Bolo caseiro e fresquinho, como aqueles degustados na casa da vó: esse é o principal produto da Casa de Bolos, rede de franquias que nasceu de uma tradição familiar e hoje conta com lojas distribuídas por todo o país.

Fundada pela Vó Sônia – responsável pelas receitas originais – em parceria com seu filho caçula, a Casa de Bolos abriu sua primeira loja em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, em 2010. Com o sucesso da unidade, a família resolveu entrar no franchising e iniciou a expansão da marca em 2011.

➥ Busca franquias no setor de alimentação? Confira nosso guia de franquias de bolos (com valores de investimento)

Levando as receitas da Vó Sônia para as unidades franqueadas, a Casa de Bolos promete aos clientes produtos de qualidade, com bolos assados nas próprias unidades para garantir a entrega de um produto fresquinho e com ingredientes naturais. São mais de 70 sabores de bolos no cardápio da marca, incluindo versões diet integral, baby, no pote, além de cucas e tortas.

Atualmente, a rede já tem grande presença no país e está em franca expansão: de acordo com dados da empresa, a franquia cresceu mais de 17% em 2017. Esse crescimento também levou a marca ao ranking das 50 maiores franquias do Brasil segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O crescimento da marca está alinhado com um mercado forte no país: o de bolos. Segundo ranking da Euromonitor, o Brasil tem o sétimo maior mercado de bolos industrializados do mundo em faturamento – em 2017, esse setor movimentou mais de 1 milhão de dólares. Já dados da Nielsen divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) apontam que as vendas no ano passado tiveram um volume de 31,88 mil toneladas.

Com mais de 300 lojas em funcionamento e outras 20 em processo de abertura, a Casa de Bolos planeja continuar aproveitando esses bons números com um plano de expansão bem definido para os próximos anos e pretende chegar a 400 unidades ativas até o final de 2020.

Quer saber mais sobre a franquia? Nesta matéria você encontra informações sobre como abrir e quanto custa uma franquia Casa de Bolos, e descobre também como avaliar se esse é o negócio certo para você. Confira (para pegar um atalho e ir direto ao tópico que mais lhe interessa, use os links do menu abaixo).

Quanto custa uma franquia Casa de Bolos

Franquia Casa de Bolos

São dois modelos de negócio disponíveis para quem quer se tornar um franqueado Casa de Bolos, ambos no formato de loja. O investimento total na franquia fica entre 200 mil reais e 250 mil reais, valor que já inclui a taxa de franquia, implantação, estoque inicial, capital de giro e reformas.

A franquia fit é a mais barata da rede: neste modelo, o franqueado investe 55 mil reais na implantação e 8 mil reais no primeiro estoque. Já para as lojas standard, o investimento é de 70 mil reais para implantação e 18 mil reais em estoque para iniciar a operação.

As taxas são as mesmas para ambos os modelos: 61 mil reais de taxa de franquia (cobrada uma única vez, no início do processo) e 1,5 salário mínimo nacional de taxa royalties (cobrada mensalmente). A franqueadora não cobra taxa de propaganda.

“Os investimentos iniciais – com taxa de franquia, implantação e estoque – podem ser parcelados diretamente com a franqueadora, que garante também taxas diferenciadas para financiamento em instituição financeira parceira”, afirma Rafael Ramos, diretor de marketing da Casa de Bolos.

O investimento inicial é de 125 mil reais para franquias fit e de 150 mil reais para franquias standard.

Qual o valor de uma franquia Casa de Bolos?

O valor de investimento em uma franquia Casa de Bolos varia conforme o modelo da franquia, ficando entre 200 mil reais e 250 mil reais no total. A principal variação se dá em razão dos gastos com a implantação da nova unidade, sendo que a franquia fit demanda menor investimento.

Os dados a seguir foram informados pela empresa.

