, layout da loja e materiais de divulgação e tudo o que o seu novo negócio vai precisar.

Escolha o ponto ideal: sua sorveteria vai operar no modelo quiosque? Loja de rua? Loja interna? Food truck? Definir o modelo de operação e o ponto ideal para o seu negócio é o próximo passo. O ideal é avaliar a região para conhecer melhor o público que circula na área e identificar se há outras marcas concorrendo.

10 franquias de sorveteria para investir

Para quem tem interesse em abrir uma sorveteria, vale a pena ainda conhecer as redes de franquia que trabalham com sorvetes.

O fato delas terem marcas já estabelecidas no mercado e muito expertise para transmitir para seus franqueados, garante mais segurança e apoio na operação, o que pode fazer a diferença no sucesso do negócio.

Confira a seguir dez franquias de sorveteria que vale a pena conhecer!

1Mil MilkShakes

Com uma larga variedade de produtos e mais de 100 sabores de sorvetes, a Mil Milk Shakes oferece casquinhas, sundaes, brownies e petit gateaus com sorvete, açaí, fondue, crepe e outras sobremesas. Um dos diferenciais da marca é ter um portfólio que pode ser comercializado tanto no verão quanto no inverno.

Investimento total: R$ 142 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil
Royalties: R$ 1,2 mil
Faturamento médio: R$ 51 mil
Prazo de retorno: até 24 meses

2Ice Cream Roll

A Ice Cream Roll entrou no mercado apostando na técnica tailandesa, que consiste em manusear a base do sorvete em uma chapa fria e formar pequenos rolos de sorvete, que são servidos com caldas, frutas e outros toppings.

Investimento inicial: R$ 90,2 mil
Taxa de franquia: R$ 23 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: R$ 35 mil
Prazo de retorno: 18 meses

3Ice Mellow

Bastante reconhecida pelo público, a Ice Mellow é uma franquia especializada em sorvetes, mas que também comercializa açaí, fondue de frutas e outras sobremesas. A rede trabalha com modelos de loja fixa e quiosques e está no mercado desde 1995.

Investimento inicial: R$ 45 mil a R$ 290 mil
Taxa de franquia: R$ 15 mil a R$ 40 mil
Royalties: 8%
Faturamento médio: R$ 30 mil a R$ 40 mil
Prazo de retorno: 12 a 36 meses

4Mr. Mix

Com 12 anos de mercado, a Mr. Mix é especializada em sorvetes e milk-shakes e também tem formatos de franquias de quiosque e lojas fixas. Em expansão, busca franqueado com espírito de liderança, versáteis, dinâmicos e comprometidos com a marca.

Investimento inicial: R$ 193,9 mil a R$ 240 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Royalties: 8,5%
Faturamento médio: R$ 35 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

5Chiquinho Sorvetes

Com mais de 35 anos no segmento, a Chiquinho Sorvetes tem três modelos de franquias: o quiosque interno, ideal para shoppings e galerias, exige um espaço a partir de nove metros quadrados, loja externa, uma unidade de rua que precisa de pelo menos 35 metros quadrados, e a loja internet, que necessita o mesmo espaço que a externa.

Investimento inicial: R$ 275 mil a R$ 380 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil a R$ 60 mil
Royalties: 5%
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 24 meses a 36 meses

6Ice Creamy

A Ice Creamy oferece sorvetes de massa, picolés gourmet, milk shakes e outros produts que com o sorvete como estrela. O ticket médio da marca é de cerca de 16 reais. Para os franqueados, oferece uma lucratividade de 15% a 20% e treinamento completo para inauguração do negócio.

Investimento inicial: R$ 149,9 mil
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Royalties: 5%
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 36 meses

7Sorvete Itália

A Sorvete Itália começou sua operação em 1975 em Ipanema, no Rio de Janeiro, produzindo autênticos gelatos sicilianos sem adição de conservantes. Hoje a rede tem picolés e sorvetes e massa e possui linhas diet, detox, entre outras.

Investimento inicial: a partir de R$ 140 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil a R$ 40 mil
Royalties: 40%
Faturamento médio: R$ 55 mil a R$ 75 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

8Freddo

A Freddo é uma rede argentina com mais de 45 anos no mercado de sorvetes artesanais. A marca auxilia no processo de escolha do ponto comercial, oferece treinamento completo para o franqueado e sua equipe, e presta suporte nas áreas operacional, comercial, técnica e de marketing.

Investimento inicial: a partir de R$ 350 mil
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Royalties: 5%
Faturamento médio: R$ 100 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

9Cia das Paletas

Marca especializada em paletas mexicanas, Cia das Paletas trabalha com picolés, frutados, cremosos, diet, recheados, alcoólicos e uma linha premium. A rede promete alta rentabilidade e retorno rápido e os modelos disponíveis são quiosques de seis ou nove metros quadrados.

Investimento inicial: R$ 99 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 6%
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

10Freddissimo

Com imóveis com metragem a partir de 30 metros quadrados ou espaço para quiosque de pelo menos 6 metros quadrados já é possível abrir uma franquia de sorvetes Freddissimo, uma rede com 15 anos de experiência.

Investimento inicial: R$ 170 mil a R$ 330 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil a R$ 50 mil
Royalties: 15%
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 70 mil
Prazo de retorno: não informado

DEIXE UMA RESPOSTA