Caso você ainda tenha dúvidas se investir em franquia é um negócio tão promissor, os empreendedores que possuem mais de uma franquia na mesma marca podem ser uma boa resposta para o seu questionamento. Conhecido como multifranqueado, esse tipo de empreendedor vem despontando dentro do universo do franchising e mostrando que essa opção pode, sim, ser uma boa pedida.

Dentre as possibilidades para se tornar um multifranqueado está abrir outra unidade da mesma franquia, adquirir uma unidade utilizando o mesmo endereço (trabalhando com uma franquia store in store) ou ainda investir em outra marca. Esses são, de fato, alguns exemplos de movimentações que empreendedores têm feito para atingir um público maior e, consequentemente, aumentar o faturamento.

➥ Quer ter uma franquia de sucesso? Confira nosso manual e saiba como fazer uma gestão mais eficiente

Quer números? Pois segundo pesquisa da ABF (Associação Brasileira de Franchising) divulgada no primeiro trimestre de 2018, as multiunidades estão presentes em 84% das redes franqueadoras, enquanto que em 2017 esse número era de 74,5%.

“Um dos principais sinais de maturidade do franchising brasileiro está na maior participação de multifranqueados, ou de franqueados multiunidades (proprietários de duas ou mais unidades de franquias de uma ou mais marcas) nas redes”, comenta Altino Cristofoletti Junior, presidente da ABF. Em média, há 28 multiunidades dentre das redes franqueadoras.

Se a sua ideia é investir em franquias de serviços, esse cenário é ainda mais promissor, uma vez que cerca de 21% das multiunidades são desse segmento. Mais: de acordo com outra pesquisa divulgada recentemente pela ABF, a tendência é que cada vez mais as redes invistam nesse modelo. Para que tenha ideia, hoje 84% delas afirmam ter franqueados multiunidades.

Esse cenário brilhou aos seus olhos? Então confira, a seguir, o que é e como se tornar um multifranqueado.

O que é um multifranqueado

Ok, você achou tudo muito interessante, mas tem dúvidas sobre o que é ser um multifranqueado? Ele é um investidor que possui mais de uma loja de franquia da mesma marca. Diferente do investidor multimarcas, que gerencia duas ou mais unidades de marcas diferentes.

Além disso, ainda existe o modelo de franquias store in store, que vem ganhando adesão no setor, pois se trata de uma forma de minimizar os custos da operação e abrir o leque de serviços oferecidos aos clientes, tudo no mesmo lugar, de maneira prática e eficiente.

“Esse modelo de franquias tem gerado bons resultados no setor, pois se trata de uma forma de minimizar os custos da operação e abrir o leque de serviços oferecidos aos clientes, tudo no mesmo lugar, de maneira prática e eficiente”, destaca Claudia Coifman, gerente nacional de expansão e gestão de lojas do Grupo Acerte.

O empresário João Carlos Orselli, de Joinville, em Santa Catarina, é proprietário de três operações diferentes, mas atreladas ao mesmo grupo: uma unidade matriz da Quality Lavanderia, uma store in store (Quality Lavanderia + Linha e Bainha Costuras – franquia de reparo e customização de roupas) e ainda um ponto de coleta da Quality (extensão da loja matriz, com um baixo investimento, onde o cliente apenas entrega e retira os artigos a serem lavados). Ele optou por expandir os negócios desta forma motivado pela credibilidade que as marcas já tinham no mercado e também pela facilidade de utilizar uma estrutura já existente.

“Otimizar custos e espaço sem aumentar o aluguel do ponto comercial é realmente uma vantagem excelente”, avalia Orselli. O casamento dos negócios também foi um fator decisivo para o empresário: “uma loja atrai mais venda para a outra, e vice-versa. O cliente vem para uma, vê que existe a outra no mesmo lugar e passa a utilizar as duas”.

Aliás, desde a inauguração da segunda franquia, João Carlos Orselli garante que o faturamento cresceu naturalmente. “No caso da unidade store in store, já tínhamos presença consolidada no ponto comercial e a carteira de clientes da lavanderia, que passaram a usar os serviços de costura. Aumentamos nosso faturamento sem aumentar custo, pois usamos a mesma estrutura, do atendimento aos sistemas de controle financeiro, operacional e de logística”, comemora o franqueado.

Como se tornar um multifranqueado

Tendência no setor de franchising, o bom resultado multifranqueado se deve, também, ao bom desempenho do empreendedor com a primeira unidade. “Nesse caso, é relevante alinhar o plano de expansão do franqueado com a rede franqueadora, e assim seguirem com o projeto de abertura”, explica Claudia Coifman, gerente nacional de expansão e gestão de lojas da Quality Lavanderia.

Cada franqueadora tem as suas regras, mas, de modo geral, o franqueado precisa ter um tempo determinado de operação com uma unidade da marca para, então, franqueado e franqueadora avaliarem, juntos, a potencial abertura de novas unidades.

No entanto, quando se deseja expandir em mais uma unidade, é importante rever todos os pontos necessários para tanto, tais como local, valor para adesão, mão de obra etc. A abertura de novas lojas também traz mais responsabilidades, por isso, além do aquisição financeira para esse novo projeto, é importante que o franqueado esteja apto para assumir mais uma gestão.

Vantagens de ser multifranqueado

Os benefícios desse formato são inúmeros, tais como a redução do custo de operação, aumentando o lucro; mais capilaridade; e redução de risco, pois a franqueadora já conhece o franqueado e sabe a capacidade dele, enquanto ele já sabe claramente o papel que ocupa dentro da rede.

Mas, antes de tudo, você tem o aumento na escala de negócios, um fluxo de gestão positivo que gera um incremento na lucratividade. “Ainda há a possibilidade de crescimento profissional, já que o empreendedor passa a gerenciar de forma mais ampla e sua visão de mercado tende a ficar mais competitiva”, esclarece Claudia.

Outro ponto importante é destacado por Cleyton Leal, coordenador de expansão da rede Sorridents: “é importante usar o know-how de gestão adquirido na primeira unidade para otimizar os resultados, o que traz como vantagem o retorno de investimento e a lucratividade nas demais unidades”.

Para a franqueadora também há vantagens, uma vez que nesses casos há um potencial plano de expansão territorial contribuindo para o crescimento de uma rede mais saudável, pois avança com investidores que já conhecem o modelo de negócio.

Cuidados a serem tomados

Apesar de parecer tentador, nada de ir com sede ao pote. Só é possível aderir a uma ou mais lojas após a solidificação do primeiro negócio, e assim por diante. Isso significa que não é do dia para a noite que você se torna um multifranqueado.

“A possibilidade de abertura de mais lojas vem do amadurecimento da gestão, seja financeira e principalmente de pessoas, já que haverá um aumento de colaboradores para atender às novas demandas”, ressalta Claudia.

Além disso, é preciso ficar atento para não deixar que uma operação interfira na outra ou que alguma delas fique sem a devida atenção, influenciando nos resultados.

Por parte da franqueadora, também é preciso ter alguns pontos em mente, como o cuidado na seleção de multifranqueados, o que é feito com a análise do perfil, o potencial da região e o sucesso do primeiro negócio. “Só após estes índices é recomendada a abertura de uma nova negociação para uma segunda ou mais unidades”, explica Luis Zemlenoi, diretor de expansão do IGA – Instituto Gastronômico das Américas.

Aqui entra, ainda, o perfil do multifranqueado. Certamente, as pessoas mais generalistas são as que mais se identificam com esse tipo de investimento. “Esse empreendedor, após a experiência com a primeira loja e a realização de projeto de expansão, passa a aprofundar mais seu conhecimento no ramo de negócios, ganhando aptidões em diversas esferas como financeira, gestão de pessoas, marketing, comunicação, análise de concorrentes e assim por diante”, conta Claudia.

Assim, com o dia a dia e a mão na massa, o multifranqueado pode até ter um foco de atuação, mas apresenta também um conhecimento panorâmico em diversas áreas. “Ele deve conseguir tomar decisões rápidas, ser ágil, bom em relacionamento interpessoal e ter visão estratégica”, avalia Leal.

A rotina de um multifranqueado

Por fim, mas não menos importante, antes de se decidir pela multifranquia é preciso, também, saber como será o seu dia a dia diante de mais de um empreendimento. Pois tenha em mente que a sua rotina tende a ser mais corrida, pois você precisará estar a par de tudo que ocorre nas lojas que possui.

Nessa etapa, o franqueado precisa utilizar todas as ferramentas que a franqueadora disponibiliza para ele, assim como a análise dos indicadores de suas operações, onde consegue obter informações importantes como indicadores financeiros, operacionais e de vendas.

Além disso, a nova rotina de gerenciamento deve ser apoiada pela área de gestão da franqueadora, que geralmente analisa uma quantidade de informações do negócio do franqueado e se antecipa com a apresentação de um diagnóstico e um plano de ação direcionado ao perfil do negócio para que o investidor consiga alcançar o sucesso.

Assim, os novos gestores devem receber orientações de como preparar sua equipe com o objetivo de desenvolver potenciais supervisores, bem como trabalhar com sua equipe na conquista de metas.

COMPARTILHE
Artigo anteriorThe Kids Club projeta crescer 20% na região Sudeste
Próximo artigoABF Expo: como aproveitar a feira para fazer negócios
Graduada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduanda em Gestão de Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, sua paixão é escrever e tem curiosidade sobre os mais diversos temas. Já trabalhou em editorias de entretenimento, esportes, saúde, bem-estar, PME e gestão de carreiras.

DEIXE UMA RESPOSTA