Investimento total: R$ 200 mil a R$ 250 mil
Taxa de franquia: R$ 61 mil
Royalties: 1,5 salário mínimo
Faturamento médio: R$ 37 mil
Prazo de retorno: 24 meses

Qual o faturamento de uma franquia Casa de Bolos?

De acordo com informações da empresa, o faturamento médio mensal de uma unidade Casa de Bolos é de 37 mil reais. O prazo de retorno, para ambos os modelos, é de 24 meses.

Qual o lucro de uma franquia Casa de Bolos?

Com margem bruta média de 60%, as franquias Casa de Bolos têm margem líquida de 15% para lojas standard e 20% para lojas fit.

Compare os números de Casa de Bolos com outras franquias de bolos

Confira os dados de investimento de outras franquias de bolos e compare com os números da Casa de Bolos. As informações são divulgadas pelas empresas ou pela ABF.

Bolos da Fazenda

Investimento total: R$ 105 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Royalties: R$ 890
Faturamento médio: R$ 45 mil
Prazo de retorno: até 36 meses

Bolos do Cerrado

Investimento total: R$ 155 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil
Royalties: R$ 990
Faturamento médio: R$ 55 mil
Prazo de retorno: até 36 meses

Fábrica de Bolo Vó Alzira

Investimento total: R$ 99 mil a R$ 199 mil
Taxa de franquia: R$ 19 mil a R$ 38 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: R$ 35 mil a R$ 70 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

Delícia de Bolos Caseiros

Investimento total: R$ 65 mil a R$ 112 mil
Taxa de franquia: R$ 20 mil
Royalties: R$ 900
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 12 a 18 meses

Sodiê Doces

Investimento total: R$ 450 mil
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Royalties: 6% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 50 mil a R$ 150 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

Como abrir uma franquia Casa de Bolos

Para abrir uma franquia Casa de Bolos o processo é iniciado com o cadastro do interessado com a franqueadora, que promove uma série de contatos, incluindo envio de informações sobre o negócio, entrevista, análise de perfil, aprovação do candidato e definição da localidade da nova unidade.

“A estratégia de crescimento da Casa de Bolos é pautada por estudos aprofundados em ferramentas de geolocalização, potencial de consumo e perfis sociodemográficos – sempre atentos, claro, às demandas do mercado. A marca visa atender regiões ainda carentes de bolos caseiros”, explica Rafael Ramos.

A meta da rede é atingir a marca de 350 unidades em todo o Brasil até o final de 2018.

Conheça os modelos de franquias disponíveis

Atualmente, a Casa de Bolos trabalha com dois modelos de franquia, ambos no formato loja: franquia fit e franquia standard.

A franquia fit é o modelo indicado para cidades com até 80 mil habitantes. Mais enxuta, essa modalidade deve ser instalada em espaços a partir de 60 metros quadrados e contar com uma equipe de dois funcionários, além do franqueado.

Já a franquia standard é a modalidade desenvolvida para instalação em cidades maiores, acima de 80 mil habitantes. Nesse caso, a área mínima para a unidade deve ser de 100 metros quadrados e a equipe deve ser composta pelo franqueado mais quatro funcionários.

Os bolos são preparados e assados nas próprias unidades, a partir de ingredientes naturais, dispensando massas prontas, conservantes e essências.

Saiba se você tem o perfil ideal

Quanto ao perfil de franqueado ideal, Rafael aponta: “na Casa de Bolos, buscamos por franqueados que queiram um negócio familiar, que tenham habilidade de se relacionar com o público, perfil para gestão, receptividade para seguir regras e disposição para dedicação integral ao negócio, transitando por ele da operação à gestão”.

É importante ressaltar a necessidade de disponibilidade para assumir o negócio, visto que, mesmo com uma equipe de funcionários, o franqueado deve participar ativamente do negócio, estando presente no dia a dia da operação.

Como saber se sua região comporta uma unidade

Com unidades em 14 estados brasileiros, a Casa de Bolos busca expandir a presença da marca em novas localidades.

