Não é preciso investir alto para abrir um negócio na área de tecnologia. Com opções de franquias baratas, a Gigatron oferece aos investidores a oportunidade de trabalhar em casa, operando com serviços e soluções em softwares para empresas.

Criada em 1998, a Gigatron atua no mercado de ERP (Enterprise Resource Planning, ou sistema de gestão empresarial, em tradução livre). A rede tem foco em pequenas e médias empresas de varejo e prestadores de serviços, oferecendo softwares e soluções para diversos segmentos – alimentação, moda, informática, pet, cosméticos, automotivo, casa e construção, serviços em geral, entre outros.

➥ Busca franquias na área de tecnologia? Confira nosso guia de franquias de marketing digital

Visando expandir nesse setor, a marca lançou-se como franquia em 2012, após passar três anos formatando seu modelo de negócios. Hoje, são mais de 60 unidades em funcionamento em todo o Brasil. Os planos são de crescimento para 2018: a Gigatron planeja abrir mais de 20 novas unidades até o final do ano.

A marca atua em um mercado com forte potencial no país. Dados do estudo Mercado Brasileiro de Software e Serviços 2017 apontam que o setor brasileiro de Tecnologia da Informação (TI) movimentou mais de 39 bilhões de dólares em 2016. O relatório aponta ainda que o Brasil tem o maior índice de investimento em TI da América Latina.

Dentro do mercado de franquias, o segmento de comunicação, informática e eletrônicos também tem apresentado bons resultados. Em 2017, as franquias desse ramo faturaram 5,1 bilhões de reais, registrando um crescimento de 7,8% em relação a 2016. Os dados são da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Quem pensa em entrar nessa área por meio de uma franquia Gigatron encontra uma proposta atrativa. Além das franquias proporcionarem a entrada de investidores com baixo capital para investir (a partir de 2 mil reais), os modelos de operação também permitem a atuação em home office e não exigem a contratação de uma equipe de funcionários, o que flexibiliza o negócio.

Quer saber mais sobre a rede? Nesta matéria você descobre como abrir e quanto custa uma franquia Gigatron, e também aprende como avaliar se esse negócio vale a pena para você. Confira (se preferir, use os links do menu abaixo para ir direto ao assunto que mais lhe interessa):

Quanto custa uma franquia Gigatron

A Gigatron é uma franquia barata. A rede trabalha com duas modalidades de franquias, ambas com baixo investimento: o modelo Software custa a partir de 10,5 mil reais, enquanto o modelo White Label custa a partir de 2 mil reais.

Os dois modelos podem ser operados em home office, um dos motivos para o baixo custo da franquia. No modelo Software, o franqueado também pode optar por operar em uma loja física, que pede um investimento de 2,7 mil reais em instalação.

Para todas as modalidades de franquia o capital de giro parte de 500 reais. Além disso, a franqueadora não cobra taxas periódicas: os franqueados são isentos de royalties e taxa de propaganda.

Candidatos que precisem de flexibilidade para investir podem contar com uma alternativa de parcelamento da franqueadora. “O modelo de franquia Software parcelamos em até cinco vezes no boleto sem juros, ou 12 vezes no cartão com acréscimos”, conta Victor Ruiz, gerente de expansão da Gigatron Franchising.

Qual o valor de uma franquia Gigatron?

O valor de uma franquia Gigatron parte de 2 mil reais e varia conforme o modelo, que pode ser Software ou White Label. Os dados de investimento a seguir foram informados pela empresa.

Software

A franquia Software tem dois formatos: home office, com investimento de 10,5 mil reais, e loja física, com investimento de 13,9 mil reais.

Para franqueados que prefiram operar em sala comercial, o espaço pode ter a partir de quatro metros quadrados e o capital indicado para instalação é de 2,7 mil reais.

Investimento total: R$ 10,5 mil a R$ 13,9 mil
Taxa de franquia: R$ 10 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 5 mil a R$ 6,5 mil
Prazo de retorno: 1 a 12 meses

White Label

O valor do investimento em uma franquia White Label varia conforme o número de licenças disponível: para 50 licenças, o investimento é de 2 mil reais; para 135 licenças, de 5 mil reais; e, para 300 licenças, 10 mil reais. Esta modalidade é operada em home office.

Investimento total: R$ 2 mil a R$ 10 mil
Taxa de franquia: R$ 2 mil a R$ 10 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 4,49 mil a R$ 26,97 mil
Prazo de retorno: 1 a 6 meses

Qual o faturamento de uma franquia Gigatron?

