Quem pensa em entrar no mercado de moda pode encontrar nas franquias de roupas multimarcas uma opção atrativa. Oferecendo aos clientes um mix de produtos variado, lojas que trabalham com múltiplas marcas costumam oferecer mais diversidade de estilos e preços – o que, consequentemente, atinge um público maior.

Investir em moda é um bom negócio no Brasil. O mercado têxtil brasileiro é um dos maiores do mundo e movimenta mais de 46 bilhões de dólares ao ano, segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil (ABIT).

➥ Busca franquias no setor de moda? Confira nosso guia de franquias de roupas (com valores de investimento)

Entrar nesse ramo por meio de franquia também é uma boa aposta. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de moda faturou 21,868 bilhões de reais no ano passado, o que representa um crescimento de 7% em relação a 2016. O segmento de moda fechou o ano de 2017 com o quarto maior faturamento do franchising brasileiro.

Além do apelo junto ao público consumidor local, as marcas de moda brasileiras também se destacam no exterior: a ABF apurou que 25,4% das franquias nacionais que atuam em outros países são do segmento de moda, que ocupa o topo do ranking de internacionalização de franquias de 2017.

A concorrência nesse mercado é alta. Além de redes de franquias de roupas, o empreendedor que resolve se aventurar no setor de moda também concorre com lojas individuais. Mas, as franquias prometem uma vantagem competitiva a quem quer abrir uma loja no ramo.

“As lojas independentes de roupas são um grande desafio ao lojista para acertar na compra e não ter que depender de grandes liquidações para desovar o estoque. Já as franquias, oferecem uma seleção pré estabelecida, que facilita muito a operação do franqueado”, aponta Mércia Machado Vergili, consultora da GSPP.

O apoio e o know how da franqueadora na composição do estoque fazem toda a diferença no desempenho do negócio. Com um bom suporte e fornecedores bem alinhados, é possível manter uma estratégia de compras saudável para cada loja, aproveitando oportunidades de promoções, trocas de coleção e épocas de alta demanda.

“O cuidado quando se abre uma franquia de roupas é saber que as vendas dependem de estoque e que um bom estoque requer um investimento grande. Outro fator é que tem que haver reposição constante de peças”, complementa a consultora da GSPP.

Franquia de roupas multimarcas ou monomarca?

Na hora de escolher a franquia de roupas certa para investir há muitos fatores a serem levados em consideração. Aqui, é importante não só observar o modelo de negócio e o valor do investimento, mas também o público-alvo (masculino, feminino, infantil, jovem etc.) e a marca trabalhada.

Dentro disso, as franquias de roupas multimarcas aparecem como uma boa alternativa para quem busca a oportunidade de trabalhar com um leque de opções mais variado, mesclando diferentes estilos – algo que nem sempre é possível com lojas que vendem uma única marca. “As lojas multimarcas podem atender diferentes necessidades de clientes e normalmente têm bons preços”, comenta Mércia.

Com a possibilidade de contar com fornecedores diferentes, as franquias de roupas multimarcas permitem operar de forma mais flexível, adequando o estoque ao público consumidor local e sem ficar “engessado” com as coleções de uma única marca.

Mas, isso não significa que as lojas podem operar sem seguir normas. Mécia ressalta que “normalmente as franquias optam por uma marca própria para conferir um padrão a loja. As lojas multimarcas têm que ter uma equipe de compras que faça uma boa seleção para manter esse padrão”.

De acordo com a consultora, é fundamental que a franquia consiga oferecer uma boa curadoria de produtos para reter clientes fiéis à marca – esse é um fator fundamental na formação da identidade de uma loja multimarcas.

Além disso, embalagens, disposição de vitrine, preços tabelados e períodos de promoções pré-estabelecidos também devem fazer parte do padrão transmitido pela franqueadora. “Outro desafio para o franqueador é como manter o franqueado comprando somente produtos homologados pelo franqueador”, acrescenta Mércia.

Com isso em mente, uma das principais dicas para quem quer abrir uma franquia de roupas multimarcas é prestar muita atenção aos fornecedores: quais são as marcas vendidas? Analisando essas marcas fica mais fácil perceber qual é o estilo e a identidade da rede, verificando também qual é o público com a qual a empresa mais se identifica, qual é a faixa de preços trabalhada e as melhores localizações para a instalação da unidade.

Mércia destaca ainda que a localização do ponto comercial é um ponto crucial para o sucesso de uma franquia nesse segmento. Pontos de rua localizados em áreas comerciais, shopping centers, galerias e outros grandes centros, com fácil acesso e boa visibilidade, são ideais.