“Considerando que o segmento de bolos caseiros é bastante jovem e que a consolidação da marca ocorreu naturalmente no estado de São Paulo – como a maioria das grandes redes – a Casa de Bolos vê um enorme potencial de crescimento em regiões ainda pouco exploradas como Nordeste e Sul do país, além de grandes oportunidades em outras regiões que ainda não receberam uma de suas lojas”, pontua Rafael.

A franqueadora possibilita a instalação de unidades inclusive em cidades pequenas (através do modelo de franquia fit) e define o potencial da região de interesse por meio de uma série de análises da equipe de expansão e inteligência de mercado, sem se limitar pelo número de habitantes da área.

Como é o processo de seleção

“O primeiro contato do interessado na franquia da Casa de Bolos normalmente é na própria loja, quando se encanta com o produto e deseja ter o mesmo negócio. Depois ele é orientado a acessar nosso site, que centralizamos como canal das informações aos candidatos à franquia”, explica Rafael.

No site, o candidato encontra o formulário de cadastro de interesse, que deve ser preenchido com nome, data de nascimento, CPF, contato (e-mail, telefone, celular), cidade em que reside, cidade de interesse para abrir a franquia, capital disponível, entre outras informações.

Em seguida, a franqueadora entra em contato com o candidato e envia a minuta de condições gerais do negócio. Os próximos passos do processo são, de acordo com o diretor de marketing da rede, entrevista com a gerência de expansão, análise de perfil, envio de documentos para análise, definição da região, assinatura do contrato e pagamento da taxa de franquia.

Após esse processo, inicia-se a fase de implementação da unidade na prática: prospecção de imóvel, instalação da loja, treinamentos e, por fim, a inauguração da nova franquia.

Franquia Casa de Bolos: vale a pena?

Franquia Casa de Bolos

Posicionando-se entre as maiores redes de franquias do país e parte de um segmento consolidado no franchising (o de alimentação), a Casa de Bolos surge como uma opção que chama a atenção de quem quer abrir um negócio.

“A naturalidade em optar pelo simples e a humildade de crescer sem perder a essência conferiram à empresa a credibilidade para, em oito anos após a primeira loja, ter uma busca crescente de interessados”, afirma Rafael.

Ainda assim, avaliar a proposta da franquia com atenção é fundamental para tomar uma decisão com segurança. Além de avaliar itens como suporte fornecido e projeção de retorno, o potencial franqueado também deve avaliar suas expectativas com relação à rotina de trabalho e sua disposição em participar do dia a dia da operação.

As vantagens da franquia Casa de Bolos

Como vantagem da franquia, Rafael destaca: “a Casa de Bolos, depois de muito aperfeiçoamento na formatação do negócio, com um aprimoramento constante na gestão da rede e planejamento estratégico para expansão e desenvolvimento permanente, garante ao franqueado um investimento com menor risco financeiro a partir de um plano de negócio bem desenhado”.

Além disso, o diretor de marketing da rede cita também o crescimento da rede e o trabalho dedicado dos envolvidos como pontos positivos. “Estar na lista das maiores franquias do país, ao lado de grandes marcas, reforça a certeza de estarmos no caminho certo”, conta.

Como é o suporte da franqueadora

A franqueadora oferece aos franqueados suporte completo em todas as fases do processos; na implantação da unidade e definição do ponto de venda, além de apoio após a inauguração da loja.

“O franqueado pode contar com uma equipe de mais de 40 colaboradores diretos, que movimentam um contínuo crescimento na estrutura administrativa, Centro de Treinamento, Centro de Distribuição e rede franqueada”, esclarece Rafael.

Os treinamentos dos franqueados são realizados no Centro de Treinamento da marca, localizado em Ribeirão Preto. Rafael pontua: “é um espaço voltado aos treinamentos e reciclagens de todos os franqueados. É lá que se aprende a fazer a base do negócio: a original receita da Vó Sônia, a ser fielmente replicada nas lojas”.

