O comportamento do consumidor está mudando. Cada vez mais, ele espera soluções ágeis, personalizadas, digitais e integradas com ferramentas e dinâmicas que já utiliza em sua rotina, com o WhatsApp e as redes sociais.

E se o dia a dia do cliente já é digital, não faz sentido para ele ter experiências analógicas e ultrapassadas quando se trata de comprar produtos ou contratar serviços.

➥ Quer ter uma franquia de sucesso? Confira nosso manual e saiba como acelerar a expansão da sua franquia

Com um público mais exigente e uma concorrência acirrada, as companhias que querem se manter relevantes precisam abraçar a transformação digital. Esse conceito surge como um caminho para que as empresas, incluindo as franqueadoras, incorporem a tecnologia nos seus processos e atendam essa nova forma do público consumir e se relacionar com as marcas.

Para as franquias, o trabalho de transição para o digital pode ser um pouco mais complexo. Afinal, além de compreender o consumidor e eleger as novas tendências e recursos que podem fazer sentido para a franqueadora, é preciso educar e convencer os franqueados a fazerem o mesmo em suas unidades.

É um trabalho árduo, mas fundamental para as redes que desejam continuar relevantes a longo prazo.

A seguir, veremos algumas dicas para submeter sua rede de franquias à transformação digital

Mudança de mentalidade

Não adianta incluir ferramentas tecnológicas na sua rede de franquias, se a mentalidade dos gestores e dos franqueados seguir no formato tradicional. Afinal, nem mesmo o instrumento mais avançado funciona se não houver estratégias e propósito em sua utilização.

Antes de implementar qualquer mudança, é preciso apresentar a transformação digital a esses profissionais e deixar claro que não se trata de um modismo passageiro, mas sim de uma forma de continuar otimizando e atualizando processos internos e externos do negócio.

Todos, principalmente os franqueados, devem entender que a transformação digital é um passo para que o negócio se torne melhor para quem compra e também para quem o opera, visto que a digitalização também deve simplificar e agilizar os procedimentos de gestão.

Diagnóstico e planejamento

Um bom próximo passo para a transição digital de uma franqueadora é fazer um levantamento sobre a jornada atual do consumidor, os processos internos da sua rede para atendê-lo e também sobre o que os concorrentes têm feito no que diz respeito à transformação digital.

Conhecendo bem quem é o seu consumidor, como ele chega até sua marca e como a sua rede responde à chegada de um novo cliente, fica mais fácil entender quais pontos podem ser melhorados para tornar o dia a dia do seu negócio mais simples e a experiência do cliente mais satisfatória.

Levantamento de objetivos

Agora que você já conhece bem o cenário e o momento em que sua franquia se encontra, é  hora de definir metas que devem ser alcançadas com a transformação digital.

Reduzir o tempo de atendimento na frente de caixa, reduzir custos com a gestão e levantar dados dos clientes que possam melhorar a tomada de decisões, são alguns objetivos importantes que a transformação digital pode te ajudar a conquistar.

Escolha das ferramentas

Você já sabe o que precisa ser feito e onde pretende chegar. A próxima etapa é definir quais ferramentas ajudarão a companhia a trilhar esse caminho.

Em um processo de transformação digital, geralmente são usados instrumentos ligados à inteligência artificial, big data, UX design e softwares de gestão que usam tecnologia de ponta. Mas, o mais importante é escolher as ferramentas que poderão realmente contribuir para alcançar os seus objetivos e que funcionem bem para suas estratégias.

Integre o ambiente

O ambiente de trabalho – tanto na franqueadora quanto nas unidades  – não deve estar desligado da transformação digital. Para que o processo funcione corretamente, é preciso integrar as ferramentas e objetivos ao dia a dia dos colaboradores.

Para isso, é importante que o ambiente também opere sob os mesmos parâmetros do digital: com agilidade, flexibilidade e economia de recursos. Isso é algo que só acontece quando a franqueadora reavalia os processos gerenciais e transmite para os gestores e franqueados de que forma a operação deve funcionar a partir da transformação digital.

Analise e otimize

A transformação digital é um processo e não uma finalidade. A medida que surgem novas tecnologias, a tendência é que o comportamento do consumidor continue mudando. Por isso, é importante que as franquias se preocupem em analisar constantemente o seu mercado e buscar uma melhoria contínua em seus processos.

Dessa forma, fica mais simples estar sempre em conformidade com as necessidades do  consumidor moderno e garantir uma vida longa no mercado.

Invista na transformação digital com o Solutto

O Solutto é especialista em soluções tecnológicas que tornam as operações das franquias mais econômicas, sustentáveis e focadas em resultados.

Suas ferramentas modulares contemplam vários departamentos das franquias, como faturamento, treinamento, CRM, atendimento e expansão. Flexíveis, elas podem ser personalizadas para atender totalmente as necessidades da franqueadora e do franqueado.

DEIXE UMA RESPOSTA