O faturamento médio mensal de uma franquia Gigatron varia de acordo com o modelo do negócio. Para as franquias Software, o faturamento é de 5 mil reais para a franquia home office e de 6,5 mil reais para lojas físicas. Já o faturamento de uma unidade White Label pode variar de 4,49 mil reais a até 26,97 mil reais.

Qual o lucro de uma franquia Gigatron?

Segundo informado pela empresa, a lucratividade das franquias também varia de acordo com o modelo. Para as franquias Software, o lucro estimado é de 3,5 mil reais para home office e de 4 mil reais para loja. Na franquia White Label esse valor fica entre 2,49 mil reais e 16,97 mil reais.

Compare os números de Gigatron com outras franquias de tecnologia

Confira os dados de investimento de outras franquias de tecnologia e software e compare com os números da Gigatron. As informações são divulgadas pela ABF.

Help Digital

Investimento total: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil
Taxa de franquia: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil
Royalties: R$ 850
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 6 a 12 meses

Atual Sistemas

Investimento total: R$ 20 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 50% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

The Place Sistemas

Investimento total: R$ 20 mil a R$ 47,5 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: variável
Faturamento médio: R$ 10 mil
Prazo de retorno: 12 a 18 meses

Vilesoft

Investimento total: R$ 1,87 mil a R$ 75 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não cobra
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 6 a 48 meses

Como abrir uma franquia Gigatron

franquia Gigatron

Para abrir uma franquia Gigatron o interessado deve, primeiramente, se cadastrar no site da rede. A partir daí inicia-se o processo de seleção, que inclui a apresentação de mais informações sobre o negócio para o candidato e avaliação de perfil do potencial franqueado.

Por conta dos modelos de negócio disponibilizados pela franqueadora, a implantação pode acontecer em qualquer região do Brasil, sem limitações populacionais. Além disso, não há obrigatoriedade de atuar em ponto comercial. “Deixamos essa questão por decisão do franqueado, já que geralmente o atendimento ao cliente é in loco e muitos deles decidem pelo home office”, esclarece Victor Ruiz.

A Gigatron tem como meta abrir 24 novas unidades até o final de 2018.

Conheça os modelos de franquias disponíveis

Os franqueados Gigatron podem optar entre duas modalidades de franquia: Software e White Label. Em ambos os modelos as principais atividades desempenhadas pelo franqueado são prospectar clientes, dar suporte, implantar e treinar novos clientes. São diversos softwares disponíveis no portfólio da rede, com foco no pequeno e médio varejo, além de prestadores de serviços.

Os franqueados podem trabalhar em casa e não precisam contratar funcionários, podendo operar a franquia sozinhos. A rede permite que o franqueado seja registrado como microempreendedor individual (MEI).

“As franquias podem ser instaladas em salas comerciais, coworking, entre outros; neste caso, acreditamos que se possa dar andamento nos trabalhos em um espaço de quatro metros quadrados. O mesmo vale para o home office – não é preciso muito espaço, já que é necessário apenas um computador e telefone para conduzir a operação”, ressalta Ruiz.

Saiba se você tem o perfil ideal

De acordo com Ruiz, a franqueadora busca por franqueados com perfil empreendedor, técnico e comercial. “Para ambas as modalidades de franquia é preciso ter conhecimento em TI, gestão e perfil comercial”, reforça o gerente de expansão da rede.

Como uma das principais atividades da franquia é a prospecção de clientes, bom relacionamento interpessoal e habilidade com vendas é fundamental.

Além disso, como a franquia pode ser operada em home based, é preciso que o franqueado tenha capacidade de organização e concentração para construir uma rotina de trabalho saudável e produtiva para o negócio.

Como saber se sua região comporta uma unidade

Atualmente, a Gigatron trabalha com oportunidades de novos negócios para todas as regiões do Brasil, sem limitações para número de habitantes da localidade ou exigências para ponto comercial.

Ainda assim, a seleção é rigorosa. “Nosso foco de expansão é o Brasil todo, mas trabalhamos de forma cautelosa nosso plano de expansão. Nós prezamos pela qualidade dos serviços e a reputação da marca, por isso, selecionamos a dedo nossos franqueados”, aponta Ruiz.

Como é o processo de seleção

O processo de seleção de um novo franqueado Gigatron começa com o cadastro no site da empresa. O cadastro é simples, pedindo apenas informações básicas do interessado: nome completo e e-mail, além da criação de uma senha.