Os desafios de ser um franqueado Casa de Bolos

Quanto aos desafios de ser um franqueado Casa de Bolos, Rafael destaca a necessidade de atuar em conjunto com a franqueadora, seguindo padrões e orientações determinadas pela rede.

“Para a parceria de franquia ter sucesso, o franqueado deve estar confortável não só com o modelo de franquia, mas também com a cultura do negócio, seus valores, metas e tipo de operação”, considera o profissional.

É preciso ressaltar ainda que a franquia exige dedicação total do franqueado, que deve participar ativamente do negócio. No segmento de alimentação, isso significa uma rotina de trabalho que inclui, também, finais de semana e feriados.

“O franqueado deve transitar por toda a operação do negócio para que seu padrão e qualidade elevada sejam garantidos. Além disso, quando o franqueado participa do dia a dia da loja, pode também assegurar uma gestão mais austera e uma visão geral de onde deve focar suas energias”, diz Rafael.

O que os outros franqueados dizem

Para Márcia Cristina Rodrigues Delatorre investir na Casa de Bolos foi um bom negócio.

Após trabalhar por muitos anos em empresas nacionais e dez anos em uma multinacional, Márcia percebeu que não tinha mais liberdade ou flexibilidade para de dedicar, também, aos filhos. Pensando nisso, a empresária decidiu empreender e concentrar suas forças em seu próprio negócio – foi aí que seu caminho se cruzou com o da franquia.

“Iniciando a busca e estudos, conheci a Casa de Bolos, e nessa mesma fase surgiu uma vontade grande de fazer algo em sociedade com minha irmã. A partir de então, dividi com ela esta ideia e as informações iniciais que já havia coletado e resolvemos estabelecer o primeiro contato com a franquia. Fomos convidadas para uma reunião inicial e saímos dali com a certeza de que Deus havia colocado em nosso caminho o nosso novo futuro profissional, pois os nossos propósitos estavam totalmente alinhados aos propósitos da franquia”, conta Márcia.

Assim, Márcia e sua irmã abriram sua primeira loja franqueada da Casa de Bolos. Com a satisfação com os resultados da primeira unidade e o apoio de seus outros irmãos, a franqueada resolveu então aplicar o retorno do negócio em novas lojas. Hoje, Márcia conta com quatro unidades da franquia, sendo três em São Paulo e uma em Sorocaba.

“Em nenhum momento houve arrependimento da decisão tomada. A Casa de Bolos é algo que amamos e nos dedicamos para manter a qualidade e propósito sempre, proporcionar união familiar com nossos bolos caseiros e sempre fresquinhos. O trabalho é intenso, mas temos um retorno satisfatório. Tanto financeiro, quanto pessoal. Levar prazer às famílias só pode nos trazer satisfação”, finaliza a franqueada.

Na página da Casa de Bolos no Reclame Aqui percebe-se que a maior parte das reclamações publicadas por consumidores diz respeito ao atendimento e à qualidade dos produtos. Com isso, reforça-se a necessidade do franqueado observar de perto a operação, seguir os padrões da franqueadora e conferir com cautela a qualidade dos ingredientes utilizados na produção dos bolos.

O que perguntar a outros franqueados da marca

Conversar com outros franqueados da rede pode ser uma excelente maneira de entender melhor o negócio e decidir se a franquia é ou não uma boa opção para você.

“Devido ao volume de especuladores nessa área, a Casa de Bolos orienta aos seus franqueados que falem apenas se estão felizes e se indicam o empreendimento”, aponta Rafael, que acrescenta que detalhes relacionados ao modelo de negócio e investimento são disponibilizados apenas pela equipe da franqueadora.

Quem deseja conversar com um franqueado ou conhecer uma das unidades da marca encontra no site da empresa a listagem completa das lojas, com endereços, horários de funcionamento, telefone e e-mail. A relação de franqueados também deve estar contida na Circular de Oferta da Franquia.

DEIXE UMA RESPOSTA