Dentro do franchising, existe um universo de diferentes opções de segmentos e nichos de mercado para investir. Contar com a maturidade no mercado de uma marca franqueada e ainda escolher um nicho específico com que mais se identifica, são boas maneiras de entrar no mundo dos negócios. As franquias de sapatos femininos são uma alternativa atrativa para quem quer investir no mercado de moda.

Segmentos como as franquias de calçados vivem um momento de aquecimento, com aumento das vendas, após anos de desafios econômicos. O Instituto de Inteligência de Mercado (IEMI) aponta que a venda de calçados cresceu 3% em 2017, o que significa a venda de 857,6 milhões de pares de sapatos.

➥ Busca franquias de sapatos? Confira nosso guia de franquias de acessórios (com valores de investimento)

Desde 2014, o segmento de calçados vinha experenciando momentos de retração econômica, com queda de 4,8% em 2013. Entretanto, em 2017, o setor avançou 10,3% em receitas.

A IEMI prevê um 2018 com estabilidade econômica para o setor e aumento das vendas em 3,2%, em comparação ao ano anterior. A perspectiva para o faturamento é de um aumento acima de 7%, comparado a 2017.

Inseridas no segmento de Moda, as franquias de sapatos, sejam específicas para homens, mulheres ou crianças, apresentaram desempenho positivo em 2017. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento registrou crescimento no faturamento em 7% e, ao todo, as franquias atingiram 21,8 bilhões de reais em receita.

De acordo com o Sebrae, as lojas de calçados no país registraram crescimento na última década, em especial as marcas que estão instaladas em grandes centros urbanos.

O economista e consultor do Sebrae, Sergio Dias, comenta que as vantagens de investir em franquias de sapatos são múltiplas. Por seu perfil de desempenho positivo, o especialista confirma que o segmento deve continuar promissor e com desempenho mantido em 2018 e 2019.

“De acordo com o IEMI e o Sebrae, há uma expectativa de crescimento de vendas. Portanto, as franquias de sapatos serão beneficiadas com essas previsões. Há também uma mudança cultural que beneficia a compra de calçados, pois a tendência do consumidor é a de adquirir um novo calçado ao invés de consertá-lo ou reformá-lo”, explica Dias.

Quando pensamos nos desafios a serem enfrentados pelos empreendedores, o economista destaca a importância de se escolher uma boa franquia, a análise cuidadosa do contrato de franquia e a compreensão das cláusulas de obrigações e direitos. Dias acrescenta ainda que é preciso “escolher uma boa localização e, principalmente, avaliar se seu perfil de empresário e sua habilidade comercial se adequam a esse tipo de negócio. É importante se manter informado sobre as tendências da moda e das preferências dos consumidores”.

Escolhendo franquias de sapatos femininos

Nesse cenário promissor, escolher uma franquia de sapatos femininos pode ser uma excelente pedida. Aqui, apostar em um nicho específico pode contribuir para a atração do público. Muitas marcas consolidadas de sapatos femininos atuam no franchising, como a Arezzo e a Melissa, por exemplo. Além disso, trabalhando com produtos específicos é possível focar os esforços de marketing em um público mais bem definido.

Não é necessário que o franqueado tenha formação superior em moda ou áreas relacionadas, nem ser um vendedor profissional ou ter atuado no segmento para investir em franquias de sapatos. Entretanto, é essencial ter habilidade para equilibrar o trabalho de gerenciamento de um negócio, com know how de gestão operacional oferecidos pelas franqueadoras.

Sergio Dias aconselha que, na hora em que o empreendedor escolher uma franquia no segmento de moda, é importante levar em consideração as características sazonais. Para franquias que trabalham exclusivamente com a venda de sapatos, e estão incluídas no segmento de moda, o empreendedor deve levar em conta os altos e baixos do mercado, assim como outras empresas que trabalham com a venda de roupas e acessórios.

“É necessário ter dinamismo para gerir esse tipo de negócio, evitando compras que não sejam absorvidas pelos consumidores e se tornem estoques desnecessários, acumulando capital na prateleira”, alerta o consultor.

Além disso, é importante que o franqueado esteja atento às constantes mudanças da moda e, principalmente, estudar o perfil do comprador. O estudo de perfil dos clientes auxilia na escolha das peças em quantidade, modelos e cores, de acordo com os tipos de calçados que mais saem, e os que ficam mais tempo em estoque.

Vale lembrar que sapatos são vistos como objetos de desejo para muitas mulheres e, muitas vezes, a compra é feita por impulso. Por isso, contar com uma marca que lança novidades constantes e tem visual atrativo no ponto de venda pode fazer toda a diferença.

Pensar na localização do ponto comercial é um fator que auxiliará uma marca a sobreviver no mercado. A estratégia deve ser baseada no perfil da loja, seja ela uma multimarca, franqueada ou negócio próprio, e no público que pretende atender. A densidade populacional, o perfil dos consumidores locais, dados de concorrência, acesso, visibilidade e proximidade com fornecedores, devem ser outros aspectos que precisam ser levados em conta no momento de inaugurar uma franquia de sapatos femininos. De acordo com a ABF, é recomendado abrir lojas de sapatos em áreas comerciais com bom fluxo de pessoas, além de shopping centers e galerias.

A seguir, listamos algumas opções de franquias de sapatos femininos. As informações sobre as marcas são divulgadas pelas próprias empresas ou pelo site da ABF.

1Sapatilha na Sacola

A Sapatilha na Sacola é especialista na venda de modelos exclusivos de sapatilhas. A marca investe em praticidade e qualidade, levando o carro chefe da rede até a casa dos clientes. O franqueado atua em modelo home based, levando em uma mala expositora os diferentes modelos de calçado.

Investimento total: R$ 9,9 mil
Taxa de franquia: R$ 3,8 mil
Royalties: não informado
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 3 a 6 meses

2Quinta Valentina

A Quinta Valentina é uma marca que trabalha com a comercialização de calçados femininos. Seguindo um modelo de vendas personalizadas, no qual o franqueado leva os produtos até a cliente, a marca trabalha com modelo de franquia home based. Recentemente, a franqueadora passou a oferecer também franquias com ponto de venda físico.

Investimento total: R$ 27 mil a R$ 100 mil
Taxa de franquia: R$ 8 mil a R$ 40 mil
Royalties: variável
Faturamento médio: R$ 17 mil a R$ 42 mil
Prazo de retorno: 3 a 22 meses

3City Shoes

A marca foi fundada em 1996 no Rio de Janeiro, e se estruturou como especialista na venda de calçados, bolsas e acessórios femininos. Os clientes encontram mix completo de produtos. A City Shoes recebeu, por seis anos consecutivos, o Selo de Excelência em Franchising. Atualmente, a marca possui 40 unidades franqueadas em todo o país.

Investimento total: R$ 220 mil a R$ 360 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 10% das compras
Faturamento médio: R$ 80 mil
Prazo de retorno: 24 a 40 meses

4Dumond

Fundada em 1994, a Dumond está localizada em pontos estratégicos do país, como a Rua Oscar Freire, em São Paulo, além dos principais shopping centers. A marca oferece aos clientes diferentes opções de sapatos e acessórios, coleções e tendências internacionais. O franqueado investe em um modelo de loja, e recebe treinamento e acompanhamento completo.

Investimento total: R$ 240 mil a R$ 380 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 45% das mercadorias
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

5Via Mia

Com 15 anos de mercado, a Via Mia expandiu por todas as regiões do país: são 21 lojas, sendo 12 próprias e 10 franqueadas. Os produtos da marca buscam seguir a essência do Rio de Janeiro, e oferecem aos clientes opções de cores, estilo e conforto. O empreendedor encontra franquia modelo de loja para investimento.

Investimento total: R$ 265 mil a R$ 585 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 16% das compras
Faturamento médio: R$ 240 mil
Prazo de retorno: 18 a 30 meses

6Santa Lolla

A empresa nasceu em 2002 e, dois anos depois, abriu a primeira franquia Santa Lolla. Hoje, a marca de calçados e acessórios femininos está presente em 129 franquias espalhadas por todo o Brasil, além de uma unidade no Paraguai.

Investimento total: R$ 285 mil a R$ 355 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 18% das compras
Faturamento médio: R$ 130 mil
Prazo de retorno: 30 a 36 meses

7Clube Melissa

Especializada na produção e comercialização de calçados de plástico, a Melissa foi fundada em 1971. A marca, que faz parte do grupo Grendene, começou no franchising em 2008 e conta com mais de 170 unidades no Brasil. Os franqueados recebem treinamentos, consultoria e apoio de marketing.

Investimento total: R$ 300 mil a R$ 500 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 170 mil
Prazo de retorno: 24 a 48 meses

8Capodarte

A Capodarte faz parte do grupo Paquetá, criado em 1945 e que hoje possui aproximadamente 12 mil colaboradores. O grupo está presente no Brasil, Argentina e República Dominicana. A marca premium do grupo conta com mais de 50 operações pelo Brasil.

Investimento total: R$ 350 mil a R$ 520 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil
Royalties: 45% das compras
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

9Carmen Steffens

A Carmen Steffens oferece aos consumidores produtos com design sofisticado, desenvolvido de acordo com as últimas tendências da moda nacional e internacional. Os clientes encontram mix de produtos variado de bolsas, sapatos e acessórios.

Investimento total: R$ 370 mil a R$ 720 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: variável
Faturamento médio: R$ 200 mil
Prazo de retorno: 30 a 36 meses

10Usaflex

Criada em 1998, a Usaflex se destaca no mercado pela fabricação própria de seus calçados. A marca expandiu por franchising em 2015 e, atualmente, conta com 121 unidades franquias em todas as regiões do país.

Investimento total: R$ 400 mil a R$ 500 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 10% das compras
Faturamento médio: R$ 150 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

11Anacapri

Com o intuito de oferecer as clientes a tríade qualidade, preço e personalidade, a AnaCapri investe no lançamento de mais de 1 mil modelos e cores todos os anos. A empresa é conhecida por sempre inovar em sua linha estabelecendo famosas parcerias, entre elas: Calu Fontes, Sorvetes Diletto, Karen Hofstetter, entre outras. A linha de produtos também conta com acessórios, sapatos, bolsas e botas.

Investimento total: R$ 410 mil a R$ 570 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 38,74% das compras
Faturamento médio: R$ 125 mil
Prazo de retorno: 36 a 48 meses

12Arezzo

A Arezzo se posiciona no mercado como especialista na comercialização de calçados e acessórios para o público feminino. Fundada em 1972, a marca investiu em expansão por franchising no mesmo ano. Hoje, está presente em cerca de 180 municípios e conta com mais de 360 unidades franqueadas.

Investimento total: R$ 475 mil a R$ 735 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 38,74% das compras
Faturamento médio: R$ 180 mil
Prazo de retorno: 36 a 60 meses

DEIXE UMA RESPOSTA