A seguir você confere algumas opções de franquias de roupas multimarcas. Os dados de investimento são divulgados pela ABF ou pelas próprias empresas.

1Container Ecology Store

As lojas comercializam marcas como Coca-Cola Clothing, Levi’s, Lança Perfume, Dzarm, Lacoste, Morena Rosa, M. Officer, Ellus, Hollister, Dudalina, Triton, Forum, Tommy Hilfiger, entre outras. São diversos modelos de franquia, com lojas de rua ou de shopping em formatos diferentes (incluindo no container).

Investimento total: R$ 100 mil a R$ 500 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil
Royalties: R$ 2,5 mil (fixo)
Faturamento médio: R$ 100 mil
Prazo de retorno: 24 meses

2Container Baby & Kids

Também com a proposta de trabalhar com lojas multimarcas no formato de container, a Container Baby & Kids é uma rede voltada ao público infantil. As lojas trabalham com produtos para bebês até adolescentes de 16 anos, incluindo marcas como Tip Toey Joey, Tommy Hilfiger, Lacoste, Tyrol, Siri, Disney, Cotiplás, Chicco, Diesel, Luluzinha, Calvin Klein, Spezzato Teen, entre outras.

Investimento total: R$ 100 mil a R$ 500 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil
Royalties: R$ 2,5 mil (fixo)
Faturamento médio: R$ 100 mil
Prazo de retorno: 24 meses

3Mini Grife

A Mini Grife atua no segmento infantil, comercializando roupas, calçados e acessórios para crianças com idade entre zero e 14 anos. Entre as marcas vendidas pelas lojas da rede estão Marisol, Lilica Ripilica, Milon, Hello Kitty, Pampili, LePetit, Quimby, Trick Nick, Up Baby entre outras.

Investimento total: a partir de R$ 170 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Royalties: 4% sobre as compras do mês
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: não informado

4Outlet Lingerie

A Outlet Lingerie tem como proposta comercializar peças de moda íntima feminina e masculina de 20 marcas do mercado, tudo com descontos de até 70% em relação aos preços originais. Entre as marcas vendidas pelas lojas da rede estão Scala, Liz Lingerie, Darling, Calvin Klein, Gracious e Valisere.

Investimento total: R$ 190 mil a R$ 220 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 60 mil
Prazo de retorno: 24 a 30 meses

5Valisere

Reconhecida marca de moda íntima feminina, a Valisere tem um modelo de negócio que trabalha com a venda de produtos de outras marcas do mesmo grupo, a Valisere Brands. Nessas lojas, além da Valisere, estão presentes as marcas Cia Marítima, Valfrance, Triumph, Sloggi, Água Doce e Classic.

Investimento total: R$ 200 mil a R$ 490 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 6% das vendas brutas
Faturamento médio: R$ 80 mil
Prazo de retorno: 20 a 36 meses

6Supermarcas.com

A Supermarcas.com trabalha com peças de vestuário (camisas, camisetas, calças, moletons), calçados, acessórios de moda (bonés, bolsas, carteiras) e itens variados (perfumes, canetas, chaveiros, malas, capa para celular etc.) em linhas masculinas, femininas e infantis. As marcas vendidas incluem Audi, Disney, Ferrari, BMW, Camaro, Harley-Davidson, entre outras.

Investimento total: R$ 200 mil a R$ 600 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 6% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 110 mil
Prazo de retorno: 18 a 40 meses

7Vim Vi Venci

Prometendo uma grande variedade de produtos, a Vim Vi Venci trabalha com peças de vestuário, calçados e acessórios para o público infantil, com produtos para bebês, crianças e adolescentes. Entre as marcas vendidas estão Baby Fashion, Banana Danger, Brandili, Bubalu, Pampili, Melissa, Momi, Animê, Colorittá, e muitas outras.

Investimento total: R$ 300 mil a R$ 340 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil
Royalties: 4% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 28 a 35 meses

8B1

Com origem paranaense, a B1 trabalha com um mix de produtos diverso, incluindo peças de vestuário, calçados e acessórios de moda. A rede conta com mais de 1 mil fornecedores cadastrados e conta com produtos novos toda semana. Entre as marcas vendidas estão Vizzano, Seiki, Hit, Moleca, Lady Rock, Mariotta, Enfim, Cantão, Iódice e Modare.

Investimento total: R$ 500 mil a R$ 795 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 10% das compras
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 36 meses

DEIXE UMA RESPOSTA