Após efetuado o cadastro, o candidato passa a ter acesso ao portal de franquias, no qual pode conferir a Circular de Oferta da Franquia (COF) e a documentação.

“Em seguida, nosso time de profissionais analisa o perfil do interessado. Se aprovado, entramos em contato e damos início ao processo de investimento e inserção desse investidor à marca”, explica Ruiz.

Franquia Gigatron: vale a pena?

Com 20 anos de atuação no mercado de tecnologia, a Gigatron tem experiência no setor, buscando renovar suas soluções conforme os avanços do mercado.

O principal atrativo para investidores é o baixo custo da franquia: com apenas 2 mil reais já é possível tornar-se um franqueado da marca. Além disso, a expectativa de retorno também chama a atenção, com um payback rápido, a partir de um mês.

Por outro lado, é imprescindível que o candidato avalie se o negócio é a escolha ideal para si. Aqui, é necessário analisar se a lucratividade mensal está de acordo com as expectativas de renda do investidor, se o perfil do candidato é adequado ao modelo da operação – afinal, o sucesso do negócio está diretamente ligado ao desempenho do franqueado, que provavelmente trabalhará sozinho.

As vantagens da franquia Gigatron

Para Victor Ruiz as principais vantagens da Gigatron são contar com soluções que seguem as tendências de mercado, vasto portfólio de produtos, capacidade de atendimento em vários segmentos e participação em todo o território nacional. O gerente de expansão também destaca a estrutura de marketing da empresa como um ponto positivo da franquia.

Além disso, pode-se considerar também o baixo investimento e a possibilidade de atuar em home office, com flexibilidade de horários, pontos atrativos do negócio.

Como é o suporte da franqueadora

Quanto ao suporte oferecido pela franqueadora, Ruiz aponta: “temos uma plataforma EAD, que faz todo o processo de treinamento e, em seguida, o franqueado passa pela homologação com o acompanhamento de um profissional de suporte da empresa”.

A Gigatron oferece suporte na implantação da franquia, customização de relatórios e etiquetas, promoção do negócio e produto. A franqueadora também oferece treinamento na área de assistência técnica, atendimento ao cliente e implantação da loja.

Os desafios de ser um franqueado Gigatron

“Nos mantermos sempre antenados com a nova economia e as soluções atualizadas de acordo com as tendências de mercado é um desafio”, afirma Ruiz.

Vale apontar também que a prospecção ativa de clientes é outro desafio dos franqueados, que devem manter a parte comercial da franquia bem desenvolvida para garantir o sucesso da operação.

O que os outros franqueados dizem

Com quatro selos de “melhor franquia de tecnologia do Brasil” pela Pequenas Empresas Grandes Negócios, a Gigatron parece ter um bom relacionamento com seus franqueados.

“A Gigatron me trouxe a oportunidade de investir num segmento que sempre desejei, mas que até então não sabia como, que é a área de software para automação comercial”, conta o franqueado Bruno Carvalho.

Já para Ricardo Alexandre, outro franqueado da rede, os produtos e o atendimento da rede são diferenciais na atuação da empresa no mercado. “A grande praticidade do software aliado ao suporte eficaz e assíduo, nos consolidou no mercado de sistema para atender o varejo e atacado”, pontua.

O posicionamento no mercado também é um destaque de Paulo Mayeda. “Nos últimos três anos, conquistamos dezenas de clientes de concorrentes e, ao mesmo tempo, não perdemos nenhum cliente para a concorrência”, relata o franqueado.

Na página da Gigatron no Reclame Aqui há uma única reclamação registrada, que diz respeito ao sistema de franquias. Na publicação, o reclamante relata ser um ex-franqueado da marca em processo de rescisão contratual e está em negociação com a franqueadora para a resolução do problema.

O que perguntar a outros franqueados da marca

Antes de fechar negócio, o ideal é que o candidato busque outros franqueados da marca para conversar sobre a franquia e esclarecer dúvidas. Victor Ruiz indica que os interessados questionem:

  • Qual o processo geral da franquia?
  • Qual a aceitação de mercado das soluções?
  • Quais os principais segmentos que a solução atende?

A listagem de franqueados da empresa deve estar presente na COF. Além disso, é possível localizar no site da Gigatron os endereços e telefones de unidades da rede, buscando por estado e cidade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA